Por ser famosa por suas belas praias, muita gente acha que a Sicília é uma meta exclusivamente de verão. Mas as coisas não são bem assim e nas outras estações do ano, nós que moramos aqui, continuamos nossa vida normalmente.

A maior parte das cidades continua movimentada, há um maior número de linhas de transporte, já que as escolas funcionam normalmente, bares e restaurantes ficam cheios porque é lá que as pessoas se reparam do frio e do vento. Enfim, no inverno também dá para curtir a Sicília, inclusive porque as temperaturas por aqui são bem mais amenas do que no resto da Itália!

 

1 – Aposte nas cidades maiores

Este é um conselho que sempre dou aos meus leitores que têm dúvidas sobre viajar para a Sicília no inverno. Ao contrário das cidades tipicamente de veraneio (aquelas onde ficam as praias mais badaladas da Sicília), as cidades médias e grandes NÃO esvaziam durante o inverno.

Sicília no inverno - Siracusa

Piazza Duomo, em Siracusa, no dia 21/12/2014.

É por este motivo que a melhor coisa a se fazer é planejar um roteiro que se concentre nos centros urbanos. Palermo, Catânia, Siracusa, Ragusa, Agrigento e Trapani são ótimas pedidas e excelentes cidades-base para esse período. Já em Taormina alguns hotéis e restaurantes ficam fechados durante o inverno, a cidade fica  mais vazia, mas não deserta.

 

2 – Visite os mercados e mercadinhos

Eu dificilmente vou às feiras-livres da Sicília no verão. É que não aguento o calor e a multidão (duas coisas que eu não suporto). Já no inverno é bem mais prazeroso passear entre as coloridas e animadas bancas e por incrível que pareça, neste período há uma enorme variedade de frutas. Você verá as laranjas sicilianas e suas cores intensas, romãs, maçãs, maços e maços de brócolis e alcachofras, só para citar algumas.

Sicília no inverno

Laranjas numa banca de frutas no mercado de Ortigia (fevereiro/15).

Mercados interessantes para você visitar:

  • Ballarò, em Palermo (saiba mais sobre ele AQUI)
  • Mercado del Capo, em Palermo 
  • Feirinha de Ortigia, em Siracusa (saiba mais sobre ela AQUI)
  • Mercado do peixe de Catânia  (saiba mais sobre ele AQUI)

Outra dica que dou se refere à comida dos mercados. Aqui na Sicília há uma grande tradição do street food e há várias opções de tour organizado que envolvem a comida de rua. Se você preferir fazer tudo por conta própria, não tenha medo de sair experimentando as frituras, queijos e guloseimas à disposição nos mercados.

Clique AQUI para saber mais sobre os tours de comida de rua em Palermo!

 

3 – É hora de visitar museus, igrejas e parques arqueológicos

Se no verão todo mundo prefere passar o tempo curtindo as praias e ilhas da Sicília, no inverno as coisas mudam. É um bom momento para visitar os principais parques arqueológicos da Sicília, sem ter que sofrer com o calor. O Vale dos Templos de Agrigento, o Parque Arqueológico de Segesta, Selinunte e o Teatro Grego de Siracusa são todos ao ar livre e abrem normalmente no inverno, inclusive nos feriados. Não deixe de inserí-los no seu roteiro!

Parque de Selinunte

As igrejas e museus também são boas pedidas. Mesmo que você não esteja nem aí para a arte, vale a pena entrar nas lindas igrejas sicilianas e tentar reconhecer nelas as diferentes dominações que passaram pela Sicília.

 

4 – Fotografe o Etna  coberto de neve e o mar

Tenho o privilégio de poder ver o Etna todos os dias, mas cada vez que o vejo coberto de neve, com aquele manto branco, fico sempre sem palavras.

