San Vito Lo Capo
Praia de San Vito Lo Capo, na Sicília

Dicas para curtir San Vito Lo Capo

Areia fina e branquinha, um mar tão cristalino que a luz do sol reflexa chega a incomodar. Essa é San Vito Lo Capo, uma das praias mais bonitas da Itália.

Atravessei literalmente a Sicília para visitar uma das mais belas localidades da ilha. San Vito Lo Capo é realmente linda e toda a sua fama tem um porquê: não é assim tão fácil encontrar aqui na Sicília uma praia que seja, ao mesmo tempo, ampla, de areia, que tenha um mar que vai do cristalino ao celeste, uma boa infraestrutura e seja dentro da área urbana de uma cidade.

San Vito Lo Capo é um daqueles lugares que merecem bem mais que um dia. Se a sua ideia é também explorar as outras praias nas redondezas, considere usar San Vito como base para visitar a Riserva dello Zingaro e Castellammare del Golfo, por exemplo.

 

Como é praia de San Vito Lo Capo

É graças ao seu mar se San Vito Lo Capo conseguiu a fama que tem hoje. E é ele que atrai os turistas do mundo inteiro.

O mar de San Vito Lo Capo é um paraíso natural com um fundo bem claro, por isso, mesmo quando agitado, continua sempre límpido e transparente.

Praia de San Vito Lo Capo
“Agitado” para os padrões sicilianos, ou seja, só com algumas ondas.

Outra característica das praias de San Vito Lo Capo é que, ao entrar no mar, vai ficando fundo bem aos pouquinhos, o que faz de lá um lugar perfeito também para famílias com crianças.

Praia de San Vito Lo Capo
É preciso caminhar mundo até que fique realmente fundo.
San Vito Lo Capo - a praia
Apaixonei pela cor deste mar!

Como ocorre na maior parte das praias italianas, também em San Vito Lo Capo há uma área ocupada pelos lido, os estabelecimentos que fornecem alguns serviços e onde você paga para usar as espreguiçadeiras e guarda-sóis e uma área livre, bastante ampla, onde você pode chegar e estender a sua canga na areia sem problemas. Em uma parte da praia, como acontece também em algumas praias brasileiras, ficam umas pessoas oferecendo aluguel de cadeiras e guarda-sóis (te abordam logo quando você passa por perto). Então resta essa opção se você não quer nem ficar no chão e nem usar os serviços dos lidos.

San Vito Lo Capo
A praia no finalzinho do dia.

Mesmo com bastante espaço na areia, a praia lota nos meses de verão. Lota mesmo, do tipo que é difícil encontrar um lugarzinho na areia. Por este motivo, o melhor período para visitar San Vito Lo Capo é entre maio e a metade de junho (na última vez estive lá no final de junho e já estava lo-ta-da em plena terça-feira!) e em setembro, principalmente da segunda metade em diante. Por outro lado, em maio e início de junho a água do mar ainda está bem gelada e isso causa aquele dilema: é melhor enfrentar a água mais gelada, porém a praia mais tranquila, ou águas mais quentinhas, porém praia lotada? Cabe a você decidir.

Pôr do sol em San Vito Lo Capo
O pôr do sol visto da praia.

 

O centro da cidade

O centro de San Vito Lo Capo fica a poucos minutos a pé da praia e à noite, nos meses de verão, fica muito animado. O coração da cidade é a Piazza Santuario (onde acontecem os principais eventos do CousCous Fest), ponto de encontro da população. As ruas que marginam a praça são cheias de restaurantes, lojas e até camelôs (até demais para o meu gosto!).

Centro de San Vito Lo Capo
O centro ainda no início da noite.

A arquitetura é muito simples, caracterizada por casinha brancas e baixas. Muitas delas foram transformadas em B&Bs ou apartamentos de temporada, afinal San Vito depende totalmente do turismo.

San Vito Lo Capo
Tem xadrez gigante na pracinha!

 

Passeios em San Vito Lo Capo

Eu aconselho a quem for passar mais que dois dias em San Vito a fazer um passeio de barco pelo litoral. Eu mesma coloquei no meu roteiro um passeio pela Riserva dello Zingaro até Scopello. Foi a melhor coisa que eu poderia ter feito, visto o pouco tempo disponível (se fosse para esses dois lugares de carro, perderia muito mais tempo).

Geralmente os passeios duram 4h e custam entre 20 e 30 euros por pessoa. Eu preferi fazer o passeio com um barco pequeno e depois de ter lido só opiniões positivas sobre a Hippocampus, decidi fechar com eles, e não podia ter feito escolha melhor. O passeio foi muito agradável, os anfitriões idem, mas não entrarei em detalhes, visto que vou escrever um post inteiramente dedicado ao meu passeio de barco pela Riserva dello Zingaro saindo de San Vito Lo Capo.

