Sepulcro de Santa Luzia em Siracusa

Siracusa: Os lugares de Santa Luzia

Eu acho muito difícil falar de assuntos religiosos, até porque cada um tem suas própria ideias no que diz respeito às crenças, religiões etc. Porém, como Siracusa além de ter sido um dos principais núcleos do mundo grego, também tem uma grande importância para a religião católica, eis-me aqui que conto para vocês quais são os lugares mais especiais para os devotos de Santa Luzia (em italiano, Santa Lucìa), a santa padroeira da cidade.

Dica: Faça um tour em português em Siracusa! Saiba mais.

Quem era Luzia

A história conta que Luzia nasceu em Siracusa no ano 283 e pertencia a uma rica e nobre família. Quando tinha somente 5 anos, perdeu o pai, que provavelmente se chamava Lucio (se deduz isso porque existia uma norma romana que impunha dar à filha o nome do pai). O nome Luzia/Lucia é um nome tipicamente cristão, por isso acredita-se que sua família também era cristã.

A mãe de Luzia sofria de uma grave doença. Sem mais saber o que fazer para curar a mãe, as duas decidiram fazer uma viagem até Catânia para rezar junto à tomba de Santa Ágata e pedir-lhe essa graça. Enquanto faziam as orações, Luzia teve uma visão onde Santa Ágata lhe prometia que a mãe seria curada e que a moça se tornaria uma santa.

Após ter recebido o milagre, Luzia comunicou à mãe que não se casaria e que doaria todos os seus bens para ajudar os pobres da cidade. A notícia chegou ao pretendente de Luzia, que tomado pela raiva, denunciou a moça ao arconte de Siracusa, Pascasio, que logo mandou prendê-la. Naquela época, o imperador romano Deocleciano havia decretado a perseguição às pessoas de fé cristã.

Durante o processo, Pascasio tentou convencer Luzia a renegar sua fé e realizar sacrifícios em louvor aos deuses romanos, mas ela não cedeu. Depois de muito torturar a moça sem obter resultados, Pascasio ordenou que jogassem óleo em Luzia e ateassem fogo, mas ela não se queimou. Por fim, ordenou-se a decapitação de Luzia, que morreu em Siracusa no dia 13 de dezembro de 304. Dizem que seus olhos foram arrancados e, por isso, a tradição católica fez dela a santa protetora da vista, apesar de não existir nada que confirme esses fatos. Para alguns, o emblema dos olhos na bandeja está simplesmente ligado ao nome Luzia, que vem de Lux e significa “luz”

 

Os lugares de Santa Luzia em Siracusa

Há dois lugares que estão diretamente ligados à história acima: a igreja dedicada à santa e o sepulcro onde ela teria sido enterrada. Esses lugares são muito importantes para a população de Siracusa e, apesar de estarem situados um pouco mais afastados das principais atrações turísticas da cidade, são bem cuidados e visitados por um grande número de devotos da santa.

Além disso, a Catedral de Siracusa também é outro lugar de grande importância, afinal é lá que se encontram as relíquias de Santa Luzia.

 

Basílica de Santa Lucia al Sepolcro

Muita gente confunde e acha que a catedral de Siracusa é dedicada a Santa Luzia. Não é verdade. A igreja dedicada a ela está situada no lugar onde, segundo os católicos, Luzia teria sido martirizada. A Basílica de Santa Lucia al Sepolcro fica no bairro da Borgata, a cerca de 1km de Ortigia.

Basílica de Santa Luzia em Siracusa
A lateral da basílica

A primeira igreja foi construída ali já no século VI, mas ao longo dos séculos ela foi ampliada. Após o terremoto de 1693, ela foi mais uma vez modificada e deram-lhe o aspecto que hoje podemos ver, em estilo barroco.

Motivos religiosos à parte, a Basílica de Santa Lucia al Sepolcro não é uma daquelas igrejas que chamam a atenção. Há igrejas muito mais bonitas e seu interior, em termos arquitetônicos, é bem simples.
Basílica de Santa Luzia em Siracusa
Dentro da Basílica

No lugar do tecido vermelho que vocês vêem na foto acima, ficava um objeto importantíssimo e de valor inestimável: um quadro de Caravaggio. Foi especialmente para essa igreja que, em 1608, durante sua estadia em Siracusa, Caravaggio criou a tela o Sepultamento de Santa Luzia (Il seppellimento di Santa Lucia), hoje exposta na igreja de Santa Lucia alla Badia, ao lado da catedral, na Piazza Duomo em Ortigia.