E o que dizer de poder ver uma paisagem onde o Etna, todo branquinho, contrasta com o azul do mar e do céu? Gente, é um panorama espetacular, que pode ser apreciado dos terraços de Taormina, de Giardini Naxos, do litoral sul de Catânia. Enfim, você só terá que escolher qual o melhor ângulo.

 Arredores de Taormina

 

5 – Brinque na neve ou esquie no Etna

A propósito de neve e de Etna, esquiar no vulcão ou somente brincar na neve é um dos passatempos favoritos das famílias sicilianas no inverno. Do final de dezembro até o final de fevereiro/início de março, o vulcão é invadido por uma multidão de crianças (pequenas e grandes!), famílias, gato, cachorro e papagaio (rsrs).

As crateras Silvestri são duas crateras inativas formadas durante a erupção de 1892, localizadas a poucos metros do Refúgio Sapienza. Durante o inverno, se tornam imensos escorregadores.

Durante o inverno, as crateras do Etna se tornam imensos escorregadores.

É que aqui raramente neva, então o Etna, assim como as outras montanhas da Sicília – Piano Battaglia e Madonie – são os únicos lugares onde é possível encontrar uma camada de neve espessa o suficiente para praticar esportes de inverno.

Para saber todos os detalhes sobre o Etna no inverno, leia este post AQUI.

 

6 – Vá às compras

Se você não resiste a umas comprinhas básicas durante a viagem, então não deixe de aproveitar os saldos de inverno na Sicília. A data oficial de abertura dos saldos 2016 é 02 de janeiro e eles duram até o dia 15 de março. É uma ótima oportunidade para comprar roupas de frio (inclusive se você estiver pensando em comprar roupas de inverno para viajar, eu aconselho a deixar para comprar aqui porque custam bem menos).

Veja também: Compras na Sicília: conheça o Sicilia Outlet Village

 

7 – Devore as “laranjas cor-de-laranja” e otras cositas más…

Como vocês podem ter percebido (por causa das fotos das laranjas), é no inverno que as frutas cítricas amadurecem. Laranjas e tangerinas dão o máximo de si e é o período em que você pode pedir no café da manhã um suco de laranja natural, espremido na hora. Além disso, um dos pratos tipicos do inverno na Sicília é a salada de laranjas, frequentemente encontrada nos cardápios dos restaurantes.

laranjas da Sicília

Delicie-se com as laranjas cor-de-laranja. As cores delas aqui são intensas!

 

8 – Assista a uma ópera

Quando termina o verão, terminam também as temporadas de shows e concertos ao ar livre, iniciando aquelas nos teatros fechados. Uma dica para quem gosta de música lírica ou clássica é assistir a uma ópera ou a uma sinfonia nos lindíssimos Teatro Massimo de Palermo ou no Teatro Vincenzo Bellini, em Catânia.

Veja também: Eventos no Teatro Massimo de Palermo

 

9 – Visite uma vinícola

Quer coisa melhor do que se aquecer com uma boa taça de vinho? As vinícolas na Sicília funcionam o ano inteiro, então por que não incluir uma visita no seu roteiro?

Vinícola na Sicília: Marabino

Os barris da vinícola Marabino.

A Sicília é uma das maiores regiões produtoras de vinho da Itália e por aqui há várias vinícolas renomadas e rótulos famosos no mundo inteiro. Eu prefiro mesmo as vinícolas menores, já que, na minha opinião, são aquelas que oferecem a melhor hospitalidade.

Marsala, Etna, Agrigento, Siracusa, Noto… não importa onde você for, sempre encontrará ótimas vinícolas e vinhos incríveis.

Veja também: Tudo que já escrevi sobre vinhos e vinícolas

 

10 – Curta o clima de Natal e os presépios

Sei que o Natal é em dezembro e o inverno vai até março, mas não poderia deixar de citar as festas de final de ano. A Sicília não tem uma grande tradição de mercados de Natal, luzes de tirar o fôlego, vilarejos de Papai Noel. Não, aqui não tem isso.

