Fontana Pretoria em Palermo

Roteiro em Palermo: Dicas do que ver em 2 dias


Atualizado em 03/01/2021

Palermo é a capital da Sicília e uma das maiores cidades da Itália, por isso normalmente aconselho pelo menos três dias inteiros para visitar suas principais atrações. No entanto, a Sicília é repleta de coisas bonitas para ver e você vai querer incluir muitas outras cidades na sua viagem, não é? Dessa forma, preparei um roteiro bem enxutinho para quem dispõe de somente dois dias na cidade.

De fato, são dois dias intensos e o roteiro em Palermo pode ser feito tanto por quem está de carro, quanto por quem prefere transporte público. Aliás, se tem uma coisa que aconselho para quem visita Palermo, é usar os meios de transporte público para se locomover dentro da cidade. A cidade tem um trânsito complicado e estacionar lá é um grande problema.

LEIA TAMBÉM  Descobrindo Palermo com uma guia que fala português

 

Roteiro em Palermo: 1º dia

Nosso roteiro inicia com a única que se encontra fora de Palermo: Monreale e sua catedral. O Duomo de Monreale é um majestoso monumento que remonta à época em que os normandos reinaram na Sicília. Seu interior é todo decorado com mosaicos bizantinos. Sem dúvida é uma maravilha que não pode deixar de ser vista!

Catedral de Monreale

Atenção!  Antes de ir a Monreale, certifique-se que a catedral esteja aberta. Clique AQUI para ver os horários de funcionamento.

Depois de visitar a Catedral e o Claustro dos Beneditinos, dê um passeios pelas ruelas do centro da pequena Monreale. Então volte para Palermo e almoce com calma em uma trattoria típica, sem deixar de experimentar um dos pratos tradicionais da cozinha local, como a pasta con le sarde (massa com molho a base de sardinhas, pinoli e erva-doce).

roteiro em palermo
A Catedral de Monreale, datada de 1172.

 

À tarde

Certamente uma ótima opção de passeio para fazer na parte da tarde é explorar a pé o centro de Palermo. Começando na Piazza Politeama, percorra a Via Ruggero VII. Você logo irá se deparar com o lindíssimo Teatro Massimo, aquele mesmo cujas escadarias aparecem em uma cena trágica de O Poderoso Chefão III (não falo mais detalhes para não estragar a surpresa de quem ainda não viu o filme).

LEIA TAMBÉM  O Poderoso Chefão: lugares das gravações na Sicília
Via Maqueda, Palemo

 

Seguindo adiante, chega-se à Via Maqueda, uma das ruas históricas de Palermo. Ela é fechada para o trânsito de veículos particulares, por isso dá para passear tranquilamente. Além disso, é cheia de lojas, bares, é a rua onde a população vai passear com a família aos domingos e finais de tarde.

Mais alguns metros de caminhada e eis o conjunto de esquinas mais famoso de Palermo: Piazza Vigliena, popularmente conhecida como I Quattro Canti. É um octágono criado a partir do cruzamento da Via Maqueda e da Via Vittorio Emanuele e em cada esquina há uma fonte, simbolizando cada rio da cidade, uma escultura representando uma estação do ano, uma estátua de um monarca que reinou na Sicília durante o período da dominação espanhola e, por fim, uma das santas protetoras de Palermo.

roteiro em palermo
Escrevi um post específico sobre os Quattro Canti e sua história. Leia AQUI.

 

Em seguida, continuando pela Via Maqueda, encontramos a Piazza Pretoria e sua deslumbrante fonte, a Fontana della Vergogna. É impossível não admirar cada detalhe e de todos os ângulos. Em uma rua atrás da Piazza Pretoria, fica aquela que é considerada a igreja mais bonita de Palermo, a Chiesa di Santa Maria dell’Ammiraglio ou simplesmente Martorana. Tente chegar lá antes das 17h30, horário de fechamento da igreja.  (Veja os horários de funcionamento AQUI).

Fontana Pretoria em Palermo
A bela Piazza Pretoria e a Fontana della Vergogna. Escrevi sobre este lugar AQUI.

 

Uma opção

Você pode voltar ao ponto de partida percorrendo a Via Roma (paralela à Via Maqueda) ou então fazer um passeio com o trenzinho turístico. Outra opção é passear de carroça: em cada esquina há alguém com uma carroça toda decorada que oferece um passeio pelos principais pontos turísticos de Palermo. Mas negocie o preço antes!

