Sfincione: a pizza siciliana tradicional de Palermo e Bagheria

Pizza siciliana chamada sfincione, preparada com cebola, molho de tomate, anchovas, queijo caciocavallo e migalhas de pão

Você sabia que existe uma pizza siciliana típica da área de Palermo? Trata-se do Sfincione (sfinciuni, em dialeto siciliano), uma pizza diferente de todas as outras que você já experimentou.

Sem dúvida, o sfincione é uma das mais populares comidas de rua de Palermo e arredores. E embora eu me refira a ele como “pizza siciliana”, sei que alguns sicilianos podem não concordar com isso. De fato, o sfincione é bem mais alto do que uma pizza comum (como uma focaccia) e é tradicionalmente assado em formas retangulares.

pizza siciliana

Por que esta pizza siciliana é diferente?

Antes de tudo, como informado acima, o sfincione lembra muito uma focaccia por ser alto e bastante macio. Além disso, a massa é geralmente coberta com um molho de tomate bem denso, temperado com cebolas, anchovas em conserva e orégano, ainda reforçada por queijo ralado e farinha de rosca torrada. 

Uma curiosidade: Assim como o doce chamado “sfincia”, o nome “sfincione”, segundo alguns, derivaria do grego spóngos ou do latim spongia, que significa esponja. De fato, você poderá ver na foto abaixo o quanto esta pizza siciliana é esponjosa!

Pizza siciliana chamada sfincione, preparada com cebola, molho de tomate, anchovas, queijo caciocavallo e migalhas de pão

As origens do sfincione

Segundo algumas teorias, esta pizza siciliana surgiu no século XVIII em Palermo. Teriam sido as freiras do convento de San Vito a criar o sfincione, pois queriam preparar algo diferente do pão para as festas natalinas. Afinal pão elas comiam todos os dias e o Natal pedia algo especial! No entanto, elas dispunham apenas de farinha e fermento, bem como os comuns ingredientes sicilianos do dia a dia. E foi assim que uniram esses ingredientes, criando essa iguaria.

Inicialmente, o sfincione era preparado apenas no Natal ou durante uma ocasião muito importante, como um noivado. Porém, hoje em dia, é possível encontrá-lo o ano inteiro em qualquer padaria, nos mercados populares e lanchonetes. Além disso, há ainda os vendedores ambulantes que vendem esta pizza siciliana em seus carrinhos.

vendedor ambulante de sfincione, a pizza siciliana

Um vendedor ambulante de sfincione em Palermo

 

O sfincione de Bagheria

No município de Bagheria, localizado a 20km de Palermo, existe um tipo de sfincione um pouco diferente, que se chama Sfincione Bianco ou Sfincione Bagherese. Ele não leva molho de tomate, e no lugar dele se coloca queijo tuma (ou ricota fresca) e farinha de rosca, bem como as onipresentes anchovas. Este produto foi eleito pela comunidade de Bagheria como um prato representativo da cidade.

Sfincione de Bagheria comprado em uma padaria de Cefalù.

Quer receber no seu e-mail notícias, novidades e curiosidades sobre a Sicília e o restante da Itália? Então cadastre-se na nossa newsletter!

Não se preocupe, pois odiamos spam! Enviamos no máximo um e-mail por mês.

Receita de Sfincione (pizza siciliana)

E então, que tal preparar esta pizza siciliana em casa? Não é difícil, sobretudo se você já está acostumado a fazer pães e focaccias. Veja abaixo a receita!

Ingredientes da massa:

  • 2 colheres (chá) de fermento biológico seco
  • 1 colher (sopa) de açúcar cristal
  • 1 ¼ xícara de água morna
  • 2 colheres (sopa) de azeite de oliva extra virgem
  • 3 ¼ xícaras (455g) de farinha de trigo
  • 2 colheres (chá) de sal

 

Ingredientes do molho:

  • 1 cebola grande
  • 1 lata (400g) de tomates pelados
  • 7 ou 8 filetes de anchovas
  • 2 colheres (sopa) de azeite de oliva extra virgem
  • 1 dente de alho
  • 1 colher (chá) de orégano
  • sal a gosto

 

Para finalizar:

  • 1/2 xícara de farinha de rosca*
  • 1/4 de xícara de caciocavallo ralado (ou parmesão ou outro queijo de sua preferência)
  • azeite e orégano a gosto

*Muitos italianos preparam sua própria farinha de rosca em casa, triturando pão duro! É uma ótima dica para aproveitar pão velho.

 

Modo de preparar

Primeiramente, coloque a farinha numa tigela grande e acrescente o açúcar, o sal e o fermento. No entanto, tome cuidado para não colocar o fermento diretamente sobre o sal. Mexa para misturar os ingredientes secos e depois faça um buraco no centro. Em seguida, acrescente a água morna e o azeite. Sove a massa por 10 minutos até ficar lisa e elástica e então coloque-a em uma tigela untada com um pouco de azeite. Cubra com plástico filme e deixe crescer até dobrar de volume (cerca de 2h).

Enquanto isso, faça o molho. Primeiramente, refogue a cebola no azeite, até ficar macia e translúcida (5-10 minutos). Em seguida, adicione as anchovas e mexa (elas vão se desmanchar), cozinhando tudo por 5 minutos. Enfim, adicione os tomates pelados, o sal e o orégano e cozinhe por mais 15 minutos.

Quando a massa crescer, unte uma assadeira de cerca 25×40 cm com óleo ou azeite. Usando as pontas dos dedos, estique a massa para cobrir toda a assadeira. Cubra com um pano de prato e deixe descansar por 30 minutos.

Prepare a farinha de rosca, tostando-a levemente em uma frigideira. Cuidado para não queimar, pois fica amarga!

Pré-aqueça o forno a 220ºC (fogo alto). Em seguida, distribua o molho de tomate preparado sobre a massa.

Polvilhe o queijo ralado sobre o molho e cubra com a farinha de rosca torrada. Por fim, polvilhe com orégano e regue com um fio de azeite. Asse por 25 minutos ou até que o fundo da massa esteja dourado e a farinha de rosca crocante. Corte em quadradinhos e sirva quente ou frio.

 

Comente!