Teatro Grego em Taormina ao entardecer
Teatro Grego em Taormina ao entardecer - Foto: Walther Nogueira

Roteiro pela Sicília: a viagem de 8 dias de Cláudia e Walther

Recebo quase diariamente mensagens de leitores que pedem dicas de roteiros pela Sicília. A verdade é que eu posso até dar sugestões, mas colocar na prática mesmo, isso só você que vem para cá pode fazer. Justamente por morar na Sicília, não preciso elaborar um plano de viagem detalhado, reservar hotéis em diversas cidades ou ter que respeitar um cronograma.

Graças ao feedback de leitores que vieram aqui contar como foi a viagem deles pela Sicília, tive a ideia de abrir uma nova seção no blog, um espaço onde é possível relatar a própria viagem e assim, ajudar a quem ainda está montando o próprio roteiro.

A primeira viagem a ser contada aqui no blog é a do Walther e da Cláudia. Eles passaram oito dias aqui, visitando cinco cidades. Mais do que simplesmente “ver” as atrações da Sicília, eles mergulharam à fundo na cultura e na enogastronomia da ilha. Deram dicas preciosíssimas de hotéis e restaurantes (que eu assino embaixo) e souberam organizar os passeios em modo muito eficaz usando transporte público ou táxis. Enfim, chegaram por uma cidade – no caso deles, Palermo – e voltaram por outra (Catânia), uma dica que sempre dou para quem quer otimizar os percursos.

Oito dias na Sicília – Por Walther e Cláudia

Cláudia e Walther

Em nossa terceira viagem à Itália, fomos conhecer a Sicília.

Em nossas pesquisas na internet, descobrimos este blog, que era bem recente e que nos foi muito útil. Pura sorte!

No final de dezembro de 2014, embarcamos para Roma, nossa primeira parada, depois Nápoles, de onde partimos de traghetto, para Palermo. A embarcação nos serviu também de hotel por uma noite.

Nós já havíamos comprado as passagens com antecedência do Brasil, pela internet, através do site www.directferries.pt, que é em português. Aproveitamos e consultamos também o site www.directferries.it, que é o mesmo, mas que está em italiano, para praticar e memorizar as palavras importantes. Falar um pouco da língua do país que se visita costuma facilitar as coisas.  Há duas empresas que fazem essa travessia, Tirrenia, que foi a que viajamos, e Grandi Navi Veloci.

Navio Nápoles-Palermo

Após um agradável jantar a bordo, fomos para a cabine que compramos (cabina con due letti, interna, prima classe), bem confortável, na verdade com duas beliches, mas somente para nós e com banheiro. A viagem durou exatamente 10:15 e dormimos muito bem.

Chegamos a Palermo em 30 de dezembro, pegamos um táxi (que costuma ser caro e é sempre bom negociar antes o preço), fomos até o ótimo Hotel Artemisia, onde gentilmente nos permitiram deixar as malas antes do check-in, e caminhamos até a Estação Central, a cerca de 2 km. Andamos o tempo todo pela Via Roma que tem belas construções antigas. Um friozinho agradável contribuiu para o passeio. Mal sabíamos o que estava chegando: uma frente fria, digamos gelada, da Sibéria.

Praça em Palermo (Piazza della Vergogna) - Foto: Walther Nogueira
Praça em Palermo (Piazza della Vergogna) – Foto: Walther Nogueira

A Estação Central de Palermo é de trens e a de ônibus fica logo atrás, porém demoramos um pouco para achar o ponto do nosso ônibus, que estava em uma rua próxima, depois da ajuda de uma simpática palermitana. Nosso destino era Agrigento, com um ônibus da empresa Cuffaro. Esta dica peguei aqui neste blog, em um post que indica várias empresas de ônibus e seus destinos. Valeu, Patrícia!

A estrada para Agrigento é muito boa e as paisagens maravilhosas. Logo percebemos que a Sicília é bastante montanhosa e, no caminho, muitas montanhas estavam com neve. Passado algum tempo, lá estávamos nós no topo delas, depois descíamos, subíamos… Muito legal!

Ao chegar a Agrigento, nosso objetivo era visitar o Vale dos Templos, então, no ponto final do ônibus, pegamos outro que nos levou até lá. A passagem é comprada em um bar que fica em frente à pequena estação rodoviária. Na Itália, é sempre bom comprar as passagens de ida e volta (andata e ritorno) juntas porque ficam mais baratas. O ônibus que nos levou até lá parou em um ponto em uma estrada e o Vale ficava nos dois lados. Há um único bar/restaurante/ loja/etc. bem neste local, onde compramos um guia muito interessante sugerido pela pessoa que nos atendeu. O autor é Giuseppe Di Giovanni. Curti muito, mostra como eram os templos, como é hoje e o que falta. Além disso, fala também da cidade atual e do Museu Arqueológico, com fotos.

Templo Concórdia em Agrigento
Templo Concórdia em Agrigento – Foto: Walther Nogueira

O Vale dos Templos é espetacular, não só pelas ruínas dos templos dóricos construídos no século V a.C pelos gregos, mas também pela localização. Um vale muito bonito, junto ao mar e de onde se pode ver, no alto, a cidade atual. De fato, é uma experiência única. O que incomodou um pouco o passeio foi o vento cortante, muito gelado, o que nos fez pensar que o nome da cidade deveria mudar para Agrivento. O frio russo havia chegado.

Vale dos Templos Agrigento
Templo de Hércules – Foto: Walther Nogueira

No final da tarde, voltamos para Palermo, descansamos no hotel e à noite jantamos no Ristorante e Trattoria Il Canceletto Verde, que é aconchegante, tem uma excelente carta de vinhos e comida muito saborosa.

Na manhã seguinte, vimos o belo Teatro Politeama, caminhamos pela elegante Via della Libertà, com as suas lojas das melhores grifes italianas e outras, fomos ao belo Giardino Inglese e à Vila Trabia e depois fomos fazer compras, quando começou a nevar.

Palermo é uma cidade interessante, de muitas histórias e muitos contrastes.

No dia seguinte, acordamos e estava nevando muito. Almoçamos na Osteria Lo Bianco, simples, mas com bom custo/benefício. À tarde fomos visitar o Palácio dos Normandos. Chegamos às 15:15, mas já havia fechado às 15:00. Era dia 31 de dezembro e no dia seguinte não iria abrir. Conclusão: vamos ter que voltar a Palermo uma outra vez, pois iríamos embora no dia 2 de janeiro pela manhã. O mesmo para Monreale, que havíamos programado para o dia 1 de janeiro. Grande falha no roteiro. Bem, então vamos pelo menos comer e beber bem. Almoçamos e jantamos no Klikò Ristorantino, pequeno e muito disputado, com ótimos pratos e excelentes vinhos.

