Fontana Pretoria em Palermo

Fontana Pretoria em Palermo: a história de uma “vergonha”

A Fontana Pretoria em Palermo é um dos monumentos mais importantes da cidade. Seu nome real é Fontana Pretoria, mas todos a chamam de Fontana della Vergogna e acabou que até a praça onde ela surge, passou a se chamar Praça da Vergonha. Pertinho dos Quattro Canti, é um ponto turístico imperdível de Palermo.

Além do nome, que já chama a nossa atenção, esta linda fonte carrega consigo uma série curiosidades, desde a sua construção até a colocação dela em Palermo e que agora eu conto para vocês.

Tours em Palermo

Se você quiser saber detalhadamente a história da Fontana Pretoria em Palermo, bem como tudo sobre a cidade, eu te sugiro contratar um passeio guiado privativo em português. Saiba mais clicando AQUI!

Uma das fontes mais bonitas da Itália

Fontana Pretoria em Palermo

A Fontana Pretoria em Palermo é considerada uma das fontes mais bonitas da Itália. Ela é imponente, mas não só o seu tamanho se destaca. O grande número de figuras simbólicas e alegóricas fazem desta fonte uma grande obra de arte.

Nasceu em Florença

Tudo começou em meados do século XVI, quando o nobre espanhol Don Luigi Toledo, irmão da duquesa Eleonora de Toledo, bem como o sogro de Cosme I de Medici, grão-duque da Toscana, decidiu embelezar o jardim de sua casa em Florença com uma fonte monumental. A obra foi confiada aos escultores Francesco Camilliani e Michelangelo Naccherino e incluiu 48 estátuas representando figuras mitológicas e angélicas.

Mas em 1552, Don Luigi Toledo morreu e seu filho, todo endividado, decidiu colocar a fonte à venda. Não foi difícil encontrar um comprador, já que a fonte era considerada por muitos uma obra-prima e, por isso, foi comprada pelo Senado Palermitano para ser colocada em frente ao Palácio Pretoriano.

O Senado de Palermo queria tanto que esta obra fosse para lá, que não se importou em ter que demolir casas para dar lugar ao monumento.

E foi assim que a fonte, para ir de Florença a Palermo, foi totalmente desmontada, dividida em 664 peças, as quais foram carregadas em  vários navios, e então montada novamente, tudo sob a supervisão de Camillo Camilliani, filho de Francesco, que finalizou os últimos detalhes em 1581.

Uma vergonha a ser escondida

Quando a fonte chegou a Palermo, foi um escândalo. Como assim uma cidade profundamente atingida pela miséria e carestia havia comprado uma fonte por um valor absurdo? E ainda mais o fato da demolição das casas para dar lugar a esses "blocos de mármore"! A população ficou indignada e protestou contra o governo ao grito de "Vergonha! Vergonha!"

E foi assim que assim que a bela Fontana Pretoria em Palermo teria sido apelidada de "Fontana della Vergogna" (Fonte da Vergonha).

Há, ainda, uma lenda que atribui o nome da fonte a outro fato.  Narra-se que as freiras de um convento que fica a poucos metros de lá, horrorizadas com tanta nudez, quebraram os órgãos genitais das coitadas das estátuas, ou melhor, suas "vergonhas".

A beleza da Fontana Pretoria em Palermo

Depois de ter sido montada em Palermo, a fonte contava com 37 estátuas (originalmente eram 48, mas parece que 11 se perderam). Dessas 37, 12 são figuras que compõem os grupos que representam as alegorias dos quatro rios, 24 são divindades e 1 é um anjo.

As alegorias dos quatro rios sofreram uma adaptação: em Florença representavam o Nilo,o Nilo Azul,o Nilo Branco e a fonte de Hélicon. Em Palermo passaram a representar os rios locais Papireto, Oreto, Maredolce e o Gabriele.

Fontana Pretoria em Palermo

A fonte, na parte central, é do tipo "candelabro", de acordo com a tradição renascentista florentina, com uma planta elíptica com três níveis, culminando com a figura de Baco.

No nível inferior, há quatro bacias ovais com quatro figuras deitadas, que são as personificações dos rios. Elas estão encostadas na borda externa do grande tanque dentro do qual as cabeças de seis animais saindo de nichos derramam água. Esta parte é dividida em quatro setores separados por degraus que levam ao nível superior e por balaustradas nas quais se destacam quatro figuras de divindades.

Uma balaustrada cerca o perímetro da fonte, interrompida por quatro aberturas emolduradas por duas estátuas do deus Hermes.

Todas essas figuras mitológicas e alegorias dão um quê de vivo à fonte, tornando-a indescritivelmente bela!

Uma dica: Se você a visita no período do Natal, verá a Fontana Pretoria em Palermo decorada com lindas flores vermelhas.

Veja Também

Castelo de Caccamo

O Castelo de Caccamo

Atualizado em 06/09/2020 O castelo de Caccamo é o maior castelo da Sicília e um …

Comente!