O que marca o Natal na Sicília são os presépios, uma tradição que não só aqui, mas em boa parte do sul da Itália, não se deixou contaminar pelo capitalismo e pelos hábitos anglo-saxônicos. Imaginem que as árvores de natal só apareceram na Sicília durante a II Guerra Mundial, quando os americanos se instalaram aqui e trouxeram com eles essa tradição. Antes disso não existia e o Natal era simbolizado pelos presépios comuns ou aqueles recitados.

A Sicilia no inverno

A árvore de Natal de Siracusa em 2014. Bem simples.

Assim, do início de dezembro até o dia 6 de janeiro é possível assistir a várias encenações natalinas ou apreciar os presépios montados nas cidades.

Como eu escrevi um post específico sobre esse tema, veja: Natal na Sicília e a tradição dos presépios

Tem mais dúvidas sobre o Natal ou o inverno na Sicília? É só escrever aqui na caixa de comentários!

 

48 comentários em “10 dicas do que fazer na Sicília no inverno”

  1. Oi Patricia, adorei seu site, já usei outras vezes pra ir pra Itália;gostaria de saber se é possível fazer a Sicilia no inverno,sem carro,de trem,onibus, ou qq outro meio de transporte. Parabens e agradeço se entrar em contato

      1. Patrícia, tô pensando em morar em Palermo, já quero morar em outro país tem um tempo. Sou apaixonado pela França, pensei em Nice, pq amei aquele lugar. E agora me divido com Palermo q tb amei conhecer. Oq mais me pega odeioooo o frio, ou seja, Palermo ganha pq é menos frio. Aí que esta a minha pergunta: como é o inverno aí??? Tipo moro em SP (capital) é igual aqui o inverno daí??? Penso em abrir algo aí, tipo restaurante e tals, já tenho a cidadania italiana. Me fala sobre o inverno, pq não quero ficar num lugar q passe muito frio no inverno..hehe (coloquei no Gmail do cadastro da minha loja, pq não tava indo de outra forma)

        1. Olá!(você não falou seu nome).
          A Sicília tem um clima bem mais ameno do que o resto da Itália.
          Eu nunca pisei meus pés em São Paulo, então não sei te dizer se o inverno é igual, mas olhando em termos geográficos, a latitude da Sicília é mais ou menos equivalente à do Rio Grande do Sul. Então eu diria que está mais para inverno gaúcho!
          No inverno pode fazer dias bem frios, porém é raro nevar.

          Um abraço,

          Patricia

      2. Ola Patricia
        Obrigada pelo ótimo blog. Queriamos passar o ano novo na Sicilia. Vamos reservar uma casa . Qual local vc recomendaria? Qual cidade…

        1. Oi Aline,

          A Sicília é tão grande! É dificil até dizer um lugar só, depende muito dos lugares que você quer visitar.
          Eu te aconselharia as cidades de tamanho médio, como Siracusa, Trapani, Ragusa e até Taormina.

          Um abraço,

          Patricia

      3. Olá Patrícia, parabéns pelo Site/Blog. Poucas vezes vi um material tão completo sobre uma região. Espero que vc esteja feliz e com ótimo retorno profissional.

        Eu viajo bastante e com calma, não gosto de turismo corrido. Em Outubro, minha esposa e eu visitaremos a Sicília; será uma viagem de 16 noites.

        Se possível, gostaria que vc avaliasse (pode palpitar a vontade) o roteiro antes d’eu fechar os hotéis:

        – Palermo (3 noites);
        – Agrigento (2 noites);
        – Piazza Armerina (1 noite);
        – Malta – Ferry a partir de Pozzallo (3 noites);
        – Siracusa (3 noites);
        – Taormina (3 noites);
        – Cefalú (1 noite).

        Entraremos e sairemos por PMO.

        Desde já agradeço e desejo muitooooo sucesso !!!