Por falar em vinho, os melhores sicilianos tintos são produzidos com a uva Nero D’Avola, que proporciona vinhos muito encorpados e, nesta viagem, descobrimos também brancos excelentes feitos com a uva Grillo, que acompanham muito bem peixes e frutos do mar, especialidades sicilianas.

Visitamos a Catedral de Palermo (Duomo), que é linda e fomos tirar fotos atrás do Palácio dos Normandos. O céu no final da tarde estava de uma cor que nós nunca havíamos visto.

Palácio dos Normandos em Palermo
Atrás do Palácio dos Normandos em Palermo – Foto: Walther Nogueira
Catedral de Palermo
Catedral de Palermo – Foto: Walther Nogueira

À noite, sem querer, demos de encontro com o impressionante Teatro Massimo. A fachada do teatro é soberba, inspirada nos grandes templos gregos de Agrigento e Selinunte. Ele nos lembrou de algum filme famoso e era mesmo. É aquele das últimas cenas da trilogia “O Poderoso Chefão”. Os palermitanos chegavam, elegantes, para assistir a algum espetáculo. Ficamos com muita vontade de compartilhar o evento com eles. Mais um motivo para voltar a Palermo.

Teatro Massimo de Palermo
Teatro Massimo de Palermo – Foto: Walther Nogueira

No dia seguinte, visitamos o Museo Archeologico Regionale, que está em reforma, mas uma pequena parte estava aberta para visita gratuita. Seu acervo contém peças dos fenícios, gregos e romanos. Lemos em um guia que este é o museu mais importante da Sicília. Pela amostra que tivemos, deve ser muito interessante mesmo.

Em seguida, ao lado do Teatro Politeama, compramos as passagens de ônibus para Siracusa, da empresa Interbus, que parte da Estação Central. Foram três dias em Palermo. Foi pouco.

Palermo
Palermo – Foto: Walther Nogueira

Na viagem para Siracusa, por uma auto-estrada muito boa, o motorista foi avisado de que em determinado ponto ela estaria interditada. Então, saiu dela e iniciou uma lenta sequência de subidas e descidas, com extrema habilidade, por estradinhas cheias de curvas, passando por lugares lindos e entrando em cidades que estavam com bastante neve. Foi um show de imagens.

Estrada Palermo-Siracusa
Estrada Palermo-Siracusa

Voltamos para a auto-estrada e, a partir de um certo ponto, o vulcão Etna, sempre ativo, passou a ser nosso companheiro por todo o resto da viagem na ilha. As paisagens continuaram maravilhosas, vimos várias cidades no topo das montanhas, entre elas Enna, local de culto à deusa Deméter, a mais alta cidade da Sicília, a 942 metros. Como é bela a Sicília!

Em Siracusa, ficamos hospedados na ilha Ortigia, que é charmosa e elegante, um verdadeiro paraíso. Ficamos no B&B I Santi Coronati, do qual gostamos bastante. Siracusa, que fazia parte da Magna Grécia, foi a cidade mais importante e poderosa da Grécia entre os séculos V e III a.C. e, na batalha em que o Império Romano a conquistou, morreu Arquimedes, o grande cientista. Aquele da “EURECA!”.

Entrada do B&B I Santi Coronati - Foto: Walther Nogueira
Entrada do B&B I Santi Coronati – Foto: Walther Nogueira

Fomos visitar o Parco Archeologico, numa caminhada muito agradável, passando pelo Templo de Apolo, o mais antigo de Siracusa. O parque tem um ar puríssimo e é muito interessante, com o anfiteatro romano, o imenso teatro grego escavado nas rochas, o maior da Sicília, o Ouvido (ou Orelha) de Dionísio, onde o eco é incrível, a Tumba de Arquimedes e outras atrações. Estava um dia frio, mas bem ensolarado, excelente para tirar boas fotos.

Teatro Grego de Siracusa
Teatro Grego de Siracusa – Foto: Walther Nogueira

Próximo ao parque, fica o Museo Archeologico Regionale Paolo Orsi, que não fomos porque já estávamos bem cansados, mas depois baixou um certo arrependimento.

Na volta do passeio, paramos em uma padaria onde provamos pela primeira vez o arancino. Em forma de esfera, entre 8 e 10 cm de diâmetro, é feito à base de arroz frito e os que experimentamos um era com carne moída e espinafre e o outro com queijo e pistache. Os recheios variam bastante. O nome vem de arancia, que em italiano significa laranja e, pela forma, lembra mesmo. Muito diferente de qualquer coisa que já comemos, mas delicioso. Uma ótima refeição para quem caminhou bastante. Ficamos revigorados.

Gostamos muito, em Siracusa, do Restaurante La Tavernetta da Piero, que fica em Ortigia, na Via Cavour 44, onde jantamos duas vezes. Destaques para o calamari alla grillia e a fritura mista con calamari, gamberi e pesciolino. Pratos, carta de vinhos e atendimento excelentes.

No resto da nossa estada em Siracusa, passeamos muito em Ortigia, um lugar realmente mágico, elegante, maravilhoso, de onde não dá a menor vontade de ir embora. E o por do sol à beira mar é inesquecível, ainda mais degustando um belo Nero D’Avola, que o proprietário do restaurante nos disse que produz na casa dele, o que sabemos que é muito comum na Itália.

Anoitecendo em Ortigia
Anoitecendo em Ortigia – Foto: Walther Nogueira

Siracusa, em Ortigia, ainda abriga, na igreja Santa Lucia alla Badia, uma obra de Caravaggio, que não é uma das suas melhores, afinal ele estava meio afobado, fugindo da polícia e precisando de uns trocados, mas é um “Caravaggio”. A obra se chama “O Enterro de Santa Lucia”.

Nesta igreja em Ortigia encontra-se um Caravaggio - Foto: Walther Nogueira
Nesta igreja em Ortigia encontra-se um Caravaggio – Foto: Walther Nogueira

Bem, ficar este tempinho em Siracusa não foi uma boa idéia. Somente dois dias, em um lugar que dá para ficar a vida toda…

Lugar muito especial em Ortigia - Foto: Walther Nogueira
Lugar muito especial em Ortigia – Foto: Walther Nogueira

Seguimos viagem para Taormina que, no nosso planejamento, imaginamos seria o ápice da viagem.

Fomos de trem, por outra indicação esperta da Patrícia Kalil, que nos recomendou dar preferência aos ônibus, mas quando fomos programar este percurso, percebemos que teríamos que pegar um ônibus para Catânia, depois descer e esperar cerca de uma hora, para em seguida pegar outro para Taormina. Relatamos isso a ela que, então, sugeriu o trem que iria direto. Perfeito, além de ir mais rápido, a viagem é toda ao lado do mar e, novamente, com belas vistas. E o trem é muito bom. Descobrimos, depois, que os melhores são os que fazem os percursos entre as maiores cidades ou mais turísticas.

Chegamos à parte baixa da cidade e pegamos um táxi para o nosso hotel que ficava na parte alta. À medida que subíamos, víamos hotéis muito bonitos e com vistas deslumbrantes. Muitos estavam fechados por causa da baixa temporada.