A costa de San Vito vista do barco.
A costa de San Vito vista do barco.

 

Uma curiosidade sobre o nome de San Vito Lo Capo

A história de San Vito Lo Capo está ligada a São Vito Mártir, um jovem aristocrático nascido em Mazara, no ano 286. Órfão de mãe, que morreu pouco depois de dar à luz a Vito, o garoto cresceu sob os cuidados de uma ama, Crescenza e de um tutor, Modesto, e foi por causa deles que Vito foi educado segundo as doutrinas do Cristianismo. Durante as perseguições aos cristãos, comandadas pelo imperador Diocleciano, o jovem Vito foi obrigado a abandonar sua cidade-natal, fugindo durante a noite juntamente com Crescenza e Modesto. Eles encontraram refúgio na baía de Cabo Egitarso (hoje chamado Cabo San Vito). Lá ele pôde continuar seu trabalho de evangelização, convertendo a população ao cristianismo. O jovem Vito também viajou por outros lugares da Sicília e do sul da Itália, onde, dizem , que ele fez vários milagres.

A perseguição de Diocleciano pôs fim aos dias de Vito, Modesto e Crescenza, martirizados e mortos não se sabe bem se no ano 299 ou no ano 304.

Enfim, após a morte de Vito, a população que vivia nos arredores do Cabo Egitarso continuou a venerar o santo e seus milagres, erguendo também uma espécie de catedral-forte, aquela que hoje vemos na praça principal de San Vito Lo Capo. Ah, entenderam o porquê do nome da cidade? Uma homenagem àquele que é o santo padroeiro, São Vito (do cabo!).

Catedral de San Vito Lo Capo
Poderia jurar que se tratava de um forte, não de uma igreja!

 

Dicas de onde comer em San Vito Lo Capo

Uma vez em San Vito, não deixe de experimentar os pratos de couscous (aquele marroquino), típicos da região. Eu provei o couscous em dois restaurantes:

  • O Profumi di Couscous, um dos mais bem cotados de San Vito Lo Capo, especializado em couscous, mas com preços médio-altos. Recomendo muito, mas é necessário reservar durante os meses de verão;
  • Gnà Sara, mais acessível que o Profumi de Couscous, mas também muito bom! Depois das 21h as pessoas fazem fila na porta, por isso é bom chegar cedo, já que eles não aceitam reserva. Lá experimentei as “sarde allinguate”, ou seja, sardinhas abertas, empanadas e fritas. Uma delícia!
  • Peraino (casa de frios e enoteca), como eu amo uma enoteca, não poderia ter deixado de ir ao Peraino, simplesmente nº 1 no TripAdvisor. É um lugar perfeito para quem quer fazer um almoço ou jantar leve, com uma taça de vinho acompanhada por uma tábua de queijos e frios.
O famoso couscous de peixe de San Vito Lo Capo
O famoso couscous de peixe de San Vito Lo Capo

 

Sobre a hospedagem em San Vito Lo Capo

Falta em San Vito Lo Capo estruturas hoteleiras de alto nível que possam satisfazer o viajante mais exigente. Dentro da área urbana de San Vito há apenas hotéis de no máximo três estrelas e boa parte não é assim tão bem avaliada pelos hóspedes que reservaram pelo Booking. O hotel 4 estrelas mais próximo, com uma avaliação pelo menos “boa” no Booking, fica a 11km de distância (é esse aqui). Eu deixei para reservar somente uma semana antes da minha viagem e tive que me conformar com o que encontrei. Era ainda final de junho e foi difícil encontrar quartos disponíveis.

Já se prefere um tipo de hospedagem mais simples, como B&Bs (cama & café) ou casas de temporada, há mais opções. Por exemplo, veja essas AQUI.

Se for visitar San Vito Lo Capo entre o fim de junho e início de setembro, reserve seu hotel com bastante antecedência!

Como chegar a San Vito Lo Capo

Para quem chega à Sicília e quer iniciar o roteiro por San Vito, por exemplo, os aeroportos de referência são o de Palermo e o de Trapani (para onde voa só a Ryanair).

De ônibus: Em San Vito Lo Capo não há estação de trem, então o único modo de chegar lá usando transporte público é de ônibus. Há ônibus direto de Palermo com a companhia Russo e de Trapani com a AST.

De carro: San Vito Lo Capo dista cerca de 1h30 de Palermo, 50 minutos de Castellammare del Golfo e outros 50 min de Trapani. Em boa parte do centro de San Vito Lo Capo é proibido o trânsito de veículos, mas se você chega à cidade de carro, há vários grandes estacionamentos (tanto próximo ao porto quanto ao Lido al Sabbione) e que custam cerca de 5 euros por dia. Se for pernoitar em San Vito, veja se seu hotel dispõe de estacionamento ou se é convencionado com algum.

