Mazara del Vallo: a cidade mais árabe da Sicília

Mazara del Vallo

Ao longo da costa de Trapani, a cidade de Mazara del Vallo, com sua grande catedral e o porto, é uma terra de imigração pacífica, um exemplo de integração cultural entre as pessoas do Mediterrâneo.

De fato, foi a partir de Mazara del Vallo que, no ano 827, os árabes iniciaram a conquista da Sicília. Deste período de dominação, que durou dois séculos, ainda hoje podemos ver os resquícios em diversas partes da ilha, mas sobretudo no Oeste da Sicília.

 

Mazara del Vallo, a varanda do Mediterrâneo

Apelidada de “varanda do Mediterrâneo”, sem dúvida Mazara del Vallo é uma balaustrada com vista para o mar. É a parte de litoral da Sicília mais próxima da África e, de fato, isso faz dela a cidade mais “africana” da Sicília. Em suma, ritmos, cores, fragrâncias e sabores fazem dela uma região muito especial.

Enfim, se você pretende incluí-la no seu roteiro pela Sicília, aqui vão algumas dicas do que ver e fazer nesta cidade tão peculiar!

A escadaria mais fotografada de Mazara del Vallo.

O que fazer em Mazara del Vallo

Antes de tudo, aconselho um passeio pelo centro histórico.

A Piazza della Republica, em estilo barroco, é o ponto de partida perfeito para o passeio. Por exemplo a poucos metros de distância, você vai descobrir o Seminario dei Chierici, o Palácio Episcopal e, claro, a famosa Catedral, cuja construção começou no século XI.

Piazza della Repubblica em Mazara del Vallo, Sicília

Ao caminhar pelas ruas, você verá outros edifícios religiosos, como a Igreja do Carmim, a Igreja de São Francisco, São Miguel, Santa Catarina ou a Igreja de São Égidio. A igreja árabe-normanda de Sant’Ignazio, por outro lado, nada mais é do que um amontoado de ruínas, tendo desabado na década de 1930 e permanecido sem telhado desde então.

mazara del vallo

A Catedral é a estrutura religiosa mais importante de Mazara, além de ser o local que acolhe o culto a São Vito, padroeiro da cidade. Esta pitoresca igreja embeleza todo o centro histórico, graças ao seu inconfundível estilo barroco siciliano que se destaca entre os vários monumentos da cidade.

Igreja de Santo Ignazio

 

Visitar a casbá, o bairro árabe

Antes de mais nada, há uma grande comunidade tunisina em Mazara. Sendo assim, uma parte do centro é uma casbá típica, isto é, um bairro muito similar a um centro histórico dos países árabes do norte da África. De fato, passear por lá nos faz lembrar muito da arquitetura e das cores do Marrocos e da Tunísia. A cada esquina ficamos maravilhados e surpreendidos com esta diversidade, por isso o bairro árabe é um dos mais interessantes para visitar.

Com suas vielas sinuosas, casinhas brancas e  muros repletos de street art, é até difícil seguir um mapa. Além disso, há uma série de pequenos restaurantes, muitos deles administrados por tunisianos, onde possível desfrutar de pratos tunisino-mazareses.

mazara del vallo sicília

Grafites em um muro do bairro árabe de Mazara del Vallo.

A Casbá de Mazara del vallo é um dos nuclos residenciais islâmicos melhor conservados da Sicília e constitui a verdadeira atração da cidade.

Uma dica: O escritório de turismo de Mazara del Vallo disponibiliza um itinerário de becos e ruelas que permite visitar a Casbá  entre a orla marítima, o porto, a Via Vittorio Veneto e o Corso Umberto I. Parte-se da Piazza Plebiscito, percorrendo becos e pracinhas à descoberta dos arcos que a caracterizam, dos muros coloridos, vasos e cerâmicas que os decoram. Veja o mapa clicando AQUI.

Casbah mazara del vallo

 

Ver o “Sátiro Dançante”

O Sátiro Dançante é uma estátua de época grega, em bronze, provavelmente realizada no final do século IV a.C., “pescada” por uma rede de pescadores de Mazara del Vallo em 1997.

Depois da restauração, a estátua foi exposta em Roma, no Japão, na França e na Inglaterra. Hoje se encontra no Museo del Satiro Danzante, em Mazara, onde também estão expostos outros achados que remontam à época púnica e à Idade Média, todos recuperados no fundo do mar do Canal da Sicília.

O museu fica na ex igreja de S. Egidio, na Piazza Plebiscito. O bilhete custa 6 euros e o museu fica aberto das 9 às 19h.  

Comer camarões e  cuscuz marroquino  

Sem dúvida, a localização de Mazara faz com que seus habitantes sintam uma conexão inata com o mar e com a cultura pesqueira em geral. Isso é notável em sua culinária, repleta de frutos do mar de excelente qualidade. Além disso, uma outra especialidade milenar em Mazara del Vallo é seu cuscuz (de semolina), que, em vez de ser feito com uma base vegetariana típica no norte da África, é coberto com frutos do mar frescos e, ocasionalmente, camarão vermelho.

A delicious fish couscous with prawns from Mazara del vallo

A propósito, o camarão de Mazara é famoso em toda a Itália. Até mesmo os chefs mais críticos consideram o camarão vermelho de Mazara, a chamada “jóia” do mar, entre os melhores do gênero. Por quê? Porque o camarão é capturado a 700 metros de profundidade e, em seguida, imediatamente congelado pelos pescadores, sem adição de bissulfatos.  

Em suma, uma vez em Mazara del Vallo, não deixe de experimentar essa iguaria fenomenal!

 

Visitar uma vinícola e degustar vinhos

A região nos arredores de Mazara del Vallo é muito fértil, e a Reserva Natural do Lago Preola e Gorghi Tondi, um local protegido pelo WWF, é excelente para a produção de vinho.

Por isso, se você é um apreciador de vinhos, meu conselho é que termine seu passeio em Mazara com uma degustação na vinícola Gorghi Tondi. Trata-se de uma vinícola de pequeno porte, onde a calorosa hospitalidade e paixão de seus proprietários, a paisagem e a união entre tradição e novas tecnologias, criam uma maneira especial de experimentar vinho da mais alta qualidade.

Lá você poderá degustar os principais vinhos sicilianos, como Nero d’Avola, Syrah, Grillo, Inzolia e o espetacular Zibibbo, só para citar alguns. Enfim, eu fiz uma degustação lá e contei minha experiência neste post.

 

E então, pretende incluir Mazara del Vallo no seu roteiro pelo oeste da Sicília? Se tiver alguma dúvida, deixe uma mensagem na caixinha de comentários e eu responderei o quanto antes!

 

Marcações:

Comente!