Quando chegamos e olhamos do alto… Quase ficamos hipnotizados, pois, se achávamos a vista do Corcovado, no Rio de Janeiro, o melhor cartão postal de nossas vidas, era porque ainda não conhecíamos Taormina!

Taormina
Taormina – Foto: Walther Nogueira

O táxi nos deixou no início do Corso Umberto, via principal da cidade, onde está o Hotel Isabella, em que nos hospedamos e que também aprovamos.

Na mesma rua fomos almoçar no Restaurante La Buca, sentamos na janela e, de novo, aquele visual! Novamente, comemos e bebemos muito bem e por um preço bem justo.

Vista do Restaurante La Buca em Taormina
Vista do Restaurante La Buca em Taormina – Foto: Walther Nogueira

Era um domingo, o primeiro do mês de janeiro e resolvemos andar um pouco, indo até próximo da entrada do teatro grego, principal atração da cidade e muito famoso pelos espetáculos apresentados no verão e que são muito concorridos. Quem quiser ir, precisa comprar os ingressos com bastante antecedência.

Nosso plano era visitar o teatro no dia seguinte, pois já eram 16 horas e logo iria escurecer em razão do inverno. Porém, ao pararmos no portão de entrada, uma funcionária nos disse que estava fechando, mas que ainda dava tempo de aproveitar a entrada franca. Sim, é comum na Itália visitar monumentos e outras atrações turísticas grátis no primeiro domingo do mês. Aproveitamos o máximo, para ver e tirar fotos, pois o sol ia se escondendo rapidamente.

Teatro Grego em Taormina

À noite passeamos pela pequena e maravilhosa cidade e jantamos no Restaurante Sapori di Mare. Estávamos consultando o cardápio do lado de fora, quando o proprietário, muito simpático, nos disse que era uma boa noite para uma sopa. Perfeito, ainda mais com mais um tinto siciliano. Recomendamos.

No outro dia, caminhamos bastante, visitamos o deslumbrante Jardim Público e também nos perdemos nas ruelas de Taormina, com o maior prazer. Almoçamos no ótimo Restaurante La Griglia e como estávamos em uma segunda-feira, fora de temporada, éramos os únicos clientes e tivemos um atendimento especial do dono do restaurante, muito amável.

Jardim Público em Taormina
Jardim Público em Taormina – Foto: Walther Nogueira

Em frente ao hotel, há uma loja onde compramos a famosa caponata siciliana e também um preparado à base de berinjela, que trouxemos para o Brasil e ficamos muito tristes quando acabaram.

No dia seguinte, partimos de ônibus para Catânia, onde nos hospedamos no moderno Catânia International Airport Hotel, que tem a vantagem de ser próximo do aeroporto e com serviço de transfer a qualquer hora.

Catânia
Catânia – Foto: Walther Nogueira

Fomos ao interessante centro histórico de Catânia e, seguindo a indicação deste blog, visitamos o Museo Storico dello Sbarco in Sicilia – 1943, que nos surpreendeu pela qualidade e que, de fato, é imperdível.

Anfiteatro Romano em Catânia
Anfiteatro Romano em Catânia – Foto: Walther Nogueira

O jantar no hotel foi muito bom e, no dia seguinte, bem cedo, pela empresa Ryanair, viajamos para Roma.

Patrícia Kalil, você tinha razão, oito dias na Sicília é muito pouco.

Muito obrigado por nos ajudar a planejar a viagem.

Esperamos voltar em breve!

***

Gostaram do roteiro do Walther e da Cláudia? Eu achei sensacional! Mesmo com aqueles imprevistos (encontrar a Catedral de Monreale e o Palácio dos Normandos fechados), eles conseguiram aproveitar em tão pouco tempo o máximo de coisas e encaixaram na viagem as cinco cidades mais importantes da Sicília.

 

Reserve já seu hotel na Sicília!*

* Se você acessa o site do Booking através da caixa acima e faz uma reserva, além de ter utilizado um dos sites mais confiáveis do mundo, ainda ajuda o blog com uma pequena comissão. E o mais importante: nenhum encargo é repassado para você!

 

Curta o blog no Facebook!

Assine nossa newsletter mensal e receba dicas da Sicília no seu e-mail!

Veja Também

Roteiro entre Malta e Sicília: a viagem de 11 dias de Débora

Compartilhe!FacebookTwitterGoogle+PinterestemailPrintUm roteiro entre Malta e Sicília é algo que muitos leitores aqui do blog fazem …

88 comentários

  1. Olá Patricia. Boa noite.
    Você está na Sicília hoje?
    Você poderia postar sobre a tempestade que está ocorrendo aí.
    Estamos com viagem marcada para o dia 29/11 Roma e 03/12/18 Sicília.
    O que você acha?
    Desde já agradeço.

  2. Olá Patrícia!
    Estou planejando ida a Sicília em abril/2019, porém antes irei de Roma para Malta.
    No retorno de Malta, farei o trajeto de carro da Sicília até Roma e a minha dúvida é:
    No trajeto de Malta a Sicília de avião, qual melhor local para começar, Catânia ou Palermo?
    Outra dúvida: Da sicília a Roma, posso utilizar o mesmo carro alugado?

    Excelente relato!

    • Patricia Kalil

      Oi Priscila,

      Chegar por Palermo ou Catania é indiferente, ou melhor, vai depender de como está estruturado o seu roteiro. Se você vai seguir para Roma de carro, eu indicaria Palermo como início da viagem, deixando o leste da Sicília para o fim (assim está mais próximo de Messina).
      Sim, pode usar o mesmo carro. Na hora do aluguel, basta indicar o local de devolução do veículo.

      Um abraço,

      Patricia

  3. Oi Patricia…
    Vou te pedir outro favor…
    Será que você pode me ajudar a escolher as melhores praias pra visitar? Chegamos por Palermo. Segue o roteiro que montei:
    Dia 1 – Palermo
    Dia 2 – Palermo – Lampedusa
    Dia 3 – Lampedusa – Palermo
    Dia 4 – Trapani – essa vai ser a base por 5 dias – a ideia é curtir praia – penso em contratar transfers privado, pra ir passar o dia inteiro em cada lugar – tem dicas?
    Dia 5 – Favignana – passeio de barco
    Dia 6 – Capo San Vito
    Dia 7 – Levanzo
    Dia 8 – Marsala – recomenda outro lugar?
    Dia 9 – Mondello – Cefalu (aqui tenho duvida se faço base em Palermo)
    Dia 10 – Cefalu – Palermo – casa

    Desde já, muito obrigada!!