        1. Oi André,

          Estou bastante satisfeita com meu trabalho, sim (só queria ter mais tempo para dedicar ao site!). Fico muito contente que tenha gostado.
          Eu tinha entendido que você passaria 16 noites na Sicília, mas fiz as contas dos dias e vi que não é bem assim rsrs.

          Seu roteiro está bom, só acho que essa noite em Piazza Armerina pode não ser necessária. Piazza Armerina não tem muitos atrativos além da Villa del Casale, e este passeio você pode fazer a partir de Agrigento, sem problemas. Na volta de Malta, você poderia passar uma noite em Ragusa ou Modica, seria uma ideia.
          Duas noites para Agrigento está ok se você faz o passeio para a Villa del Casale. Se for lá somente para visitar o Vale dos Templos, bastaria uma noite só.

          Não sei se fui clara, mas se tiver mais dúvidas, é só perguntar que eu respondo sempre.

          Um grande abraço e muitíssimo obrigada pelas palavras de incentivo.

          Patricia

          1. Bom… digamos que resolvi dar uma derivada e conhecer Malta… eh eh eh
            Gostei das suas dicas sobre Piazza, mas gostaria de ficar um dia “far niente” em Scala dei Turchi. Vou estudar sobre Ragusa.
            Muito obrigado!!!

        2. Rita de Cassia Lourenzem Viginotti

          Olá Patrícia! Muito obrigada pelas dicas. Lendo seu post e suas dicas,e como gosto de viajar com calma, resolvi ficar somente na Sicilia. Veja o roteiro que fiz e me diga se está bom, ou se acrescento/diminuo alguma cidade. Grande abraço.

          CHEGADA LOCAL ATÉ BATE/VOLTAS
          19/02 Palermo 23/02
          23/02 Trapani 26/02 Érice, Marsela
          26/02 Agrigento 28/02 Ida passar por Sigesta
          28/02 Ragusa 03/03 Scicli/Módica, Caltagirone
          03/03 Siracusa 06/03 Noto
          06/03 Catânia 12/03 Etna/Vinícola, Bronte/Randazzo, Taormina, Aci Trezza/Aci Castelo

          1. Oi Rita,

            Na minha opinião está um roteiro muito bem dividido e assim você irá conseguir ver bastante coisa! Obrigada por ter comentado aqui, porque tenho certeza que esse seu roteiro vai servir de inspiração para outras pessoas.
            Só uma observação: Você pode visitar Segesta quando estiver em Trapani (dá até para fazer no mesmo dia que Erice, por exemplo), mas indo a Agrigento, uma ideia de lugar para parar é Selinunte.

            Um abraço,

            Patricia

            1. Rita de Cassia Lourenzem Viginotti

              Oi Patrícia! Mais uma vez obrigada pela rapidez na resposta e pela dica sobre Segesta. Ainda mais que estou quase indo para a Sicília (chego dia 19 de fevereiro).
              Ainda tenho uma dúvida: Como é ir de carro para Taormina? Tem estacionamento próximo aos pontos turísticos?
              Grande abraço.
              Rita

              1. Rita,
                Em Taormina é proibido o trânsito de veículos no centro histórico. Por isso, deixe o carro no estacionamento LUMBI. De lá tem um shuttle gratis para o centro. É super fácil. O passeio em Taormina você faz a pé (a cidade é pequenininha).

                Quando voltar da viagem me conta como foi! Vou adorar saber.

                Um abraço e, a este ponto, boa viagem!

                Patricia

                1. Rita de Cassia Lourenzem Viginotti

                  Oi Patrícia! Como faço para imprimir seus post sem as imagens? Tentei diversas formas e não consegui.
                  Obrigada.

