Arte Contemporânea na Sicília: o Farm Cultural Park

Farm cultural park

“Estamos tentando construir um pedaço de mundo melhor, uma pequena Comunidade empenhada em inventar novos modos de pensar, morar e viver”.

Essa é a frase que li ao abrir pela primeira vez o site do Farm Cultural Park, poucos dias antes de visitá-lo, uma frase que resume bem a filosofia do lugar. De fato, o Farm Cultural Park, localizado em Favara, cidade a cerca de 11 km de Agrigento, nasceu com o objetivo de revalorizar o centro histórico da cidade, há muitos anos em situação de abandono.

 

A história do Farm Cultural Park

Tudo começou com a paixão do casal Florinda Saieva e Andrea Bartoli pela arte. Eles compraram edifícios degradados, em condições péssimas, para transformá-los em uma moderna comunidade, promovendo assim o desenvolvimento cultural e turístico de Favara.

Aliás, mais que a simples revitalização do centro histórico, a vontade deles era mesmo de transformar Favara na principal atração dos arredores de Agrigento. Depois, é claro, do Vale dos Templos.

Favara - Farm Cultural Park

Ao chegarmos a Favara, vemos várias placas indicando o Farm Cultural Park. Devo dizer que é um verdadeiro prazer entrar em um bairro de dar de cara com arte em estado puro.

Mesmo quem, como eu, não entende muito de arte contemporânea, fica maravilhado com tanta criatividade e ironia nas paredes das casas, nos postes, nas placas de trânsito, em tudo aquilo que compõe a paisagem urbana. De fato, foi muito divertido descobrir o que havia atrás de cada porta, que surpresa nos revelaria a próxima esquina.

Favara - Farm Cultural Park

Siga com passo de dança!

A visita ao Farm Cultural Park

Assim como acontece nos pequenos centros históricos das cidadezinhas antigas da Itália, a cada série de casas corresponde um pátio (em italiano é chamado cortile).

Do Farm Cultural Park fazem parte sete deles e lembram muito as medinas. De fato, o idealizador do parque, Andrea Bartoli, também o batizou de “Kasbah Siciliano”. Os Kasbah, ou Casbá, eram lugares fortificados, típicos do Norte da África, onde as populações procuravam abrigo em caso de ataques.

Farm Cultural Park de Favara

Acho que não preciso traduzir, não é?

Entre muitas outras coisas, no Farm Cultural Park de Favara há uma loja conceito que comercializa objetos de design, livrarias de arte, uma gráfica, residências que acolhem artistas, espaços dedicados à gastronomia e até mesmo uma escola de especialização em hotelaria. Além disso, há uma vasta programação cultural, que você pode seguir através da fanpage do Farm Cultural Park no Facebook.

Essa super figura, um carinha muito gentil e simpático, nos atendeu o Ginger e explicou toda a filosofia do projetos deles. Realmente admirável.

Apesar do número de instalações e atrações do parque, não pensem que o inteiro bairro virou um museu. De fato, ainda moram algumas famílias e umas velhinhas acabaram virando “mascotes” dos artistas. Imagino tenha sido um verdadeiro choque para elas ter que conviver com tanta modernidade.

Farm Cultural Park de Favara, Agrigento

Essa mesma, está com a maior cara de casa residencial.

Quer receber no seu e-mail notícias, novidades e curiosidades sobre a Sicília e o restante da Itália? Então cadastre-se na nossa newsletter!
Não se preocupe, pois odiamos spam! Enviamos no máximo um e-mail por mês.

Um destino para quem ama arte contemporânea

Enfim, o blog britânico Purple Travel colocou Favara e o Farm Cultural Park em 6º lugar entre as metas de arte contemporânea, uma classificação que cobre o mundo inteiro.

Por isso, curiosos e amantes da arte em todas as suas formas: ao visitar Agrigento, incluam no seu roteiro também o Farm Cultural Park de Favara! Certamente vocês vão adorar.

Favara, Agrigento

Apesar das minhas fotos serem noturnas, espero que ter conseguido transmitir o quanto esse lugar é especial para a cultura da Sicília.

Ah, e quem tiver interesse, pode associar uma aula de culinária com degustação à visita ao Farm Cultural Park. Veja os detalhes AQUI.

Info úteis

  • O acesso ao Farm Cultural Park é gratuito. No entanto, para entrar na galeria FarmXL é necessário um ingresso (o bilhete inteiro custa 4 euros);
  • Horários: o parque pode ser visitado de Terça a Quinta, das 10 às 22h e de Sexta a Domingo, das 10h à meia-noite;
  • Favara é uma cidade pequena e o Farm Cultural Park fica praticamente no centro;
  • Para mais informações, visite o site oficial do Farm Cultural Park: www.farm-culturalpark.com.

IMPORTANTE:

Para entrar nos museus e parques arqueológicos da Itália, é necessário apresentar o Green Pass, isto é, o certificado de vacinação da COVID-19, um certificado de recuperação (menos de 6 meses) ou resultado de RT-PCR/antígeno negativo (máx. 48h). Os visitantes de países que não adotaram o Green Pass, podem entrar nos museus e locais de cultura mediante apresentação de certificação equivalente (ou seja, que apresente os mesmos dados do green pass) e que, no caso de vacinação, ateste o uso de uma das vacinas autorizadas na Itália (Pfizer, Moderna, AstraZeneca e Janssen), sempre acompanhado de documento de identidade. Estas medidas valem se aplicam a todas as pessoas com idade a partir de 12 anos.

Como chegar a Favara

Transporte público: Há uma linha de ônibus que liga alguns lugares de Agrigento a Favara (empresa Voyages Patti).

Carro: Sem dúvida o melhor modo de chegar lá é de carro. Clique AQUI e faça uma cotação de aluguel de carro. Você pode pagar em Reais e parcelado.

Transfer privativo: Você pode fazer um passeio em Favara utilizando nossos serviços de transfer privativo. Solicite um orçamento.

 

1 comentário em “Arte Contemporânea na Sicília: o Farm Cultural Park”

Comente!