    • Patricia Kalil

      Oi Luciana,

      Um dia só para Lampedusa é muito pouco! Não sei se você pode modificar seu roteiro, mas uma dica seria ficar pelo menos dois dias em Lampedusa (mesmo assim é pouco), tirando um dia de Trapani. Você poderia fazer um tour de barco Favignana e Levanzo juntos.
      Visto que sua viagem é em agosto, eu recomendo tirar Mondello do roteiro, porque a praia fica extremamente cheia neste mês. Fique só em Cefalù e explore as praias de lá e dos arredores. Imagino que você vai estar de carro.

      Um abraço,

      Patricia

  4. Oi Patricia, tudo bem?
    Voce indica algum fotografo em Palermo? Ou Trapani? Queremos fazer um ensaio em Agosto…
    Obrigada!
    E parabéns pelo blog, suas dicas sao execelentes!!

    • Patricia Kalil

      Oi Luciana!
      Infelizmente não tenho ainda, inclusive ando procurando um profissional para fazer parceria! Mas sem referências, fica complicado.
      De qualquer forma, se eu achar um nesses dias eu te aviso.
      Um abraço,
      Patricia

  5. Estamos indo em setembro para a Sicilia, vamos de trem de Palermo a Catânia, as passagens podem ser compradas na hora?

  6. Olá Patricia! Estamos planejando ir a Sicilia em setembro, tipo 08 dias(o roteiro da Cláudia e do Walther será muito útil) a intenção é chegar de avião por Palermo e sair por Catania também de avião para Nápoles e fazer roteiro a partir de Sorrento. O trecho Catania/ Nápolis é melhor comprar passagens por aqui no Brasil ou é mais em conta aí?

    • Patricia Kalil

      Olá Silvio,

      Te aconselho a comprar as passagens ainda no Brasil porque, quanto antes você comprar, mais chances de encontrar ótimos preços.
      Se você deixar para comprar aqui, vai ser poucos dias antes da viagem, não é? Então vai sair mais caro.
      Quando você souber as datas certas, pode comprar diretamente no site das companhias aéreas que fazem esse trecho. Veja aqui: Como ir de Nápoles para a Sicília

      Um abraço,

      Patricia

  7. Oi Patrícia,
    Vou para italia em novembro. Vale a pena visitar a sicilia ou tem regiões mais interessante para esse período? obrigada!

    • Patricia Kalil

      Oi Livia,

      É claro que eu vou puxar sardinha para o lado da Sicília e dizer que vale a pena vir para cá em qualquer período do ano, a menos que você queira fazer um roteiro de praias, aí em novembro não dá.
      Novembro ainda não é inverno, mas essas dicas podem servir para você: 10 dicas do que fazer na Sicília no inverno

      Um abraço,

      Patricia

  8. Walther Nogueira

    Olá Patrícia, seu blog continua ótimo.
    Josefa, pode me fazer as perguntas que quiser aqui. Foi legal ver o seu interesse na nossa viagem.

  9. Flávio Mori

    Parabéns pelo Blog, Patricia.
    Muito bacana a interação entre os leitores e suas valiosas dicas.

    Fazer um roteiro de carro (alugado) iniciando por Palermo e finalizando em Catania, em setembro……

    Factível?

    • Patricia Kalil

      Oi Flávio,

      Super factível! Este mesmo roteiro acima pode ser feito de carro. Meu único conselho é que na hora de reservar os hotéis, verifique se eles dispõem de estacionamento, principalmente se forem ficar em Taormina.

      Um abraço,

      Patricia

  10. Ola Patricia, tudo bem?
    Parabéns pelo blog, estou tirando varias dicas daqui…
    Estou indo para Sicilia em setembro, chegando por Palermo (2 noites) e saindo por Catania (3 dias). Tenho somente 5 dias e gostaria de incluir Favignana no roteiro. Como o tempo eh curto, gostaria das suas dicas sobre os passeios imperdíveis perto das 2 cidades, ja que não vai dar para ver tudo, infelizmente.
    Obrigada e um abraço.
    Denize

    • Patricia Kalil

      Olá Denize,

      Sinceramente vai ficar bem apertado você inserir Favignana no seu roteiro. A melhor solução seria você dormir em Trapani pelo menos uma noite e fazer um passeio de barco para Favignana a partir de lá.
      Veja também este post com dicas de bate e volta a partir de Catania, vai ser útil: Dicas de passeios bate e volta saindo de Catania

      Um abraço,

      Patricia

  11. Patricia,

    Tudo bem?

    Estou com algumas dúvidas sobre a Sicilia.

    Você pode me passar teu wup por e-mail?

    Obrigado.

    Abs.,

    Rodrigo

    • Patricia Kalil

      Oi Rodrigo, não leva a mal não mas meu número de tefone é algo pessoal. Se você postar suas dúvidas aqui no blog, eu respondo com o maior prazer!

      Um abraço,

      Patricia

  12. Josefa Maria de Oliveira Povh

    Parabéns Patrícia por essa maravilha de blog. Estou encantada e lendo tudo q vc escreve .
    Viajo para a Itália com uma amiga no período de 28/08 a 12/09. Chegamos em Palermo às 9:30 do dia 28 e no dia 05/09 saímos de Catânia para Nápoles para conhecer a Costa Amalfitana.
    Nesse momento quero pedir a tua ajuda no roteiro que montei pra primeira parte da minha viagem:
    Dia 28 – 9:30 ir do aeroporto para o hotel, se viável, de transporte público, fazer check in, deixar as malas e ir comprar passagens p/ir p/ Agrigento.
    Dia 29 , Monreale/Céfalu, provavelmente de excursão (pra ganhar tempo)
    Dia 30 – Palermo sendo q no final da tarde ir de ônibus pra Siracusa.
    Dia 31 – Siracusa
    Dia 01 – Siracusa ( passeio rápido Noto?)
    Dia 02 – Excursão Etna/Taormina, ficando no final do passeio em Taormina
    Dia 03 – Taormina
    Dia 04 – Taormina
    Dia 05 – Pegar ônibus Taormina/aeroporto de CATÂNIA . Meu vôo é às 11:40 com destino a Nápoles.
    Ficarei muito agradecida às suas observações.
    Um abraço,
    Jô Povh

    • Patricia Kalil

      Olá Josefa,

      Fico muito feliz em saber que goste do blog. Seu roteiro é curtinho, mas bem definido.

      Se o seu hotel for no centro, dá para ir de transporte público porque tem um ônibus que liga o aeroporto ao centro. Dá uma olhadinha neste post, ele pode ser útil para você: Palermo: dicas práticas para aproveitar a cidade

      Uma observação que eu tenho que fazer é que o horário do ônibus de Palermo para Siracusa é às 14h e não no final da tarde. Só tem um horário pela manhã e outro pela tarde. Veja aqui: http://www.interbus.it/

      O restante está ótimo!

      Se tiver mais dúvidas, é só escrever aqui.

