Os tapetes de Erice são um dos produtos mais tradicionais da cidade, além das cerâmicas e dos doces. De fato, ao passear por lá, é impossível não notar as peças expostas nas lojas do vilarejo medieval. E é uma tradição muito antiga, fruto da imaginação e destreza das mulheres de Erice.

Chamados de trappite no dialeto local, os tapetes Erice são caracterizados, sobretudo, pela simplicidade dos materiais usados ​​em sua criação. De fato, entreleçava-se no tear pequenos retalhos de tecido, muitas vezes sobras de outras produções, até completar o desenho escolhido nas dimensões desejadas.

LEIA TAMBÉM:  Erice, uma encantadora cidadezinha medieval

 

As origens dos tapetes de Erice

Antes de mais nada, a arte têxtil da Sicília deve muito às influências da Grécia e da área do Oriente Médio. E foi o tráfego marítimo um dos fatores que permitiu aos habilidosos tecelões sicilianos desenvolver técnicas e especializar-se na tecelagem de lã e tela.

As primeiras oficinas de produção de lã e tecelagem remontam ao final do século XIII. Elas transformaram o que, durante muito tempo, foi um simples passatempo das mulheres da zona de Erice numa das expressões mais representativas do artesanato local. Além disso, essa arte se tornou uma atividade comercial e uma fonte de renda para a pequena população local.

artesanato siciliano

Uma arte que requer paciência

A realização dos tapetes de Erice requer tempo, paciência e o domínio de técnicas complexas, que são passadas de mãe para filha.

Antes de tudo,  no tear, encontramos fios paralelos, pelos quais, manualmente, passam tiras de tecido. O resultado é um tapete – geralmente em um fundo escuro – caracterizado por padrões geométricos coloridos em zigue-zague.

Mas por que eles têm essas características? A resposta é simples. Primeiramente, eles são muito coloridos porque nem sempre os retalhos de tecido estavam disponíveis nas mesmas tonalidades. Além disso, costumam ter fundo preto porque era a cor mais fácil de encontrar entre as sobras. Por fim, costumam apresentar motivos geométricos pois eram os mais simples de criar em caso de escassez de tecidos da mesma cor.

tapete de erice

 

Os tapetes de Erice são um ótimo souvenir

Embora os tapetes sejam uma marca registrada do artesanato de Erice, no vilarejo não há muitas pessoas que se aventurem nesta arte milenar. De fato, essa técnica do entrelaçamento de retalhos e os conhecimentos ancestrais que são passados de geração em geração, infelizmente, correm o risco de serem esquecidos.

Sendo assim, para admirar as criações coloridas fiéis às técnicas originais, você pode visitar, por exemplo, a lojinha de Pina Parisi, que produz tapetes de Erice feitos à mão.

Em suma, os artesãos do vilarejo, com sua criatividade, conseguiram transformar alguns punhados de retalhos ​​em verdadeiras obras-primas. Por isso, durante seu passeio em Erice, não deixe de admirá-los e, quem sabe, levar um de lembrança para casa!

LEIA TAMBÉM:  Tour Erice e Segesta saindo de Palermo

 

 

Quer receber no seu e-mail notícias, novidades e curiosidades sobre a Sicília e o restante da Itália? Então cadastre-se na nossa newsletter!

Não se preocupe, pois odiamos spam! Enviamos no máximo um e-mail por mês.

Comente!