Vilarejos do interior da Sicília

Vilarejos do interior da Sicília: Petralia Sottana e Petralia Soprana

Por

Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someonePrint this page

Há lugares que parecem ter parado no tempo, onde ainda se vive uma vida simples, em casas rústicas. Assim são muitos vilarejos do interior da Sicília, entre eles as chamadas Petralias: Petralia Sottana e Petralia Soprana.

Esse nome comum aos dois vilarejos vizinhos — distam 2km um do outro — deriva do grego “petra leia” que significa pedra lisa, enquanto o segundo nome diz respeito à respectiva posição dos lugares, de cima (Soprana) e de baixo (Sottana).

As Petralias distam cerca de 105km de Palermo e 65km de Enna, naquela parte da Sicília dominada pela cadeia de montanhas das Madonias. O acesso não é muito fácil (só é possível chegar de carro) e justamente por isso as características medievais e a tranquilidade dos dois vilarejos ainda são bem preservadas.

Vilarejos do interior da Sicília: Petralia Sottana

A calma reina em Petralia Sottana desde o início.

Planejei meu roteiro de modo que pudesse visitar Petralia Sottana (aquela de baixo) pela manhã e seguisse para o almoço em Petralia Soprana. Visto que vinha de Catania e me esperava umas duas horas de estrada, parti cedinho, para que chegasse ao meu destino no meio da manhã. Após sair da autoestrada Palermo-Catania (você passará por ela, quer venha de Palermo, quer venha de Enna ou de Catania), inicia a estrada secundária que leva até as Petralias. É uma estradinha com muitas curvas (não exageradamente, já passei por estradas piores) e uma linda paisagem dos campos sicilianos.

 

Vilarejos da Sicília: conhecendo Petralia Sottana

Chegando em Petralia Sottana, a sensação era de ter voltado no tempo. Era um domingo de manhã e o único barulho que ouvi era o do sino da igreja anunciando o início da missa. Havia velhinhos sentados na frente de suas casas e todos olhavam nosso carro passar. Forasteiros! 🙂

Vilarejos do interior da Sicília: Petralia Sottana

Algo bem interessante de Petralia Sottana é que é a única aldeia da Sicília que detém o selo de Bandeira Laranja (Bandiera Arancione, em italiano), instituído pelo Touring Club italiano. O selo é uma marca de qualidade turístico-ambiental atribuído a cidadezinhas pequenas e vilarejos que não só dispõem de um patrimônio histórico, cultural e ambiental precioso, mas também oferecem ao turista uma hospitalidade de boa qualidade.

 

O que ver em Petralia Sottana

O passeio em Petralia Sottana é relativamente curto, porque o vilarejo é minúsculo, mas para aproveitar a atmosfera do lugar e a tranquilidade, é bom fazer uma visita sem pressa, admirando cada cantinho.

O centro histórico de Petralia Sottana viveu através dos séculos uma evolução arquitetônica e de estilos sem jamais alterar a sua natureza original, que viu no século XVII seu período mais rico e intenso, com uma mistura de contribuições culturais e renovada tradição artesanal que contribuíram significativamente para enriquecer a aparência da cidade. Vielas estreitas, pátios, terraços, escadarias e fontes pitorescas da qual jorra abundante água boa para beber, caracterizam as ruas da cidade velha, onde o pavimento de pedras está intacto, sem nunca ter visto “a cara” do asfalto.

Vilarejos do interior da Sicília: Petralia Sottana

Tem carros, mas é tudo tão tranquilo!

Em Petralia Sottana vale conhecer a Igreja Matriz (chiesa madre), do século XVII, que engloba um edifício ainda mais antigo, a Igreja da Santa Trinità e o Museo Cívico Antonio Collisani, que fornece mapas e itinerários de roteiros pé no parque das Madonias, juntamente com folhetos e informações sobre Petralia Sottana.

Na verdade o melhor a se fazer em Petralia Sottana é caminhar sem um roteiro preciso para admirar as varandas floridas, os edifícios rústicos, as outras igrejinhas e o dia a dia da população.