      Um abraço,

      Patricia

      • Josefa Maria de Oliveira Povh

        Obrigada Patrícia pelo retorno. Por enquanto só comprei as passagens, quero decidir com cuidado o roteiro para poder fazer as reservas nos hotéis.
        E o q vc acha se eu fizer assim:
        Dia 28 – Agrigento (será q vai dar pra fazer um bate-volta nesse dia? previsão de chegada no aeroporto às 9:30)
        Dia 29 – Palermo
        Dia 30 – excursão Monreale/Céfalu e no final do passeio, em Céfalu ir de trem para CATÂNIA, pernoitar lá e na manhã seguinte,
        dia 31 – Etna. No retorno pegar as malas e ir de trem para Siracusa.
        Dia 1 e 2 – Siracusa. Ir de trem para Taormina.
        Dia 3, 4 Taormina, retornando no dia 5 cedo direto para o aeroporto.
        Obrigada pela ajuda.

        • Patricia Kalil

          Olá Josefa,

          Sinceramente eu prefiro a primeira versão de roteiro que você indicou, é mais viável de fazer com transporte público.
          Eu te aconselho a ir a Agrigento cedo pela manhã e não no mesmo dia que você chega em Palermo. Daqui que você conseguisse deixar suas bagagens no hotel e pegar o trem, já seria praticamente meio dia e são 2h pra ir e 2h para voltar. Digamos que você conseguisse pegar o trem das 12h, chegaria em Agrigento às 14h. O último trem é às 17h17. Ficaria tudo muito corrido. O Vale dos Templos é muito grande e são necessárias pelo menos 2h30/3h para conhecê-lo bem. Aproveite o dia da sua chegada para passear em Palermo. Eu não tinha percebido na outra mensagem que você queria ir no mesmo dia para Agrigento.
          Se você estivesse de carro, seria ok ir a Monreale, Cefalu, depois seguir para Catania, chegando na cidade à noite, mas de transporte público… não recomendo. Você teria que procurar um lugar para deixar suas bagagens, além disso sobraria pouco tempo para ficar em Cefalù.
          Se você não conseguir ir a Agrigento a partir de Palermo, há também a possibilidade de fazer uma excursão a partir de Taormina. Essa aqui: https://www.partner.viator.com/pt/16191/tours/Taormina/Valley-of-the-Temples-and-Villa-Romana-del-Casale-Day-Trip-from-Taormina/d4237-6099AGRIGENTO

          Agora uma dica importante: viajar de transporte público pela Sicília não é impossível, mas é imprescindível planejar bem os deslocamentos e estudar os horários de trens e ônibus porque eles são limitados!

          Um abraço,

          Patricia

          • Josefa Maria de Oliveira Povh

            Patrícia, Agrigento ok.Quanto ao dia 30 – pensei em fazer check out no hotel em Palermo e ir numa excursão q a Viator oferece para Monreale/Céfalu, saindo cedo de Palermo, levando as malas e ao final da excursão ficar na Estação de trem em Céfalu para ir a CATÂNIA, pois vi q tem um horário muito bom de trem no fim da tarde.
            Pois com isso eu ganho o dia. Análise a viabilidade .

          • Patricia Kalil

            Ah, assim ficou mais claro! Estava imaginando como fariam com essas bagagens o dia todo entre Monreale e Cefalù :). Uma outra possibilidade ainda seria voltar com a excursão para Palermo para pegar o trem direto das 17h33 ou das 19h, já que o passeio dura 6h e já no meio da tarde vocês devem estar de volta à Palermo.

          • Josefa Maria de Oliveira Povh

            Obrigada Patrícia pela ajuda, tá sendo muito importante ler as suas dicas.
            Me diga uma coisa, o q seria mais proveitoso
            1) Taormina, 3 dias sendo 1 deles p/ ir ao Etna e 2 dias em Siracusa ou o contrário?
            2) Considerando q vamos para Costa Amalfitana (5 a 12 de setembro) nessa época ainda conseguiremos desfrutar de praias?
            3) Como gostei demais do relato da Cláudia e do Walther gostaria tbém de ter a opinião deles mas não sei como fazer o pedido pra eles…
            Um abraço

          • Patricia Kalil

            Olá Josefa,

            Na minha opinião seria melhor passar 3 dias em Taormina e 2 em Siracusa. Como o passeio ao Etna ocupa quase um dia inteiro, sobrariam dois: em 1 vocês poderiam aproveitar as praias, no outro a cidade e os arredores.
            No início de setembro ainda faz calor, dá praia sim.

            Em relação ao Walther, de vez em quando ele comenta aqui, mas não é sempre. Não tenho como contatá-lo em modo privado.

            Um abraço,

            Patricia

          • Josefa Maria de Oliveira Povh

            Obrigada Patrícia. Vc me ajudou muito a tornar o roteiro mais enxuto: 3 dias Palermo, incluindo Agrigento, 2 dias Siracusa, 3 dias Taormina, incluindo Etna.
            Na sua opinião final de agosto, começo de setembro é período de promoções nas lojas/shopping? Onde pode ser melhor para compras Palermo ou Taormina ?
            Bjs

          • Patricia Kalil

            Olá Josefa,

            As liquidações de verão na Sicília acontecem entre 1º de julho e 15 de setembro, então você encontrará o finalzinho delas. Estarão em liquidação as peças de verão e com preço “normal” aquelas da coleção de outono-inverno.
            Sem dúvida alguma é melhor fazer compras em Palermo, porque Taormina é uma cidade muito turística e lá as coisas são mais caras.

            Um abraço,

            Patricia

          • Josefa Maria de Oliveira Povh

            Patrícia minha querida, dessa vez querida te pedir ajuda para organizar a visita a Agrigento.
            Como te falei anteriormente, chego em Palermo no dia 28/08 às 9:30, pegar ônibus e ir fazer check in no Hotel Politeama. Li muitos comentários no teu post sobre visitar o Vale à tardezinha pois o calor é intenso em algumas horas do dia e ainda falam do pôr do sol maravilhoso. Pelo q li a visita encerra às 19 hr.
            Tentando aproveitar bem os meus 3 dias em Palermo, pensei em aproveitar a tarde do dia 28/08 pra ir conhecer o Vale, indo de ônibus ou trem e ficar até a noite pois tem trem de Agrigento para Palermo às 20:17. O q vc acha?
            Outra possibilidade seria ir até Agrigento pela manhã no dia 30/8, guardar as malas em algum local (não sei se tem em Agrigento), conhecer o Vale e ir de táxi para Siracusa. Outro dia li q alguém fez isso, só q não lembro em qual blog.
            Se você achar essa opção melhor v teria o contato de alguém q tivesse ido de táxi de Agrigento para Siracusa ou algum taxista?
            Obrigada

          • Patricia Kalil

            Oi Josefa,

            Sinceramente eu acho mais vantajoso você ir para Agrigento e voltar para Palermo nesse trem da noite. Ir de Agrigento a Siracusa de táxi vai sair muito caro, provavelmente quem fez isso viajava com outros acompanhantes, porque é uma despesa grande para uma pessoa sozinha. Tem algumas informações escritas sobre a Sicília por pessoas que nunca colocaram os pés aqui, talvez quem tenha escrito não estivesse relatando a própria experiência, mas simplesmente falou que era possível ir de táxi. Para você ter uma ideia, um transfer privativo de Agrigento a Siracusa fica em torno de 300-320 euros.

