Logo

Ilha de Ustica

Ilha de Ustica: o paraíso do mergulho na Sicília

Por

Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someonePrint this page

Ustica, uma ilha pouco distante do litoral de Palermo, apenas 1h30 de barco. Com pouco mais de 8,5km² de superfície, primeira reserva marinha da Itália, a ilha é o paraíso do mergulho na Sicília. Eu fui, amei, e conto aqui para vocês como é este lugar ainda desconhecido a muitos.

De origem vulcânica, nascida após uma erupção cerca de um milhão de anos atrás, Ustica divide com Pantelleria o apelido de “Pérola Negra”. Enquanto Pantelleria é a Pérola Negra do Mediterrâneo, Ustica é a Pérola Negra do Mar Tirreno, aquele que banha a costa norte da Sicília. Negra como a cor de suas rochas lávicas, que no decorrer dos milênios, sofrendo a ação dos ventos e das águas, foram tomando formas bizarras e criando grutas incríveis.

Ustica

O Paraíso do Mergulho na Sicília

Eu já havia citado Ustica como um dos melhores lugares para praticar snorkeling na Sicília, sabendo que a ilha é muito procurada por quem faz diving ou simplesmente mergulho de superfície. Mas o que eu não tinha ideia era do quanto o fundo do mar de Ustica fosse maravilhoso, a pouquíssimos metros da beira da praia já se encontram uma variedade incrível de peixes e vegetação marinha. Era difícil conseguir tirar a cabeça de dentro da água!

O fato de Ustica ser uma grande meta de mergulhadores se nota imediatamente já chegando à ilha. É incrível o número de diving centers em uma ilha tão pequena. Perdi até as contas.

Ustica

 

O que ver e fazer em Ustica

Mas agora vamos ao que interessa. O que fazer em Ustica? Praia, mergulho, praia, mais um pouco de mergulho… Ustica é uma ilha para viver em pleno contato com o mar e a natureza.

Não espere encontrar em Ustica as praias de areia fina de Lampedusa ou o mar azul piscina de Favignana. A origem vulcânica da ilha é o que deu a Ustica todas as características que ela tem: rochas negras, enseadas escondidas em meio aos recifes, um mar ora esmeralda, ora azul marinho.

Fazer um passeio de barco

Ustica é tão pequenininha, que os passeios de barco ao redor da ilha duram apenas 2h, 2h30. Fazer um passeio de barco é o melhor modo para conhecer as grutas, visto que algumas são acessíveis somente via mar, e admirar a bela da costa rochosa.

Eu fiz o passeio com o Giuseppe, em um bote inflável com capacidade para 12 pessoas. Nós éramos apenas dois casais, então foi praticamente um passeio privativo. O passeio custou 25 euros por pessoa e eu super recomendo, pois o Giuseppe dava ótimas explicações sobre as grutas, parando para mergulho nos lugares mais bonitos.

Ustica

Entramos com o barco em várias grutas, aqui nesta foto estamos saindo de uma delas.

 

Relaxar na prainha do “Faro”

Não perca tempo na praia, máscara agguantate e snorkel e mergulho. Só então você pode descobrir a verdadeira maravilha de Ustica: seus maravilhosos cenários.

Em Ustica há apenas uma praia onde é possível alugar espreguiçadeiras e guarda-sol, é a praia do Faro. Depois de termos deixado as coisas no hotel, corremos para lá, pois era já meio dia e queríamos um lugar onde fosse possível tomar um banho de mar, descansar e comer uma coisinha.

 

Fazer snorkeling

Através do mar cristalino, entre as rochas submersas, feita a partir de esponjas coloridas depósitos estão escondidos coloridos peixes-rei, enormes garoupas, ouriços e estrelas do mar. Você vai nadar entre grupos de peixinhos prateados, suspensos no azul, perseguindo um sárago que tenta se esconder em uma divisão entre as rochas.

Ustica

Um colorido peixe-rei, muito comum no Mar Mediterrâneo.

