Dicas do que fazer durante uma escala de cruzeiro em Palermo

Por

Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someonePrint this page

Palermo é o porto de parada de inúmeros cruzeiros pelo Mediterrâneo. O ano inteiro, inclusive no inverno, chegam navios na cidade trazendo uma multidão de turistas. Se você é um desses visitantes, aqui vão algumas dicas para que você não tenha que depender dos caros passeios oferecidos pelos cruzeiros.

Antes de tudo, é importante que saibam que Palermo é uma cidade grande e seriam necessários pelo menos dois dias inteiros só para ver o básico. Mas, felizmente, as atrações-chave estão concentradas no centro histórico e, por isso, dá para conhecer os principais pontos turísticos nesse intervalo de cerca de 6h em que os navios ficam parados no porto.

 

Como é o porto de Palermo

O porto de Palermo fica muito perto do centro e dista menos de 1km daquele que pode ser o ponto de partida do seu roteiro, a Piazza Politeama, um fator positivo para que você não perca tempo nos deslocamentos. Ele é o maior porto da Sicília e um dos principais portos do Mediterrâneo, portanto é bastante movimentado.

escala de cruzeiro em palermo

Porto de Palermo

Os navios de cruzeiro já atracam diretamente no cais do porto e, portanto, depois de passar pelo terminal de passageiros, você já pode sair andando para iniciar seu passeio. Após a saída do terminal ficam pessoas oferecendo passeios, guias e motoristas esperando seus clientes, como acontece em todos os portos.

 

A rua que conduz ao centro é a Via Emerico Amari, uma rua histórica em Palermo que atravessa as importantes Via Roma e Via della Libertà / Via Ruggero Settimo, os pontos de referência mais importantes para visitar a cidade.

O que fazer durante uma escala de cruzeiro em Palermo

Digamos que você não queira optar pelo passeio do navio, que eu soube que é:

  1. Caro, pelo menos bem mais caro que contratar um em modo independente.
  2. Em grupão
  3. Com guias que falam espanhol ou "portunhol"

O que então fazer nessas horas de escala? Não faltam opções e eu vou ilustrar algumas delas aqui.

1) Visitar tudo por conta própria

A opção para quem quer fazer o que bem entender durante a escala de cruzeiro em Palermo, inclusive sem gastar muito. Do porto de Palermo, você pode seguir a pé até a Piazza Politeama, o lugar que sugiro ser o seu ponto de partida. Após percorrer a Via Ruggero VII, chega-se à Via Maqueda e você logo irá se deparar com o Teatro Massimo, aquele mesmo cujas escadarias aparecem em uma cena trágica de O Poderoso Chefão III. A Via Maqueda é uma rua fechada para o trânsito de veículos particulares, por isso dá para passear tranquilamente.

Uma dica: Na Via Maqueda há uma lanchonete especializada em Arancini, a KePalle (escrevi sobre ela AQUI). Tem de todos os sabores, inclusive versões gourmet que você não encontra em nenhum outro lugar da Sicília. Vale a pena parar lá para fazer um lanchinho!

 

Mais alguns metros de caminhada e eis o conjunto de esquinas mais famoso de Palermo: Piazza Vigliena, popularmente conhecida como “I Quattro Canti”. É um octágono criado a partir do cruzamento da Via Maqueda e da Via Vittorio Emanuele e em cada esquina há uma fonte, simbolizando cada rio da cidade, uma escultura representando uma estação do ano, uma estátua de um monarca que reinou na Sicília durante o período da dominação espanhola e, por fim, uma das santas protetoras de Palermo.

Um dos quatro cantos

A poucos metros do Quattro canti, seguindo direto, fica a Piazza Pretoria e sua deslumbrante fonte, a Fontana della Vergogna. É impossível não admirar cada detalhe e de todos os ângulos. Em uma rua atrás da Piazza Pretoria, fica aquela que é considerada a igreja mais bonita de Palermo, a Chiesa di Santa Maria dell’Ammiraglio ou simplesmente Martorana (escrevi sobre ela AQUI). Imperdível.