                  1. Olá, Patricia! Parabéns pelo seus postas e muito obrigado por compartilhar seus conhecimentos da região da Sicilia.
                    Pretendo chegar em Palermo dia 26 de dezembro de 2019, retornando no dia 04 de janeiro de 2020 por Catânia, você possui alguma sugestão ou ideia de roteiro para seguir nesta viagem? E quantos dias ficar em cada cidade?
                    Mais uma vez parabéns pelas informações

                  2. Rita de Cassia Lourenzem Viginotti

                    Olá Patricia! Irei para a Itália em 18 de fevereiro proximo. Ficarei 20 dias entre a Sicília e Puglia. Quantos días sugere na Sicilia? Quais as melhorew cidades bases? Pretendo apenas 2 cidades bases em cada região.

                    1. Oi Rita,

                      Te sugiro dedicar pelo menos 10 dias à Sicília. Escolha uma cidade base no leste (por exemplo Catania, Siracusa ou Taormina) e outra no oeste, como Palermo.

                      Um abraço,

                      Patricia

                      1. Rita de Cassia Lourenzem Viginotti

                        Muito obrigada Patricia. Vou fazer mais 3 perguntas:
                        Entre Catânia e Siracusa, qual você me indica?
                        Pretendemos alugar carro. Quantos dias são necessários para conhecer somente Palermo (sem considerar os bate voltas)? Pelo que li dentro de Palermo é melhor não usar carro.
                        E dentro de Siracusa e Catania, também é melhor não usar carro?

                        1. Ola boa tarde acabei de chegar da Sicilia . Fiquei hospedado em Taormina, ok tudo bem mas da próxima vez ficaria com certeza em Siracusa ( de preferencia na ilha de Ortigia )

                          1. Rita de Cassia Lourenzem Viginotti

                            Oi Gregoriano! Obrigada pela dica. Vi seu roteiro abaixo e achei interessante. Quantos dias ele durou e quantos dias ficou em cada cidade?

                          2. Oi Rita de Cassia bom dia. Meu roteiro durou 22 dias. Napoles + Pompeia 3 noites (adoramos), Sorrento 3 noites (fizemos ilha Capri + as cidades da costa Amalfitana mais proximas) depois descemos a Costa Amalfitana até Paestum – imperdivel (1 noite), dalí segui.os para Castelmezzano (1 noite) depois Matera (1 noite) arrependidos por não ter ficado 2 noites Matera é surreal imperdível. Seguimos depois para Alberobello fizemos cidade base dessa região da Puglia (era reveillon ficamos 3 noites) dali fomos para Martina Franca, Otorotando, Lecce, e a imperdivel Polignano al Mare (linda). Seguimos para a região d Regia Calbria. Santa Severina 1 noite (castelo medieval) , Stilo 1 noite ( 1° mosteiro bizantino da Italia), Taormina dispensa comentarios (ja na Sicilia) fizemos de Taormina cidade base 3 noites de lá fomos para Siracusa (ficaria oa menos 2 noites aqui de preferencia na ilhota de Ortigia) , aproveitamos e conhecemos Catânia, cidade pulsante cheio de vida (msmo no inverno) segundo os moradores d região faziam 20 anos q não nevava na Sicilia, entreguei o carro em Palermo fiquei 1 noite me arrependi Palermo é uma cidade para ficar mais tempo. Optei em ficar com o carro mesmo sendo um pouco complicado por causa de zonas restritas e falta de vagas nas ruas para estacionamento (a dona do B&B arrumou estacionamento (EU$ 12) noite e avisou a prefeitura local placa do carro, assim se passei em alguma ZLT nao seria multado)✋ assim pudemos ir de carro até o aeroporto, que fica lo ge de Palermo uns 20Km. Tudo ocorreu tranquilamente sem extress, mesmo quando errava as ruas a policia informava tudo direitinho com muita educação e presteza, valeu e muito essa trip, ✋

                          3. Oi Rita, as duas cidades merecem uma visita, mas se você pode escolher somente entre uma delas, eu diria com certeza Siracusa.

                            Para conhecer somente Palermo eu recomendo pelo menos dois dias. Dá uma olhada nesta dica de roteiro: https://italiaparabrasileiros.com/sicilia-roteiro-de-2-dias-em-palermo/. É um roteiro escrito por mim no meu outro site, o Itália para Brasileiros.