Com um transfer privativo: Você pode ir de Palermo a San Vito Lo Capo usufruindo do conforto de um transfer privativo. Saiba mais.

 

Reserve já seu hotel em San Vito Lo Capo!*

* Se você acessa o site do Booking através da caixa acima e faz uma reserva, além de ter utilizado um dos sites mais confiáveis do mundo, ainda ajuda o blog com uma pequena comissão. E o mais importante: nenhum encargo é repassado para você!

Assine nossa newsletter mensal e receba dicas da Sicília no seu e-mail!

Veja Também

Degustando Marsala: Como é a visita à vinícola Pellegrino

Compartilhe!FacebookTwitterGoogle+PinterestemailPrintMarsala. Na pátria de um dos vinhos fortificados mais famosos do mundo não pode faltar …

18 comentários

  1. Olá Patrícia, tudo bem! Suas dicas são super úteis!! Você poderia me ajudar me dando sua opinião.. vamos viajar início de outubro com 2 filhos pequenos. Você recomendaria centralizar um roteiro em Parlemo ou Catânia/Taormina e arredores?
    Abraços!

    • Patricia Kalil

      Oi Ana,
      Depende. Vai depender do que exatamente você quer visitar. Como a Sicília é muito grande, se você centralizar seu roteiro em uma só área, mas quiser também visitar uma localidade na parte oposta da ilha, o “bate e volta” vai ficar inviável. Mas se você quer evitar grandes deslocamentos por causa das crianças, então sim, a melhor solução é ficar em um só lado da Sicília. Outra dica que posso dar é que, se você for ficar pelo menos 8 dias, de dividir seu roteiro em dois, ficando uma parte em Palermo e o restante na costa leste. Para facilitar, você pode chegar por um aeroporto (o de Palermo, por exemplo) e ir embora por outro (neste caso seria Catania).
      Espero ter ajudado!

      Um abraço,

      Patricia

      • Obrigada pelo retorno tão atencioso e rápido. Pretendemos ficar 9 dias na Sicília, mas num esquema mais tranquilo por conta das crianças, com poucos trechos longos de carro. Queria poder aproveitar a praia com eles, por isso, queria saber sua opinião de qual litoral seria mais interessante (água mais quente, infraestrutura, atrações infantis, etc).. mas a dica de dividir o roteiro parece ótima tb. Obrigadão!

        • Patricia Kalil

          Oi Ana,

          Eu não tenho filhos, então não sou uma grande observadora de atrações infantis, mas acredito que os litorais melhores sejam o noroeste e o sudeste, por causa das praias de areia e mar raso. San Vito Lo Capo e Cefalù são ótimas para crianças. Na parte sudeste, tem San Lorenzo, porém neste caso já fica mais distante da cidade.
          Já Taormina é praia de pedras, algumas pessoas não gostam, mas vejo sempre muitas crianças brincando (com suas devidas sapatilhas para proteger os pés das pedras) porque o mar é super tranquilo. No entanto, pertinho de Taormina fica Giardini Naxos, que é de areia.
          A água aqui é sempre mais fria do que a do Brasil (quer dizer, a do nordeste) mas o litoral de Taormina para cima tem água um pouco mais fria por causa das correntes do Estreito de Messina.
          Dá uma olhadinha nesse texto, com praias indicadas para crianças segundo os pediatras italianos: https://descobrindoasicilia.com/2016/04/as-praias-da-sicilia-adequadas-para-criancas/

          Um abraço,

          Patricia

  2. Olá Patrícia,
    Tenho uma semana, em Agosto, para fazer vida de praia na Sicília. Qual a melhor praia para o fazer? Scopello? San Vito Lo Capo? Castellamare del Golfo? Tenho perfeita noção de que em Agosto todas as praias estão com muita gente, mas ainda assim, qual será a melhor opção? Não me importo de ficar um pouco mais afastada da praia central e caminhar um pouco a pé para ter um sítio mais calmo.
    Obrigada!

    • Patricia Kalil

      Olá!

      Das que você citou, minha indicação seria San Vito Lo Capo, porque realmente não existe praia vazia aqui em agosto. De lá você pode fazer passeios para a Reserva dello Zingaro e Scopello. Outra indicação que eu poderia dar é Cefalù.

      Um abraço,

      Patricia

  3. Oi PatriciA. Estamos te seguindo, Ronaldo e Denise. Vamos dia 27 para a Sicília e planejamos um roteiro com suas dicas. Parabéns. Estamos entusiasmados. Estamos pensando em fazer um passeio de barco em San Vito. Acha que eu ma boa ideia?