O Sepultamento de Santa Luzia, de Caravaggio
O Sepultamento de Santa Luzia, de Caravaggio, quadro exposto na Igreja de Santa Lucia alla Badia, na Piazza Duomo.

Sepulcro de Santa Luzia

A poucos metros da Basílica fica uma pequena capela, mais conhecida como o sepulcro de Santa Luzia. É um edifício bem simples, construído assim, sem riqueza alguma, de modo que a atenção fosse direcionada unicamente para o sepulcro da santa.

Sepulcro de Santa Luzia em Siracusa

Dentro da capela se encontra uma estátua de mármore logo abaixo do lugar onde teria sido colocado o corpo de Luzia. Na verdade, hoje há somente o buraco, já que o corpo de Santa Luzia se encontra em Veneza.

Sepulcro de Santa Luzia em Siracusa

Em 1040 os restos mortais de Santa Luzia foram retirados da capela sob ordem do general bizantino Jorge Maniaces e enviados à imperatriz Zoé em Constantinopla, onde permaneceram até 1204 quando, durante a Quarta Cruzada, os venezianos tomaram e saquearam Constantinopla, levando para Veneza as relíquias de Santa Luzia. Apesar de muitas tentativas de trazer de volta o corpo de Luzia para Siracusa, ele até hoje permanece em Veneza, na igreja de San Geremia.

O sepulcro só abre aos sábados e domingos, das 10 às 12h30.

 

A Catedral de Siracusa e as relíquias de Santa Luzia

Como falei anteriormente e como vocês podem ler aqui neste post, a Catedral de Siracusa não é dedicada a Santa Luzia, mas é um lugar importante para os devotos porque alguns ossos estão conservados na Capela de Santa Lucia. Além disso, dentro da catedral, também se encontra um pequeno museu com as vestes e os sapatos da santa.

Relíquias de Santa Luzia na Catedral de Siracusa
Relíquias de Santa Luzia na Catedral de Siracusa

 

Como chegar à Basílica e ao Sepulcro

A Basílica e o Sepulcro ficam na Piazza Santa Lucia – Via Luigi Bignami, nº 1. Dista 1,4km da Ponte Umbertino, em Ortigia, então dá para ir a pé se você estiver hospedado por ali.

Se preferir, pegue o microônibus Siracusa d’Amare (linha 3 – verde). O bilhete custa somente € 0,50. Desça na parada Borgata S. Lucia.

 

A festa de Santa Luzia em Siracusa

No dia 13 de dezembro Siracusa celebra a sua santa padroeira. Uma estátua de prata de Santa Luzia, carregada nos ombros por 60 homens, é levada em uma procissão que vai da Catedral até a Basílica de Santa Lucia al Sepolcro, passando pelo porto grande de Ortigia, onde acontece um dos momentos mais interessantes, quando marinheiros e militares saúdam a santa acionando as sirenes de suas embarcações.

Festa de Santa Luzia em Siracusa
Observem a espada enfiada no pescoço da santa. Achei bem curioso. Foto: WikiCommons

A estátua de Santa Luzia permanece por sete dias na Basílica de Santa Lucia al Sepolcro, voltando para a catedral no dia 20 de dezembro, também com uma procissão.

Uma curiosidade: durante as procissões, a população de Siracusa saúda a santa repetindo a frase “Siracusana é!”

Veja AQUI a programação da festa de Santa Luzia 2018.

 

Assine nossa newsletter mensal e receba dicas da Sicília no seu e-mail!

Veja Também

corrado assenza caffé sicilia noto

Caffè Sicilia em Noto: a confeitaria do mestre Corrado Assenza

O mestre confeiteiro Corrado Assenza é uma verdadeira instituição na Itália e seu Caffè Sicilia …

2 comentários

  1. Lilian Azevedo

    Eu quero muito visitar a Sicília em 2018. Boa dica !

  2. Pena que so saiba agora,eu teria ido la em novembro,não tem problema ba proxima vez nao me escapa.Gosto muito dessa santa.

Comente!