                            Dentro do centro histórico de Siracusa é proibido o trânsito de veículos, o mesmo acontece em algumas ruas do centro de Catania. Por isso te recomendo deixar o carro no estacionamento e fazer os passeios a pé!

                            Um abraço,

                            Patricia

                            1. Rita de Cassia Lourenzem Viginotti

                              Oi Patricia! Vou visitar as 2 cidades (Catânia e Siracusa). Minha dúvida é qual delas utilizar de base? Ou ficar alguns dias nas 2?

                              1. Oi Rita, a escolha entre as duas vai depender dos seus gostos pessoais e dos passeios que quer fazer. Como elas distam apenas 60km uma da outra, escolha uma só.
                                Se a sua preferência for por cidades pequenas, mais tranquilas, escolha Siracusa. É perfeita para fazer passeios a pé e explorar o sudeste da Sicília.
                                Já Catania é uma cidade bem maior, com mais vida noturna, e mais opções de transporte público (se você tivesse que usar ônibus ou trem).
                                Se estiver de carro, uma coisa vale para as duas: na hora de escolher o hotel, verifique se há estacionamento próprio ou tem convenção com algum. No centro histórico de Siracusa (Ortigia) é proibida a circulação de veículos não autorizados.

                                Um abraço,

                                Patricia

                            2. Boa tarde interessante as informações que passa por aqui, obrigado, irei utilizar muitas delas em Dezembro/Janeiro próximos que estarei fazendo o sul da italia iniciando a viagem em Nápoles de carro passando pela Pugllia até chegar na Sicilia, de onde irei pra Roma.
                              Caso tenho dica de locadora de carro de preferência local por favor me informe, de resto parabéns pelo Blog

                              1. Olá Gregoriano,

                                Eu sempre aconselho a optar pelas locadoras internacionais, como a Hertz, Avis e Europcar, que são mais confiáveis.
                                Na Rentalcars você pode fazer uma busca de todas as locadoras disponíveis, tanto locais quanto internacionais, na cidade onde você pretende alugar o veículo. Dá uma olhada: https://www.rentalcars.com

                                Um abraço,

                                Patricia

                                1. Ola boa tarde aluguei um carro pela Budget (Nápoles – Palermo) que me cobrou lá em Nápoles uma taxa extra (condutor adicional) taxa essa que eu paguei quando entreguei o carro. Até ai tudo bem, errado foi ter cobrado 2 vezes a mesma taxa. Entrei com solicitação de analise junto a locadora que me retornou via email afirmando que houve cobrança indevida em duplicidade EU $ 104,00 aproximadamente. Estou agora esperando da Budget o reembolso.

                                  1. Olá Gregoriano,

                                    Que bom que a locadora reconheceu o erro. Tomara que te reembolsem o quanto antes.
                                    Espero que tenha aproveitado bem a viagem!

                                    Um abraço,

                                    Patricia

                                    1. Viagem fantástica pelo sul da Italia, Peguei o carro em Nápoles – Costa Amalfitana – Paestum – Castelmezano – Matera – Alberobello – Polignano el Mare – Lecce – Santa Severina – Stilo – Taormina – Siracusa – Catânia – Agrigento – Palermo (entrega do carro). Recomendo e muito esse roteiro, inesquecível, boas estradas, pouquissimos pedágios e lugares incríveis. Ponto alto da viagem Paestum – Matera – Siracusa – Taormina.

                                    2. Bom dia amigos e amigas, a Budget providenciou o reembolso da cobrança indevida. Foi fácil e rápido. Fica aqui o alerta, qdo for alugar um carro aqui ou no exterior imprima ou guarde no seu celular o contrato de locação (e adendos) que esteja explicito tudo aquilo que você contratou, eu tinha ele em inglês e italiano.

