Pular para o conteúdo

Descobrindo a Sicília

Home » DICAS » Vinícolas » Como foi visitar a vinícola Barone di Villagrande em Milo

Como foi visitar a vinícola Barone di Villagrande em Milo


Algo que quem aprecia vinhos não pode deixar de fazer ao visitar a Sicília é conhecer uma das vinícolas do Etna. Entre as mais renomadas, está a vinícola Barone di Villagrande, que eu visitei aproveitando que me encontrava pertinho de Milo.

A vinícola Barone di Villagrande é uma das mais antigas da Sicília. Ela foi fundada em 1727 por uma família nobre da região, e está localizada no município de Milo nas encostas do vulcão Etna, a 700m de altitude. São 14 hectares de vinhedos (e outros 2 hectares plantados na ilha de Salina) posicionados em uma espécie de anfiteatro natural, onde na parte mais alta estão localizados a velha adega e o edifício onde acontecem as degustações e as suítes.

Vinícola Barone di Villagrande

Os vinhedos

A propósito de suítes, a Barone di Villagrande conta com um pequeno wine resort com quatro quartos e uma grande piscina com vista para os vinhedos. É uma ótima opção de hospedagem para quem procura um lugar tranquilo com uma atmosfera muito romântica (saiba mais AQUI).

Vinícola Barone di Villagrande, Milo, Sicília

A entrada da vinícola

A visita à vinícola Barone di Villagrande

Efetuei a reserva por e-mail alguns dias antes. Perguntei se serviriam um lanche reforçado ou almoço, porque queria fazer a degustação por volta de meio dia, então estaria com fome! A resposta, confirmando a disponibilidade no dia e horário desejados, chegou depois de poucos minutos.

Enfim, chegamos no horário combinado e mesmo assim a visita já tinha iniciado há alguns minutos. Nos unimos ao grupo (eram todos italianos) e ouvimos as explicações de Alfonso, que nos contou a história da vinícola e nos mostrou a antiga adega com seus imensos barris de castanho de 500 e 600 litros e barricas francesas utilizadas na maturação dos tintos produzidos a partir das uvas merlot.

Vinícola Barone di Villagrande, Milo, Sicília

A antiga adega, construída no século XIX e recentemente restaurada.

A visita durou cerca de 15 minutos e Alfonso respondeu sempre gentilmente às perguntas dos visitantes. Eu me limitava a observar, afinal não sou uma entendedora de vinhos! Finalmente, terminada a visita, fomos encaminhados ao edifício mais recente, onde fica o restaurante da vinícola e onde acontecem as degustações.

Vinícola Barone di Villagrande, Milo, Sicília

A sala

Sem dúvida o ambiente sala é bastante aconchegante. O dia estava chuvoso e aquela decoração rústica, com móveis de madeira, dava uma ótima sensação de calor. Além disso, havia mesas grandes destinadas aos grupos, outras para duas ou quatro pessoas.

O percurso de degustação

A degustação iniciou com um azeite produzido pela vinícola e por um vinho branco, o Etna Bianco, vinificado a partir de uvas Carricante em pureza. Em seguida nos trouxeram o Etna Rosato, um rosê vinificado a partir de uvas Nerello Mascalese, muito fresco. Já havia provado este vinho no restaurante do hotel Villa Carlotta de Taormina e devo dizer que foi um prazer reencontrá-lo.

Vinícola Barone di Villagrande, Milo, Sicília

O Etna Rosato

Para acompanhar os vinhos, nos trouxeram também uma tábua com petiscos típicos sicilianos, como queijos locais, azeitonas temperadas, uma focaccia típica, tomates secos, etc.

Vinícola Barone di Villagrande, Milo, Sicília

Uma tábua de petiscos para dois.

Seguiram ainda outros 3 vinhos: o Etna Rosso, obtido a partir de uvas Nerello Mascalese (80%) e Nerello Cappuccio (20%); o Sciara, um tinto obtido a partir das uvas Merlot e Nerello Mascalese e, por fim, uma esplêndida Malvasia delle Lipari que me fez pedir mais um pouquinho (tenho paixão pelos vinhos de sobremesa sicilianos).

Cada vez que nos traziam um vinho, nos informavam apenas o nome dele e das uvas. Isso me decepcionou um pouco, visto que, não entendo de vinhos, esperava que dessem uma explicação mais detalhada, “para leigos no assunto”. De fato, pareciam ter uma certa pressa e isso foi um ponto negativo da degustação. O ponto positivo é que, mesmo não deixando as garrafas na mesa, era possível pedir o bis de qualquer vinho degustado e as moças traziam mais sem problemas.

Mas de qualquer forma, o passeio valeu a pena. A paisagem é linda e espero voltar em breve para conhecer o resort, sempre muito bem avaliado no Booking.

LEIA TAMBÉM:  Dicas de Wine Resorts e Hotéis em Vinícolas na Sicília

Informações úteis

 

Como chegar à Vinícola Barone di Villagrande

A vinícola fica a cerca de 37km de Taormina e 34km de Catania. Entretanto, só é possível chegar lá de carro e a entrada da vinícola é fácil de ser vista, fica pouco antes de chegar ao centro de Milo. No entanto, caso não esteja com um carro alugado, você pode sempre solicitar um orçamento para um transfer particular.

 

 

Quer receber no seu e-mail notícias, novidades e curiosidades sobre a Sicília e o restante da Itália? Então cadastre-se na nossa newsletter!
Não se preocupe, pois odiamos spam! Enviamos no máximo um e-mail por mês.

 

Comente!

Novidades e informações

Cadastre-se na nossa newsletter mensal

E receba no seu e-mail notícias, novidades e curiosidades sobre a Sicília e o restante da Itália!