Fazer snorkelling na área A, ou seja, no meio da reserva, além de dar uma visão subaquática deslumbrante, tem outra vantagem: nenhuma embarcação pode navegar por essas águas. Então você pode nadar confortavelmente sem medo de que a qualquer momento passe algum barco e te “atropele”.

Descobrir a enseada mais bonita

Como escrevi anteriormente, a característica de são suas enseadas rochosas e baías isoladas, onde você pode relaxar e tomar sol com toda tranquilidade. Entre estes, visite a Cala Sidoti, Scoglitti, e a Piscina Natural.

A Cala Sidoti é o único lugar que faz parte da Reserva Marinha onde é permitido tomar banho e a observação submarina com apenas o uso de máscara e pés de pato. O acesso à praia é simples, através de uma escada e o ônibus para logo em frente. A praia é de pedras, mas dá para caminhar sem problemas.

Cala Sidoti - Ustica

Cala Sidoti

Cala Sidoti - Ustica

Cala Sidoti no fim do dia

Já a piscina natural é assim chamada porque seu espelho de água é fechado por um penhasco e é acessível através de um caminho bem difícil, por meio de pedras.

A Piscina Natural

Uma dica: Um lugar pitoresco para conhecer em Ustica é a Gruta Secreta (Grotta Segreta), uma gruta marinha que tem uma entrada escondida, não visível a partir da estrada. Para encontrar o acesso, é só pedir ao motorista do ônibus para ele parar próximo!

 

Passear à descoberta da ilha

A vila de Ustica é muito pequena e não há muitas atrações ali, além da igreja e da praça principal. Perto da praça fica alguns bares, restaurantes, lojas de souvenir, o banco, enfim, 90% das atividades comerciais da ilha.

Ustica

A vida segue lenta…

A partir da praça, uma escadaria leva até ao porto. Só tenha cuidado com os restaurantes pega-turista que ficam ao logo dela. Eu simplesmente os detestei, mas a minha dica de onde comer em Ustica você encontra mais adiante!

Ustica

Além de ter cenários de tirar o fôlego, Ustica é um lugar perfeito para aqueles que querem caminhar e descobrir os vestígios do passado. Partindo da praça principal e continuando à esquerda da igreja até chegar à Via XVIII Novembre, há um belo caminho que segue a costa, de onde você terá a oportunidade de ver alguns realmente belas vistas, como a dos faraglioni. Seguindo a trilha, depois de cerca de meia hora você vai encontrar-se na aldeia pré-histórica.

A igrejinha da cidade

 

Dicas para organizar sua estadia em Ustica

Ustica é uma ilha muito simples, de pessoas simples, mas encantadora. Lá você não encontrará hotéis de luxo, e muitas vezes ela acaba sendo esquecida pelos turistas que optam pelas Ilhas Eólias, muito mais glamurosas. Eu, no entanto, me apaixonei por Ustica e aconselho você, que quer fazer um passeio em um lugar lindo, mas nem tão turístico assim, a visitar Ustica, nem que seja por um dia só.

Cala Sidoti

Quantos dias ficar em Ustica?

Para ver o básico de Ustica, eu aconselharia no mínimo dois dias inteiros. Se a sua ideia é conhecer as praias com mais calma, então fique três dias.

Há, no entanto, muitas pessoas que fazem um simples bate e volta a partir de Palermo. Eu não acho que seja um passeio muito proveitoso, inclusive porque as passagens não são muito baratas, mas é viável.

As casinhas dos pescadores

 

Como chegar a Ustica?

Só tem um jeito: de barco.

A partir do porto de Palermo, há duas opções:

  • Com o aliscafo (barco rápido) da Liberty Lines, 1h30 de viagem. Veja todos os horários AQUI.
  • Com a balsa, 3h de viagem, para quem está de carro e precisa levar o veículo para Ustica. Veja os horários AQUI.

Durante o verão (de junho a setembro) tem também um barco que parte de Nápoles, uma vez por semana. A viagem de Nápoles a Ustica dura 4h com o barco rápido.