            Um abraço,

            Patricia

          • Josefa Maria de Oliveira Povh

            Obrigada Patrícia, como todas as vezes, suas observações têm sentido. Vou fazer Agrigento na tarde do dia 28/08 e volto de trem à noite.
            Como meu roteiro na Sicília é Palermo, SIracusa e Taormina (28/08 a 05/09), queria muito assistir alguma apresentação nos espaços históricos. Tem algum site q vc recomende pra eu pesquisar?
            Taormina – Etna (2 a 5/09) devo reservar com antecedência ou chegando lá?
            Obrigada pela atenção,

          • Patricia Kalil

            Olá Josefa,

            Onde pesquisar os eventos? Aqui no blog, sua maior fonte de informação sobre a Sicília! rsrs (sou modesta 🙂 ).
            Observe que na barra lateral do site tem a lista dos eventos próximos. O único problema aqui é que suas datas não coincidem com nenhum evento!

            Palermo: https://descobrindoasicilia.com/2015/09/eventos-no-teatro-massimo-de-palermo/ (você visita a cidade justamente no período do recesso de verão)
            Siracusa: https://descobrindoasicilia.com/evento/operas-no-teatro-grego-de-siracusa/ (o último evento está marcado para 13/08)
            Taormina: https://descobrindoasicilia.com/2016/06/teatro-grego-de-taormina/ (o último evento atualmente está marcado para 01/09, mas espero que marquem outros futuramente para setembro).

            Um abraço,

            Patricia

          • Josefa Maria de Oliveira Povh

            Querida Patrícia, se vc puder me esclareça uma coisa, pq a partir do dia 17 de junho não aparece no site trenitalia a opção de horário direto Siracusa para Taormina? Fui tentando entender e pesquisando até 2/9 data que me interessa e não encontrei .

          • Patricia Kalil

            Oi Josefa,

            Acredito que é porque agora em junho mudam os horários (calendário de verão) e por isso ainda não tem disponível no site essas datas futuras. Hoje, os horários diretos são 8:42, 12:53, 14:15, 16:15, 17:14, 18:20, 19:30. Mas você não precisa comprar com antecedência as passagens dos trens internos, pode deixar para comprar na hora mesmo.

            Um abraço,

            Patricia

          • Patricia Kalil

            EM TEMPO: Josefa, acabei de descobrir que o trecho ferroviário Catania-Siracusa ficará fechado para obras de 18 de junho a 10 de setembro, mas não precisa se preocupar porque o serviço será substituído por linhas de ônibus. Você compra normalmente o trecho Siracusa-Taormina, aí a ferrovia oferece um serviço de onibus até a Catania e de lá você pega o trem para Taormina.

          • Josefa Maria de Oliveira Povh

            Obrigada Patrícia, bem q percebi no site trenitalia q aparecia um combinado ônibus + trem (junho/setembro). Pelo post q vc fez vi q tbém dá prá ir de ônibus AST até o aeroporto e lá pegar outro ônibus INTERBUS até Taormina. Qdo estiver aí vou analisar o q é melhor. Obrigada.

  13. Sandra Rinaro

    Bom dia Patrícia.

    Gratíssima pela resposta tão exata e rápida!

    Foi-me de muita valia para continuar organizando a viagem!

    Já fiz a reserva da minha excursão para Agrigento saindo de Taormina, pela Viator.
    Aliás, procurei pela mesma agência uma excursão para a cratera mais alta do Etna, mas durante o fim de julho ou o início de agosto já não havia mais disponibilidade. Tentarei por outra.

    Como você me deixou à vontade para perguntar, lá vai (rs rs): qual a melhor região da cidade para me hospedar em Catânia, Taormina e Palermo, respectivamente, levando em conta que o importante, neste caso, é que, por estar sozinha, prefiro lugares que não sejam muito ermos à noite e que tenham restaurantes, farmácia, algum comércio nos arredores mas ao mesmo tempo não sejam muito barulhentos? Costumo ficar em lugares simples, priorizo mesmo é o silêncio, a limpeza e a segurança?

    Novamente, obrigada.

    Abços,
    Sandra.

    • Patricia Kalil

      Olá Sandra,

      Desta vez demorei em responder porque estava viajando.:)

      Em Catania recomendo se hospedar na Via Etnea ou uma de suas travessas. Toda a vida noturna e lojas está concentrada ali, tem muitissimo movimento. Dá também para conhecer as principais atrações da cidade a pé.

      Em Taormina pode ficar em qualquer lugar porque a cidade é minúscula rsrs. Mas se quiser ter um ponto de referência, a rua principal é o Corso Umberto.

      Em Palermo recomendo a área da Via Maqueda, Quattro Canti e Via Vittorio Emanuele na parte que vai do Quattro Canti até a Catedral. Pleno centro, sempre muita gente na rua.

      Te recomendo ler sempre as avaliações dos hóspedes, porque às vezes a rua é barulhente mas o hotel tem um bom isolamento acústico. É difícil achar lugar tranquilo em Catania e em Palermo porque são cidades grandes, onde há sempre muito movimento de carros. Por isso os bons lugares para se hospedar têm boas janelas, isoladas do barulho externo.

      Um abraço,

      Patricia

  14. Sandra Rinaro

    Olá Patrícia!

    Antes de tudo, parabéns pelo excelente e dedicadíssimo trabalho que vc vem realizando em seu blog.
    Tudo de bom!

    Viajarei para a Sicília no final de julho próximo, para ficar 10 dias, fora o dia da chegada e o da partida, chegando por Catânia e partindo de lá por Palermo.
    Esbocei o seguinte roteiro e gostaria da sua opinião, além de dirimir algumas dúvidas:

    Dia 1) Chegada em Catânia, já de tarde. Visitar a cidade

    Dia 2) Prosseguir visitando Catânia

    Dia 3) Fazer um bate-e-volta ao vale dos templos, em Agrigento (apesar de suas recomendações, não gostaria de deixar este ítem de fora. E vou precisar usar transporte público, pois não dirijo. Minha dúvida é se faço esse bate-e-volta a partir de Catânia ou a partir de Palermo. O que vc acha?)

    Dia 4) Siracusa

    Dia 5) Siracusa

    Dia 6) Taormina – conhecer a cidade

    Dia 7) Excursão ao Etna a partir de Taormina

    Dia 8) Taormina – passeios ainda a definir

    Dia 9) pela manhã: trem para Palermo: Outra dúvida: é mais prático ir com o trem “rápido”, mencionado por vc, ou de ônibus mesmo? Resto do dia passeando em Palermo.