Vilarejos do interior da Sicília: Petralia Sottana

Uma parte da igreja matriz de Petralia Sottana

Vilarejos do interior da Sicília: a vez de Petralia Soprana

Depois de um agradável passeio em Petralia Sottana, decidimos prosseguir até Petralia Soprana, onde havíamos decidido almoçar. Levamos menos de 10 minutos para irmos de um vilarejo a outro, seguindo por uma estradinha não mantida muito bem, como é frequente nos vilarejos do interior da Sicília, mas ainda viável.

Vilarejos do interior da Sicília

Da estrada, Petralia Sottana (imagem com zoom) vai ficando para trás. Só vendo-a de longe me dei conta do quanto a Catedral, que se destaca na foto, é imensa!

O plano da cidade é típico daqueles que originalmente se desenvolveram em torno de um castelo medieval. A parte superior de Petralia Soprana consiste nos bairros mais antigos, chamados Pusterna e Carmine, que seguem seu plano medieval, e abaixo estão as partes mais modernas da cidade, que foram adicionadas conforme a cidade foi crescendo após o século XVII.

Vilarejos do interior da Sicília: Petralia Soprana

Pelas ruas de Petralia Soprana

Vilarejos do interior da Sicília: Petralia Soprana

O que ver em Petralia Soprana

A visita a Petralia Soprana pode começar a partir da Catedral, dedicada aos Santos Patronos Pedro e Paulo. A igreja apresenta uma variedade de estilos, porque foi construída com dois corredores por Antonio Ventimiglia no século XIV e, em seguida, ampliada na primeira metade do século XVIII e decorado com estuques típicos do período barroco tardio.

No exterior, tem um elegante pórtico com colunas gêmeas e um portal do século XV em estilo gótico-catalão.

Vilarejos do interior da Sicília: Petralia Soprana

Os pórticos da catedral de Petralia Soprana

O interior da igreja contém obras de grande importância, como um crucifixo de madeira de Fra Umile da Petralia (1600-1639) e valiosas obras de escultura, como a Madonna da Audiência, atribuída a Antonello Gagini (1478-1536), uma Nossa Senhora da Corrente, de Giorgio da Milano (século XV) e uma Pietá de Giuliano Mancino.

Um tabernáculo de madeira dourada de Giuliano Mancino e algumas preciosas vestes e um cálice de prata do século XVI são o “tesouro” da Igreja. Há também algumas obras do chamado “Zoppo di Gangi” (1562-1630) e um órgão que remonta ao século 18.

Vilarejos do interior da Sicília: Petralia Soprana

Igualmente digna de uma visita em Petralia é a Igreja de Santa Maria di Loreto, que data do século XVII e que fica situada em um lugar onde antes havia uma antiga fortaleza. Tem uma fachada de estilo barroco e dois campanários com cúspides coloridas (que sempre aparecem nas fotos de Petralia Soprana).

Vilarejos do interior da Sicília

A igreja da Madonna de Loreto, vista por trás. Parece um castelo!

Seguindo por trás da igreja de Santa Maria de Loreto, chegamos à área do Belvedere, passeando entre árvores e respirando ar puro. Nos dias mais claros dá pra ver outros vilarejos do interior da Sicília, Enna e até mesmo o vulcão Etna bem visível à distância.

Vilarejos do interior da Sicília

Esta é Gangi vista de Petralia Soprana (com um pouco de zoom). Não é demais?

Onde e o que comer

Como falei anteriormente, escolhi almoçar em Petralia Soprana. Decidi assim após consultar as opções nos dois vilarejos. Percebei que em Petralia Soprana havia mais opções. A minha escolha foi o restaurante Lu Carmè. Ele fica bem no centro de Petralia Soprana e a comida foi simple, mas muito saborosa e com preços justos.

Me apaixonei pelo Syrah da vinícola Castelucci Miano, que é da região. Eu sempre procuro degustar os vinhos locais durante as minhas viagens. Este vinho era fantástico! À direita, as sobremesas nota 10, com destaque para o sfoglio, o doce típico das Madonias.

Não deixe de saborear alguns produtos locais, como o chamado ‘sfoglio’, que é um doce típico das montanhas das Madonias. É uma torta feita com “tuma”, um queijo de leite de ovelha típico siciliano, cacau, açúcar e canela. Delicioso!

