Review de hotel: Ibis Styles Palermo

Por duas vezes me hospedei no Hotel Ibis em Palermo e todas as duas vezes tive boas impressões do lugar e, por este motivo, venho aqui contar a vocês como foi a minha experiência no Ibis Styles Palermo.

Todas as vezes que vou a Palermo de carro, é sempre um dilema encontrar um hotel que disponha de estacionamento privativo, mais difícil ainda é encontrar um hotel que tenha uma boa tarifa, estacionamento privativo e gratuito! Essas três características eu encontrei no Ibis de Palermo.

 

A Localização

A primeira vez em que me hospedei no hotel Ibis em Palermo considerei como fator principal a localização. Ele está situado exatamente em frente ao porto da cidade, o que facilitaria muito a minha vida, pois no dia seguinte eu embarcaria para a ilha de Ustica pela manhã cedo. Bastaria atravessar a rua, caminhar poucos metros e já estaria no local de embarque.

O porto de Palermo é próximo ao centro, então basta uma caminhada de cerca 10/15 minutos e você já está em pleno centro histórico e pode começar seu passeio. Apesar de ser uma zona portuária e feia – a primeira impressão pode ser ruim e assusta –, eu caminhei a pé, inclusive à noite, sem problemas.

A vista do terraço do hotel Ibis em Palermo

O ponto negativo da localização é que a rua onde o Ibis está localizado, a Via Francesco Crispi, é uma rua muito movimentada, onde há um grande fluxo de carros. Não é exatamente o lugar mais silencioso do mundo.

 

Hotel Ibis em Palermo: Minhas impressões

O Ibis Styles Palermo é classificado com hotel quatro estrelas, mas eu diria que é um quatro estrelas simplezinho, bem básico. O interior é moderno, descontraído, com fantásticos toques de design, com uma recepção bem colorida, que inclusive condiz com o estilo da equipe, extremamente amigável e simpática, sendo que uma das recepcionistas (perdão, não lembro o nome dela) fala português.

Detalhe: um dia antes o hotel me mandou um e-mail dizendo que eu podia fazer o check in online. Eu fiz e, por isso, o procedimento lá na hora foi bem rápido.

O quarto

Como escrevi  no início do texto, me hospedei duas vezes no Ibis Palermo. Em ambas as vezes eu reservei um quarto standard, mas na primeira vez, eu tive a sorte de ter recebido um upgrade e me deram um Quarto Superior (aquele para famílias) que era enorme!

Sem dúvida o diferencial do Quarto Superior é que ele era quase um mini apartamento de dois quartos, com duas camas de casal, sofá, mesa grande de vidro, etc. O banheiro também era bem proporcional às dimensões do quarto, contendo inclusive uma banheira de hidromassagem.

O banheiro do quarto Superior.

O Quarto Standard também era ótimo, mas com um só defeito: meu quarto estava no segundo andar e com vista para o porto, então dava para ouvir o barulho do motor do navio que estava para partir. Felizmente ele não ficou lá por muito tempo, mas achei que o quarto poderia ser melhor insonorizado.

Este é o Quarto Standard.

O Quarto Superior dava para os fundos do hotel, então durante a minha primeira estadia no Ibis não ouvi barulho algum.

Cortesia do hotel.

Ambos os quartos estavam limpos e bem mantidos, com camas bastante confortáveis. A quem possa interessar, os artigos de higiene do kit de amenidades eram veganos!

 

O bar, o restaurante e o café da manhã

O bar e o restaurante do Ibis Palermo ficam no terraço do hotel. Adorei tomar um aperitivo no bar rooftop, pois o ambiente era leve, tranquilo, vale a pena subir para um drink no final de um longo dia de passeio.

O restaurante abre somente no jantar e oferece um menu com preço fixo, no esquema buffet. Tem algumas opções à la carte, mas são pratos rápidos, por exemplo saladas.

Restaurante Hotel Ibis em Palermo

 

O café da manhã é muito bom e estava incluído na tarifa. O buffet era bem variado, estilo continental, com uma seleção de sucos frescos de frutas da época, torradas, ovos mexidos, bacon, salsichas, além dos doces, croissants e bolinhos que compõem o típico café da manhã siciliano.

Hotel Ibis em Palermo



Booking.com

 

O preço

Os preços podem variar um pouco dependendo do dia em que você deseja ficar. Os fins de semana geralmente serão mais caros, assim como os feriadões. Nos meses da baixa temporada normalmente as tarifas ficam por volta de 55-65 euros. No verão eu paguei quase 90 euros.

Clique AQUI para ver tarifas e disponibilidade do IBIS Palermo.

 

Voltaria ao Ibis Palermo?

Depende. Tendo que ir a Palermo de carro e não querendo pagar caro por estacionamento, sem dúvida consideraria voltar ao Ibis. Também voltaria se a minha necessidade fosse estar próximo ao porto.

No entanto, se eu estiver a pé e sozinha, certamente vou procurar um hotel mais central.

 

Outras informações

  • Se você chegar ao Ibis de carro, basta ir diretamente ao estacionamento. A entrada dele fica na rua ao lado do hotel (clique AQUI para ver no Google Mapas). Na hora do check in você informa a funcionária que deixou o veículo no estacionamento e ela vai lhe dar uma ficha para que você possa sair com o veículo.
  • A conexão à internet é gratuita e funcionou sempre bem.
  • Clique AQUI para ver a disponibilidade e as tarifas do Ibis Styles Palermo.

 

*Não recebi remuneração ou cortesia alguma pela escrita e publicação deste texto e o blog não tem nenhum vínculo comercial com o hotel em questão.



Booking.com

Assine nossa newsletter mensal e receba dicas da Sicília no seu e-mail!

4 Mensagens

  1. Também fiquei lá, estava sozinha e de carro e confirmo todas as suas impressões. Eu acho que para mim foi a melhor opção de todas na cidade, gostei de lá. Quanto ao fato de não estar totalmente Central, achei que não me prejudicou, muito pelo contrário, a caminhada até a parte Central é curta e me fez conhecer outras ruas pelo caminho, eu gosto disso, e o bairro do Borghio Vecchio é bem interessante, peculiar! Logo atrás do hotel tem um teatrinho de bonecos (super tradicional deles), pena que o espetáculo só aconteceria um dia depois que eu iria embora! Uma das noites fui jantar em uma rua próxima que tem bons restaurantes (local recomendado na recepção do Ibis) e foi tudo certo. A gente sozinha se sente mais vulnerável e não fica muito tranquila de andar à pé à noite sozinha numa cidade como Palermo que mais nos assusta do que nos morde. Eu demorei um dia para me sentir mais tranquila e à vontade na cidade, o último dia aproveitei bem mais, pena que já era hora de ir embora. Voltarei à Palermo para aproveitar mais! Pertinho do Ibis, logo na segunda esquina daquela avenida maior (via E. Amari), tem uma “padoca” deliciosa, para café da manhã, lanche, almoço, sorvete, um café com doce, enfim, amei aquele lugar! Se chama Bristrò, muito bom, atendimento super simpático!

    • Patricia Kalil

      Oi Nara!

      Que bom ver seu comentário aqui! Seu depoimento complementa de modo sublime meu texto, muito obrigada!
      Parte dos comentários negativos de brasileiros sobre o Ibis era sobre o aspecto das redondezas e o que você fala sobre uma Palermo “que mais nos assusta do que nos morde” foi perfeito.

      Um grande abraço e obrigada pelo carinho.

      Patricia

  2. Dorothy Roma

    Ótima análise sobre o Íbis

Comente!