Igreja da Martorana em Palermo, Sicília

Igreja da Martorana em Palermo, Sicília

Depois da Martorana, você pode seguir para a Catedral, voltando à esquina do Quattro Canti e seguindo pela Via Vittorio Emanuele. Visite a esplêndida Catedral de Palermo e, se quiser, suba ao terraço para admirar a cidade do alto. Se depois disso ainda tiver tempo sobrando e, sobretudo, pique, você pode caminhar mais um pouco para visitar o Palácio Real e a Capela Palatina.

 

A este ponto, você pode optar por voltar de táxi ao porto, um ônibus (104 ou 108 para a Piazza Politeama) ou então enfrentar a caminhada do retorno (são cerca de 2km do Palácio Real até a Piazza Politeama).

 
Veja abaixo o mapa do percurso a partir do porto e salve no seu celular.

2) Contratar um city tour privativo em português

Se você quer entender o máximo da história e da cultura de Palermo neste tempo curtinho que será a sua escala na cidade, então contrate um guia para um passeio privativo.

Com um passeio particular, o guia vai esperar por você e seus acompanhantes no terminal de desembarque do porto de Palermo e então, dali, começará o passeio. Pelo menos é assim que a Raffaella, guia de Palermo que fala português e parceira do blog. Os passeios normalmente duram 4h e podem ser personalizados de acordo com as necessidades dos clientes. No city tour ela vai te levar para conhecer as principais atrações da cidade e, no final, pode te indicar restaurantes e lojas para você fazer umas comprinhas antes de voltar para o navio.

 
Clique AQUI para saber mais sobre os tours da Raffaella e solicitar um orçamento.

3) Contratar um transfer particular

Esta é a opção para quem não quer ou não pode andar. Contratando um city tour de carro, você poderá fazer mais ou menos o roteiro que eu indiquei no ponto 1 (e outras coisinhas mais), porém com toda a comunidade de um veículo à sua disposição.

Transfers em Palermo
 
Custo do transfer privativo:

De 1 a 8 pessoas: 110 euros (valor do tour de 4h em uma van com capacidade para até 8 passageiros)
 
Clique AQUI para saber mais ou solicitar um orçamento.

4) Fazer um tour com os ônibus panorâmicos

A opção mais barata para um passeio rápido durante uma escala de cruzeiro em Palermo. O Palermo Sightseeing é o ônibus turístico por excelência, aquele de dois andares que oferece o serviço Hop-on Hop-off, do qual você pode descer e subir sempre que quiser ao longo do dia.

 

É prático e econômico, e relativamente rápido, permitindo que você veja os pontos turísticos em pouco tempo. É um passeio ideal para quem não quer andar muito ou para famílias com crianças. Tem áudio em português!

O ponto de partida do Palermo Sightseeing é ao lado da Piazza Politeama (Via Emerico Amari, 138), a 500m do porto.
 
O custo do Palermo Sightseeing:

Adultos (a partir de 16 anos): 20 euros
Crianças de 5 a 15 anos: 10 euros
Crianças de de 0 a 4 anos: gratuito

 

Clique AQUI para adquirir o bilhete do ônibus Sightseeing Palermo

5) Fazer um tour de segway

Mais caro que contratar um guia particular ou um tour de carro, porém é uma opção para quem quer fazer um tour diferente.

Explorar uma cidade em um Segway é uma maneira emocionante de aprender sobre um lugar de uma maneira que é bem diferente de um passeio a pé tradicional.

 

Os passeios de Segway nos permitem cobrir um território maior em um curto período de tempo. Os participantes recebem um capacete e um conjunto de fones de ouvido para que eles possam ouvir o guia. A voz do guia é projetada através dos fones de ouvido e os turistas são guiados de um lugar para outro, assim como aconteceria em um tour tradicional a pé.

 

O custo do tour de segway em Palermo:

Tours em inglês: 99 euros por pessoa
Tours em português: 105 euros por pessoa

 

Clique AQUI para ver horários, preços e disponibilidades dos tours de segway em Palermo.

Palermo do alto - do terraço da catedral

Palermo plana

Então, se Palermo for uma das paradas do seu cruzeiro pelo Mediterrâneo, você só precisa decidir o que fazer e como visitar seus lugares de interesse nesta maravilhosa e única cidade que, eu lhe asseguro, ficará em seu coração.

Comente!

Veja mais