    Dia 10) Visita a Cefalú, a partir de Palermo

    Dia 11) Palermo – passeios ainda a definir

    Dia 12) Partida, muito cedo de manhã.

    É isto.

    Obrigada,

    Abraços e felicidades!

    • Patricia Kalil

      Olá Sandra,

      Seu roteiro está ótimo, a divisão dos dias está muito boa. O único probleminha é em relação ao bate e volta a Agrigento, mas ele tem uma solução fácil. De Catania não dá para fazer o bate e volta de transporte público porque a viagem dura quase 4h, mas é super viável fazê-lo a partir de Palermo. Você pode ir de trem, por exemplo, e a viagem dura 2h. Outra possível solução é ir de excursão a partir de Taormina, ou mesmo de Palermo.

      Respondendo à sua pergunta sobre a ida a Palermo, visto que você vai a partir de Taormina e, de qualquer maneira teria que fazer baldeação em Catania, eu acho mais prático ir de trem, até porque a duração da viagem é praticamente a mesma.

      Espero ter ajudado e se tiver mais dúvidas é só perguntar!

      Um abraço,

      Patricia

  15. Ah, esqueci de dizer que somos apaixonados por praia!

  16. Que blog maravilhoso e útil, muito obrigada por ele!! Estaremos na sicília por sete dias em final de maio, nossa cidade base será catânia, faremos ali todos os pernoites. Alguma dica de roteiro? Temos como imperdíveis siracusa, agrigento e, claro, taormina, mas talvez dê pra incluir mais alguma outra cidade porque sobra tempo! Abraços!

  17. Olá Patrícia,

    Desde já quero fazer uma vênia ao teu blog, simplesmente DIVINAL!!!

    Somos uma família de cinco pessoas, que deseja passar ferias de 26 Junho a 6 Julho na Sicília. Estamos bastante empolgados, tudo é bonito e misterioso. Vamos aterrar em Palermo e deslocámos de Catânia, desejamos fazer praia, mas também conhecer as cidades principais. Não sabemos por onde começar…. 😉
    O que sugeres em relação as praias mais belas?
    Qual o melhor percurso?
    Para 5 pessoas sempre de carro?
    Ao nível de aluguer de casas, quais os sítios mais baratos?

    Confiámos no teu bom gosto e sabedoria, beijos.

    • Patricia Kalil

      Olá Luis,

      Fico muito feliz em saber que gosta do blog!

      Visto que gostas de praias, eu aconselho a dedicar pelo menos cinco dias à exploração da parte noroeste/oeste da Sicília, incluindo San Vito Lo Capo e a ilha de Favignana. Nesta ilha se encontra uma das praias mais bonitas da Europa, a Cala Rossa.

      Deste modo, você poderia dvidir seu roteiro em duas partes, explorando primeiro a costa leste e, por fim, a leste, incluindo Taormina e Siracusa. Para saber qual o melhor percurso, primeiro é necessário que você defina seu roteiro!

      Quanto a sites de aluguel de casas, não creio que haja um “mais barato”. Minha sugestão é que faça uma comparação entre o AirBnB e o Booking.com (veja aqui: http://www.booking.com/searchresults.html?region=909&nflt=ht_id%253D220&aid=393726&no_rooms=1&group_adults=1, que agora também dispõe de casas, não só hotéis.

      Se tiver mais dúvidas, não hesite em perguntar.

      Um abraço,

      Patricia

  18. Camila Vicenci Witt

    Oi Patrícia, tudo bem?
    Em primeiro lugar, parabéns pelo seu trabalho: eu achei dicas preciosíssimas aqui 🙂
    Gostaria de pedir a sua ajuda para elaborar um roteiro para nossa primeira experiência siciliana.
    Meu marido e eu moramos em Copenhague, e viajamos algumas vezes para Roma, Milão e para a região da Toscana, mas agora decidimos visitar um lugar diferente, e vamos passar uma semana (Páscoa) na Sicília. Nosso voo é por Catania, e eu adoraria saber que roteiros você sugere. Nós possivelmente alugaremos um carro, e gostaríamos de aproveitar ao máximo o que a ilha tem de pitoresco e original, mas sem enlouquecer pulando sem parar de um lugar ao outro. Seria ótimo poder contar com as suas dicas pra essa viagem 🙂 Beijos

    • Patricia Kalil

      Olá Camila,

      Já que seu voo é por Catania e você não quer percorrer a ilha toda em uma semana (ainda bem!), te aconselho a escolher duas ou três cidades-base, que podem ser Taormina ou Catania, Siracusa e Ragusa, por exemplo, e fazer passeios para as cidades próximas. Você pode aproveitar para visitar uma vinícola também! Enfim, pesquisando dá para montar um roteiro bem pegal para uma semana, incluindo os lugares que mais te atraem.

      Um abraço,

      Patricia

  19. Muito legal o blog, patricia! Dá vontade de conhecer tudo!
    Mas vamos à realidade…. Rs
    Passarei 8 dias na Sicília em setembro. Taormina é certeza no roteiro.
    Amo praia, então penso em incluir lampedusa ou favignana, mas tenho dificuldade em montar o roteiro (ainda mais com lampedusa que precisa de avião) …
    Além desses dois destinos (taormina e uma cidade imperdível de praia a definir), penso em somente mais uma cidade base ou duas, no máximo.
    O que vc sugere? Ressaltando que se for possível darei prioridade ao transporte público e, pelo que li, não tenho tanto interesse por catania e Palermo… Como montar esse roteiro? Q difícil! Hahaha

    • Emendando minhas dúvidas agora que li mais a respeito e sei melhor o que pretendo fazer (acho até que fica mais fácil para você conseguir me ajudar! rs).
      Pensei em duas possibilidades de roteiro (enfim, cheguei à conclusão de que quero taormina, uma localidade com praias fabulosas, siracusa e, pq não, palermo, afinal ir na sícilia e não ir em palermo, parece ir em roma e não ir ao vaticano). Vamos a eles:
      roteiro 1:
      chegada pela costa oeste (trapani ou palermo): no dia da chegada ir em erice se for possível; pernoitar 03 noites em favignana ou san vito (para ter dois dias inteiros na cidade escolhida); ir para palermo e pernoitar 2 noites lá (caso eu não goste muito da cidade, no dia livre que terei lá, posso ir para cefalu ou agrigento, ou até mesmo passar o dia na praia em mondello); ir para taormina para as 3 últimas noites (um dia para day trip para siracusa, outro para o etna). Saída da sicilia pelo aeroporto de catania.
      O inverso tb é possível, começar por catania e terminando em trapani, por ex… acredito eu…

      roteiro 2:
      chegada pelo aeroporto de lamezia, para pernoitar por 03 noites em tropea (de lá ir 1 dia para ilhas eólias e outro para capo vaticano); ir para taormina para 2 noites e depois para siracusa para 3 noites (aproveitando nesse caso, as praias próximas a noto). Saída por catania.