Depois disso, se já for hora do jantar, uma boa opção é o Gagini (Via Cassari, 35) ou a Pizzeria Ruvolo (Piazza Olivella). Aquela é uma área cheia de barzinhos, pizzarias e restaurantes com mesas na calçada, e nos fins de semana costuma ferver!

 

Roteiro em Palermo: 2º dia

Nosso segundo dia em Palermo vai ser dedicado a atividades culturais. Se você é um amante da arte, inicie a manhã com uma visita à Galeria de Palazzo Abatellis (Via Alloro, 4). O museu fica no Kalsa, o bairro árabe de Palermo, em um esplêndido edifício do final do século XV. Lá algumas obras importantes de Antonello da Messina, entre as quais a Annunziata. Bem próximo a este museu, fica um lindo palácio nobre de Palermo que pode ser visitado, o Palazzo Mirto.

roteiro em palermo
Uma das salas do Palácio Mirto. Escrevi sobre ele AQUI.

 

Em seguida, prossiga pela Via Alloro, passando pela Igreja de Santa Maria degli Angeli e entre na Via IV Aprile. Mais adiante você encontrará o Palazzo Chiaramonte Steri, a antiga sede da inquisição siciliana. Ali há um museu com grafites dos prisioneiros, os quais retratavam nas paredes das celas todo o sofrimento passado.

Palazzo Chiaramonte-Steri - Palermo
Palácio Chiaramonte-Steri. Escrevi sobre ele AQUI.

 

A 500m do Palazzo Chiaramonte, seguindo pela Via Lungarina e Via Merlo, fica a Antica Focacceria San Francesco (Via Alessandro Paternostro, 58) , uma ótima pedida quando o assunto é comida típica de Palermo. A Antica Focacceria existe desde 1834 e serve todos os pratos da gastronomia local a preços bem módicos. Dá para comer em pé, no blacão, ou sentar numa das mesas do restaurante que fica no 2º andar.

Depois de repor as energias com um sanduíche de baço de boi ou uma arancina, caminhe até o Corso Vittorio Emanuele. Ali você pode pegar o ônibus 104 ou o da linha Verde, ou ainda caminhar por cerca de 1km até a Catedral.

onde comer em palermo

À tarde

Antes de tudo, a Catedral de Palermo, construída em 1185 a partir de uma mesquita, carrega uma história de quase mil anos de dominações. Seu interior não é muito exuberante, mas certamente vale uma visita.

roteiro em palermo

A poucos metros da Catedral fica o Palácio dos Normandos, ultima etapa do passeio cultural por Palermo. O inteiro complexo do Palácio Real, que inclui a Capela Palatina, é a residência real mais antiga da Europa e foi o centro do poder na Sicília por muitos séculos. Hoje em dia, é sede da Assembléia Legislativa da Sicília.

LEIA TAMBÉM  10 Curiosidades sobre Palermo
roteiro em palermo
Palácio Real de Palermo. Escrevi sobre ele e a Capela Palatina AQUI.

 

Por fim, para terminar o passeio, nada melhor que um aperitivo! Um bom barzinho nos arredores é o La Galleria. Ele fica atrás da catedral (Salita Ramirez, 2) e é uma espécie de Wine Bar/Bistrot com ótimos drinks e petiscos.

 

Para salvar no celular

Veja abaixo o mapinha com todos os pontos turísticos citados neste texto e curta muito seu roteiro em Palermo!

 

 

ASICILIA5

Veja Também

o poderoso chefão

O Poderoso Chefão: lugares das gravações na Sicília

Atualizado em 27/12/2020 Antes de tudo, preciso derrubar um mito: NENHUMA cena de O Poderoso …

2 comentários

  1. M. Céu Fialho

    Patrícia, acabou de me dar um desgosto – então San Giovanni degli Eremiti não faz parte de seus must de Palermo?! O_o
    Eu sei, o essencial de cada sítio é muito subjectivo e difere de pessoa para pessoa, estou só brincando consigo. 🙂
    Mas eu, como sou apaixonada pelo românico e por tudo o que ande lá perto, fiquei sem palavras por aquela igrejinha e seu claustro.
    Abraço
    M. Céu Fialho

    • Patricia Kalil

      Oi Céu!

      Ficaram de fora os oratórios (incríveis), as catacumbas, o museu arqueológico. Tentei condensar em dois dias só o básico que pode agradar um público médio. Mas é tanta coisa maravilhosa para ver em Palermo que realmente dois dias são poucos.
      Acreditas que uma vez uma pessoa teve a coragem de me dizer que bastava ficar 1 dia em Palermo, pois não há nada para ver??

      Um grande abraço,

      Patricia

Comente!