                                  2. Prezada Patricia.
                                    Realmente seu site merece todos os elogios!
                                    Meu marido, minha filha e eu estamos lendo pois pretendemos viajar para Sicília após o Natal, isto é, estaremos provavelmente aí em inicio de janeiro. Ainda não compramos as passagens.
                                    Por isso, gostaria de algumas dicas!
                                    Qual é a melhor cidade para passar a virada do ano?
                                    Quais cidades não deveríamos visitar porque é inverno?
                                    Pode nevar muito, sendo necessário usar correntes nos pneus dos carros?
                                    Tem alguma informação sobre o sistema de aluguel de apartamento pelo airbnb aí na Sicilia? Alguma dica?
                                    Realmente chove mais no nordeste da ilha que no sul?
                                    Desde já agradecemos
                                    Abraços
                                    Viviane e família

                                  3. Silvelena Souza Matias dos Santos

                                    Patricia, boa tarde !
                                    Quero ir Para Sicilia em janeiro de 2018, você acha que para que a passagem fique mais barata é uma opção ir de São paulo para Roma e depois para Sicilia ou ir direto para Sicilia.
                                    Obrigada.

                                  4. Bom dia,meus 2 filhos estão em Londres ,então pensei em ir para Sicilia após o Natal para pegar menos frio do que um UK. Estaremos com a namorada de um deles tb. Pensei em alugar uma casa ou flat c serviço de limpeza …. onde posso verificar isso? tem dicas?
                                    obrigada

                                    1. Olá Vera,

                                      O blog tem parceria com uma agencia de casas para temporada e eu até já respondi ao seu pedido de orçamento sobre a casa em Siracusa. Você recebeu? Se não recebeu, me avisa.

                                      Um abraço,

                                      Patricia

                                  5. Pingback: Visitar Catânia, Sicília, por Patrícia Kalil | Alma de Viajante

                                  6. olá estarei na Sicília entre 28 de fevereiro ate 14 de março, passando por Palermo, Taormina, Siracusa, Agrigento e Trapani, ficando uma media de 4 dias e cada uma destas cidades e estou com muita dúvida sobre o que levar na mala, você poderia me aconselhar quanto a temperatura? Tenho os clássicos casacos de camurça forrados de pele, que já me salvaram do frio intenso de ourtos países europeus, o sobretudo longo, etc, mas nunca levo casacos mais leves para a europa no inverno, devo leva-los para a Sicília?

                                    1. Olá Janicy!

                                      Escrevi sobre as temperaturas da Sicília em março aqui neste post: A Sicília na Primavera. No período que você indicou, as temperaturas ficam entre 18 (durante o dia) e 7, 8 graus à noite. Como você pode observar não é um frio intenso, mas um conselho que posso dar é que, poucos dias antes da sua viagem, você dê uma olhadinha na meteorologia (no alto da barra lateral aqui no blog) porque o clima da Sicília é sempre uma caixinha de surpresas e varia muito de ano para ano.

                                      Um abraço,

                                      Patricia

                                  7. Pingback: Viagens na minha terra: Catânia, Sicília | Alma de Viajante

                                  8. Oi Patricia
                                    Tudo bem?
                                    Vale a pena visitar o Palazzo Biscari?
                                    É verdade que o proprietário acompanha as visitas algumas vezes?
                                    O Palazzo é mobiliado ou apenas salões vazios com afrescos?
                                    Beijos Beatriz

                                    1. Oi Beatriz, o Palazzo Biscari é lindo (sim, vários salões são mobiliados). Já estive lá em recepções, mas preciso voltar como turista, fotografá-lo e publicar aqui no blog.
                                      Já ouvi falar que é o próprio proprietário que guia as visitas, e todo mundo fala que ele é extremamente gentil e simpático. Mas agora na baixa estação é necessário reservar marcar o horário da visita, vc sabia?
                                      Beijos,
                                      Patricia

Comente!