  4. Ricardo Costa

    Olá-:) Patrícia

    Por gentileza, comparando Tropea, Cefalu e San Vito e Taormina. Qual delas você recomendaria com maior ênfase? No seu blog no qual ví todas a que mais me encantou foi Tropea. Pode me ajudar, por favor. Grato Ricardo (ricosta3@gmail.com). Agradeceria e me ajudaria muito se pudesse dar o retorno nesse endereço.

    • Patricia Kalil

      Olá Ricardo,

      Sem dúvida alguma eu diria Taormina, não só pela beleza da cidade em si, mas porque oferece mais atrações, passeios culturais, é mais fácil visitar os arredores, etc. Cefalù também é uma graça.

      Um abraço,

      Patricia

  5. Oi Patricia! Tinhamos planejado ir a San Vito lo Capo no verao do ano passado, mas nao rolou ($$$). Estamos indo para a Sicilia agora no final de Abril. Voce acha que vale a pena ir la com criancas, ja suspeitando que nao vai rolar ir para a praia? Digo, tem coisas interessantes pra fazer por la alem da praia, ou melhor concentrar em outra regiao? Estou olhando os seus roteiros no site, tem tanta informacao que fico perdido 🙂 Obrigado.

    • Patricia Kalil

      Olá Rafael,

      Na minha humilde opinião não vale a pena incluir San Vito Lo Capo em um roteiro realizado em abril. É que ainda não será período de praia, pode até ser que faça um pouco de frio, seus filhos não vão poder tomar banho de mar e, portanto, não haveria mais o que fazer. Te aconselho a focar em passeios culturais nas cidades maiores. Sei que é dificílimo montar um roteiro na Sicília com tanta coisa para ver por aqui!

      Um abraço,

      Patricia

  6. LIVIA BIGOLOTI VERDERIO

    Ola! estamos indo a San Vito este final de semana, e estou levando comigo um cachorrinho pequeno. Voce sabe dizer se ‘e permitida a entrada de animais nas praias? Obrigada

    • Patricia Kalil

      Oi Livia,

      Que eu saiba é probido levar cães para a praia de San Vito Lo Capo, inclusive ano passado havia uma fiscalização intensa. Talvez seja possível nas outras prainhas nos arredores, como Santa Margherita, mas em San Vito em si infelizmente não é permitido.

      Um abraço,

      Patricia

  7. Nilma Gonçalves Cavalcante

    Olá Patricia, boa tarde!
    Estamos indo à Sicília no período de 14 a 30/7. Iremos eu, marido e filho de 12 anos. Você sugere algum roteiro especial? Gostaríamos de conhecer Palermo, Cefalu, Erice, Agrigento, Siracusa, Taormina, San Vito Lo Capo e Roma. Sairemos do RJ, qual o melhor trecho para ir direto?
    Obrigada,
    Nilma

  8. Antonina Tchikh

    Olá Patricia!!!! Que maravilhoso seu blog. Parabéns!!!
    Estou planejando viagem à Sicilia, em junho/2017, por 15 dias. Somos em 3 e minha mãe de 78 anos . Gostamos do estilo slow travel e iremos alugar um carro quando sairmos de Palermo. Pretendemos ficar 3 dias em Palermo, 2 em Cefalu, e aí a dúvida – San VIto lo Capo, 2 dias e Trapani 2 dias para visitar Erice e Favignana, bate-volta. Ou só uma das 2 cidades pode servir de base?
    Depois Agrigento, Siracusa Taormina.. Nessa sequência a logística das auto estradas está ok , ou temos que fazer retornos a cidades já visitadas. Aceito todas as sugestões.
    Enfim, queria fazer um roteiro redondinho mas as possibilidades são inúmeras !!!
    Muito obrigada!!!
    Abrs

  9. Martha Aparecida Moreira Portes

    Olá Patrícia, estou vendo apartamento pra alugar em San Vito para o ano que vem em maio, quero passar 15 dias, curtir e passear com calma, por todos esses lugares aí perto e depois vou para Portugal. Estou fazendo pesquisa de preço de passagem de todos os trechos saindo do Rio de Janeiro e indo pra Nápoles fica bem mais barato do que para Palermo, depois voo para Lisboa. Você sabe me dizer se Nápoles é muito longe de San Vito? Obrigada Martha Portes

    • Patricia Kalil

      Olá Martha,
      Para ir de Nápoles para San Vito Lo Capo, você terá que pegar um voo para Palermo (1h10min) ou fazer uma viagem de navio (12h). Será que o barato não vai sair caro?
      Veja se há opções de voos para Trapani, que também fica próximo de San Vito.

      Um abraço,

      Patricia

Comente!