 

Dica de roteiro

Quer uma dica de roteiro incluindo as Petralias? Algo que eu sugiro, se você quer curtir um pouco da atmosfera bucólica dos vilarejos do interior da Sicília, é escolher um agriturismo ou uma masseria na região entre Petralia Sottana e Soprana, Polizzi Generosa e Gangi. Você pode ficar uns dois ou três dias e aproveitar para conhecer as aldeias que citei anteriormente. No entanto, para isso você precisará estar de carro!

Vilarejos do interior da Sicília: Petralia Soprana

Vilarejos do interior da Sicília: Petralia Soprana

Onde se hospedar

As duas Petralias são cheias de B&Bs simples e rústicos. Há opções dentro das cidades, para quem quer viver bem a atmosfera dos vilarejos, e muitas outras opções de agriturismo (hotéis-fazenda) para quem está de carro e prefere a descansar em um ambiente rural. Clique AQUI para ver as opções de B&B dentro de Petralia Sottana e AQUI para ver os de Petralia Soprana. Veja AQUI as opções de agriturismo na região.

Vilarejos do interior da Sicília: Petralia Soprana

Em Petralia Soprana

 

Como chegar a Petralia Sottana e a Petralia Soprana

Não há estação de trem em nenhuma das duas cidades, portanto o único modo de chegar lá usando transporte público, é um ônibus a partir de Palermo. A empresa que faz a linha de Palermo para Petralia Sottana e Petralia Soprana, e vice-versa, é a Sais Trasporti.

Alugar um carro é sempre a melhor solução para viajar pelos vilarejos do interior da Sicília. Foi muito simples estacionar nas duas cidades: em Petralia Sottana estacionamos na área ao lado da catedral, em Petralia Soprana num estacionamento aberto a poucos metros da praça principal (Via Turistica).

Para chegar aos dois vilarejos de carro, pegue a autoestrada A19 Palermo-Catania, saindo na SS120 (saída Tremonzelli). A estrada está em boas condições.


Assine nossa newsletter mensal e receba dicas da Sicília no seu e-mail!

4 Comentários

  1. Muito importante e bela a reportagem sobre os lugares do interior siciliano. Viajei pelo interior da Sicília quando ia de Agrigento a Cefalu. deixei de ver Enna e Piazza Armerina, p. ex. e me fascinava a visão das montanhas com pequenos vilarejos no topo das mesmas. Excelente blog.
    Pergunta:
    Estarei na Sicília neste próximo setembro. minha esposa é louca por prfaia. então estou pensando em, ao sair de Palermo, passar por San Vito lo Capo. E aproveito para ir a Erice. Pergunta:
    San Vito parece uma praia espetacular.
    Pergunta:
    Para praia, é melhor San vito do que Casellamare in Golfo, ali do lado/
    Abs.
    Vocês são muito bons.
    José antônio Celia

    • Olá José Antônio,

      Fico feliz que tenha gostado do blog, que é de uma autora só, eu, Patricia :).

      Respondendo à sua pergunta, eu prefiro infinitamente San Vito Lo Capo. A praia é mesmo espetacular, transparente, limpa. Já me Castellammare del Golfo há muito menos espaço e o mar não é tão bonito assim.
      Eu te aconselho a ficar em San Vito e ainda aproveitar para fazer um passeio de barco pela Riserva dello Zingaro, como contei aqui neste post -> Riserva dello Zingaro e Scopello: um passeio pelas belezas naturais da Sicília

      Um abraço,

      Patricia

  2. Patricia, que lindas as vilas bulcolicas!
    Ainda bem que aí Petralia e símbolo de simplicidade e beleza, aqui no Brasil não cai bem…rsrs
    Mas eu Fiquei muitíssimo interessada, estes vilarejos parecem aquelas cidadezinhas esquecidas no tempo.
    Parabéns por nos dar a oportunidade de conhecer um pouco do coração da Sicília.
    Acho que vou passar por aí , no meu breve passeio. Valeu a grande dica.

    • Tô achando que seu roteiro vai ficar apertado ou você vai ter que voltar uma segunda vez para a Sicilia!! 🙂

      Eu sempre digo que não basta uma vida para ver tudo que tem por aqui!

      Beijos,

      Patricia

Comente!

Veja mais