Ustica

Porto de Ustica

 

Onde dormir?

Como escrevi anteriormente, em Ustica não há hotéis de luxo, nem mesmo quatro estrelas. Há alguns B&Bs, hotéis de duas estrelas e talvez um maior número de apartamentos e residences. Depois de ler as ótimas avaliações sobre o Le Terrazze Studio Apartments e ver as fotos da linda vista que teríamos, reservei um quarto sem pensar duas vezes.

Hotel em Ustica

Meu quarto no Le Terrazze

Alguns dias após a reserva, a proprietária me contactou por e-mail para saber o nosso horário de chegada em Ustica, pois nos buscariam no porto. Indiquei o horário em que pegaria o barco e quando desembarcamos lá estava o Sr. Enzo com um veículo que nos esperava. Apesar de ser muito próximo do porto, eles fornecem esse transfer que é uma mão na roda, principalmente para quem está com malas grandes.

Os alojamentos do Le Terrazze são pequenas quitinetes equipadas com o básico para você preparar sua própria refeição. Eles não servem café da manhã, mas os hóspedes têm um desconto no bar/padaria da praça central.


Booking.com

A vista!

 

Onde comer em Ustica

A proprietária do hotel nos deu algumas dicas de restaurantes em Ustica, mas disse que o melhor deles era o La Carruba, pequeno, não muito central, mas que servia pratos típicos da culinária da ilha, divinos. Chegamos cedo, mas o restaurante já estava com todas as mesas reservadas, então tivemos que voltar no dia seguinte. Claro, já deixamos reservado.

O La Carruba fica em um beco de pedra, com casas de pedra, uma graça. As mesinhas ficam do lado de fora, na rua mesmo. O cardápio é curto, não tem muitas opções, visto que eles servem pratos com ingredientes frescos e pescado do dia. Pedi bolinhos de peixe e espaguete com camarão e flor de abobrinha. Nota 10!

Para quem prefere uma refeição rápida, também recomendo os sanduíches do Carpe Diem, na praça principal. Delicosos, enormes e bem em conta! E ainda têm uma vista linda para o mar.

 

Como se locomover em Ustica

Ustica definitivamente não é uma ilha plana, por isso não é recomendável se locomover de bicicleta. É possível alugar scooters, bicicletas elétricas, motos, mas na ilha há um cômodo serviço de microonibus e lotação que para em todas as praias (não são muitas). Nós utilizamos tanto a lotação do Sr. Franco (recomendado pela dona do hotel) quanto o microônibus e foi tudo muito simples. Os bilhetes dos dois transportes custa 1,50 euros.

Informações importantes:

  • O melhor período para visitar Ustica é de junho ao fim de setembro, dá para ir também em maio (segunda metade) e início de outubro. É uma ilha para ser vivida no verão!
  • Não vá para Ustica sem as sapatilhas de praia, que podem ser de neoprene, borracha, plástico, enfim, algo que proteja seus pés. Sem elas, entrar no mar de Ustica torna-se uma missão bem complicada! Há sapatilhas bem baratas nas lojas de artigo esportivo, como a Decatlhon.

 

Ustica é um lugar único e maravilhoso para aqueles em busca de umas férias com muito sol e mar. Fiquem agora com o video curtinho que preparei para vocês!

 

 

Assine nossa newsletter mensal e receba dicas da Sicília no seu e-mail!

4 Comentários

  1. Legal!! Pensei em ir pra Cefalu e Castelbuono. Vi que vc tbm indicou um vinicola lá.

    Obrigada! Bj

    • Cefalù e Castelbuono, juntas, não dá para fazer com transporte público. A vinícola também só é acessível de carro.

  2. Patrícia,
    Fora esse, você indicaria algum bate-volta imperdível (com transporte público) a partir de Palermo??

    Obrigada, abçs, Leticia

    • Cefalù!
      Tem também Monreale, que é colada em Palermo, super fácil de chegar 😉

Comente!

Veja mais