Pane Cunzato: experimente essa delícia siciliana!


Eu já contei aqui no blog que vários pratos que compõem a culinária siciliana são de origem pobre, feitos com poucos ingredientes. E uma dessas iguarias de origens bem humildes é o Pane Cunzato, uma comidinha de rua que você precisa experimentar!

O Pane Cunzato, que significa simplesmente “pão arrumado”, é uma das mais tradicionais refeições da cultura gastronômica siciliana, nascido em tempos de crise, de carestia. De fato, os sicilianos se viravam com o que tinham e na ausência de uma refeição rica, acabou tornando-se costume enriquecer o pão de sabores, cheiros e condimentos que fossem baratos e fáceis de encontrar.

Em síntese, é um sanduíche com os melhores produtos desta terra, combinados de maneira perfeita. Um pão arrumado, preparado para ser degustado!

 

Origens muito simples

Antes de mais nada, o pão era feito em casa, para toda a família e deveria durar vários dias. Além disso, para os maridos que iam trabalhar no campo, as mulheres preparavam o pão recheando-o com o que tinham em casa: queijo, tomate, anchovas, manjericão, orégano. Por fim, completavam tudo com um bocado de azeite e envolviam o sanduíche com uma toalha para que permanecesse quentinho por bastante tempo.

A receita evoluiu ao longo do tempo, adaptando-se à era moderna e às modas, tornando-se muito mais que um alimento de origens pobres. Sem dúvida é uma tradição consolidada e riquíssima, 100% siciliana. Você vai encontrar “pane cunzato” com alcaparras, anchovas, ricota, berinjela, atum e muitas outras coisas.

Pane Cunzato - Ilha de Vulcano  

Onde comer o Pane Cunzato

Então, ficou curioso e gostaria de experimentar essa sanduíche? Saiba, porém, que cada vila, cidade e província da Sicília tem sua própria versão de “pane cunzato”. No entanto, todos são igualmente deliciosos! Enfim, veja onde comer esta guloseima.

Em Scopello

Na pequena aldeia de Scopello (a cidadezinha, não a praia), há uma antiga padaria com um forno a lenha que prepara o “pane cunzato”. O lugar se tornou o point de muitos turistas que passam por ali antes de ir à famosa praia de Scopello. De fato, eles compram o sanduíche para depois comê-lo sentado na areia, de frente para o mar.

Scopello é um vilarejo próximo a Castellammare del Golfo e a Reserva Natural do Zingaro. O pane cunzato ali tornou-se uma tradição da comida de rua graças a uma padaria. De fato, o Panificio Anselmo é o lugar mais famoso de Scopello onde é possível comer o pano cunzato. Por isso, na hora do almoço e do jantar, está sempre lotado, sobretudo de turistas. Enfim, a padaria é super simples, mas os pães sempre frescos e ingredientes de ótima qualidade.

O pane cunzato da padaria Anselmo.

 O Panificio Anselmo fica na Via Galluppi, 5, Scopello.

 

Nas Ilhas Eólias

Primeiramente, devo dizer que o pane cunzato das Eólias é muito diferente daquele que comemos no restante da Sicília. Na verdade, não é um sanduíche, mas uma fatia grossa de pão torrado temperado com azeite extra virgem e abundante recheio com produtos que a ilha oferece: tomates cereja, alcaparras, anchovas, berinjelas, pimentas, ricota, atum, mussarela, bem como ervas como manjericão ou hortelã, tomates secos.

Parece mais uma bruschetta enorme.

O Pane Cunzato mais famoso das Ilhas Eólias é aquele do Bar Alfredo, de Salina. O bar foi aberto em 1968 por Alfredo e hoje é dirigido pelos dois filhos, incluindo o chef Pietro Olivieri. Por exemplo, uma das especialidades que os residentes e os turistas podem encontrar é uma gigantesca torrada, temperada com os ingredientes naturais mais frescos, tipicamente salgados.

Bar Alfredo em Salina

O pane cunzato do Bar Alfredo é enorme e uma porção é mais que suficiente para duas pessoas (eu acho bem exagerado). Além disso, é possível fazer inúmeras combinações de ingredientes. Veja o vídeo…

 

O Bar Alfredo fica na Via Marina Garibaldi, Lingua, Salina.

Da mesma forma, outro lugar que faz um maravilhoso pane cunzato nas Ilhas Eólias é o restaurante Malvasia, em Vulcano. Na verdade, eu achei até bem melhor do que o do famosíssimo Alfredo.

No Malvasia, o chef Maurizio nos preparou três diferentes versões de pane cunzatu: um com atum, cebola, tomate e azeitonas; outro com anchovas, mozzarella, tomate; e enfim um com tomate seco, berinjela, mozzarella e alcaparras. E sabem qual o diferencial? Boa parte dos ingredientes provém da horta deles!

O Malvasia fica na Via degli Eucaliptus, ilha de Vulcano.  

Em Siracusa

Certamente um bom lugar onde experimentar um pane cunzato com pão quentinho e crocante em Siracusa, é a Putia delle Cose Buone, em Ortigia. Lá o pane cunzato é servido na versão sanduíche e é possível encontrá-lo com ingredientes mais clássicos para o nosso paladar, como mortadela, presunto, etc.

Além disso, a Putia delle Cose Buone é uma enoteca e restaurante pequenininho, onde é possível tanto comer um sanduíche quanto fazer uma refeição tradicional com um prato de massa.

A Putia delle Cose Buone fica na Via Roma, Ortigia.

 

Receita de Pane Cunzato

E então, deu vontade de sentir os sabores da Sicília? Tente fazer o pane cunzato em casa! Aqui vai uma receitinha da versão original, a mais simples.

Ingredientes:

  • 1 pão de ½ kg (pão ciabatta ou um pão caseiro cascudo)
  • 4 tomates grandes maduros
  • 100 g de filetes de anchovas em óleo
  • 150 g de fatias de queijo tipo provola (ou mozzarella)
  • Azeite extra-virgem de oliva
  • Orégano
  • Sal e pimenta calabresa à gosto

Preparação:

Corte a metade do pão quente (se possível, aqueça-o no forno por alguns minutos) no sentido do comprimento. Polvilhe sal, pimenta calabresa e orégano à gosto, e então tempere com bastante azeite. Em seguida, coloque uma camada de fatias de tomate e uma de queijo. Distribua os filetes de anchovas e espalhe uma pitada de orégano em cima deles. Por fim, recomponha o pão, esmague ligeiramente e sirva.

 

 

Comente!