      Não sei se vc poderá opinar nesse segundo roteiro, pois não sei se vc conhece tropea…

      Agora, as dúvidas:

      1 – o que vc achou dos dois roteiros (locais de hospedagem, distribuição dos dias, fluidez nos deslocamentos)?
      2 – Para uma cidade base com praias paradísiacas (independente de roteiro), o que vc acha inesquecível: favignana, san vito, tropea ou a região próxima a noto? ou alguma outra que eu não tenha citado?
      3 – É possível fazer os roteiros com transporte público ou o carro é indispensável?
      4 – No caso do roteiro 1, caso eu tenha mais um dia, seria uma boa opção em vez de 03 noites em taormina, apenas duas lá, com mais 2 em siracusa?
      5 – No caso do roteiro 2, é melhor realmente 2 dias noites em taormina e 3 em siracusa? ou o contrário? pensei inicialmente nisso por causa das praias próximas a noto…

      Sei que são muitas perguntas… por isso já te agradeço de antemão!

      • :-(((((

        • Patricia Kalil

          Alexandre, me perdoe! Eu sempre respondo a todos os comentários, não tenho ideia como o seu me passou despercebido! Não fiz por mal! Agora vou tentar responder suas dúvidas:

          1- Eu conheço Tropea sim, inclusive já escrevi sobre lá aqui: http://italiaparabrasileiros.com/o-que-fazer-em-tropea-calabria/, mas entre os dois roteiros, tenho uma certa preferência pelo primeiro. É que nele você conhece mais lugares, alternando praias e cidades, consegue ver mais coisas. Além disso, èm um passeio de 1 dia às Eólias você não consegue fazer muita coisa, é melhor passar as duas noites em Favignana mesmo (já que a sua ideia é conhecer praias paradisíacas)!

          2 – Para uma cidade base com praias paradísiacas (independente de roteiro), o que vc acha inesquecível: favignana, san vito, tropea ou a região próxima a noto? ou alguma outra que eu não tenha citado? R: Prefiro Favignana

          3 – É possível fazer os roteiros com transporte público ou o carro é indispensável? R: No caso dos dois roteiros citados, um carro é altamente recomendável. Você tem pouco tempo disponível e com transporte público você gastaria quase o dobro do tempo nos deslocamentos. Com transporte público você teria que fazer um pouco de baldeação, perdendo muito tempo com isso. Se não quiser dirigir, você pode usar transporte público em alguns trechos, quando tiver uma opção de trem ou ônibus direto, e em outros, se quiser otimizar o tempo, pode contratar um transfer particular.

          4 – No caso do roteiro 1, caso eu tenha mais um dia, seria uma boa opção em vez de 03 noites em taormina, apenas duas lá, com mais 2 em siracusa? R: Se a sua ideia é curtir as praias, melhor passar 3 noites em Taormina. Para curtir as praias de Siracusa você precisaria de mais tempo, não só duas noites.

          5 – No caso do roteiro 2, é melhor realmente 2 dias noites em taormina e 3 em siracusa? ou o contrário? pensei inicialmente nisso por causa das praias próximas a noto… R: Neste caso, a decisão é sua. Você pode optar por passar 3 noites em Taormina caso não queira fazer grandes deslocamentos de carro. EM Taormina você “desce” e está na praia. Para ir às praias de Noto, é preciso um carro, não tem transporte público.

          Espero ter respondido tudo e se tiver mais dúvidas pode perguntar. Prometo que respondo o quanto antes! 🙂

          Um abraço,

          Patricia

          • Sem problemas, Patricia! Percebo vc sempre muito prestativa ao responder aqui!!! E ajuda bastante, tenha ctz!
            Desculpa te encher te perguntas, mas estou tentanto dirimir todas as questões antes de efetivamente comprar as passagens…
            Talvez, por uma questão logística, eu precise reduzir o total de dias para apenas 06 dias na Sícilia (dependo dos deslocamentos dos outros destinos que passarei na Europa).
            Com apenas 06 dias, e acredito que vc concorde comigo, não valeria a pena cruzar a ilha de favignana até taormina (400 km!). Taormina e siracusa (as 2 cidades mais interessantes do meu ponto de vista) não poderiam estar na mesma costa que San Vito ou Favignana? Seria meu sonho! hahahahahah
            Resumindo: com 06 dias, acho melhor ficar apenas do lado leste, e com carro alugado.
            Daí, vêm as questões:
            No lado leste, qual o melhor destino para praias?
            No final de setembro, o tempo ainda é bom para tomar banho de mar?
            Vale a pena se hospedar nas Ilhas Eólias? Ou um bate e volta é suficiente?
            Ou dividir os dias apenas entre Taormina e Siracusa? Ou incluir Noto nessa divisão (nesse caso, 2 dias em cada)?
            Obrigado imensamente!
            Juro que não encho mais!!! rs

          • Patricia Kalil

            Oi Alexandre,

            Realmente em seis dias a melhor coisa que você pode fazer é concentrar seu roteiro em um dos lados da ilha. A questão das praias aqui no lado leste é bem pessoal. Vou te citar as vantagens e desvantagens de cada área, aí você analisa:

            – As praias de Taormina têm a vantagem de estarem muito próximas da cidade, quase todos os hotéis bons oferecem tranfers gratuitos, etc. A desvantagem é que são praias de pedra e a água é um pouco mais gelada.

            – As praias de Siracusa para baixo são de areia fina, porém com a desvantagem de ter que fazer deslocamentos de até 1h de carro.

            Eu pessoalmente prefiro as praias a sul de Siracusa (San Lorenzo é a minha preferida). É uma praia de areia fina branca, tem um bom beach club, é limpa, etc.

            Na minha opinião seria melhor você dividir o tempo entre Taormina e Siracusa. Dá para incluir até Noto, porque é um passeio de fim de tarde! As Eólias são ilhas magníficas, mas o ideal seria passar no mínimo 3 ou 4 dias lá. Se você quiser fazer um passeio de barco de um dia, há excursões em grupo com saída de Taormina e que incluem ou Lipari e Vulcano, ou Stromboli e Panarea. É um passeio que dura um dia inteiro, então pode ser bem cansativo.

            Sobre o tempo no final de setembro: não dá para ter certeza matemática. Normalmente ainda faz um pouco de calor, mas houve anos que não dava pra rolar praia ou por causa das chuvas repentinas ou porque as temperaturas não estavam assim tão altas. Até o dia 20 de setembro é quase certo que dá, depois disso é esperar que o verão dure mais do que o que deve.

            Ah, ia esquecendo. Com relação a Siracusa, visto que a sua ideia é aproveitar mais as praias, uma dica que posso dar é que você se hospede não no centro da cidade, mas em um hotel ou resort que fique fora dela. Entre Siracusa e Noto há alguns hotéis muito bonitos, 4 ou 5 estrelas, que inclusive oferecem convenção com os beach clubs. Em Siracusa não há praias urbanas legais, então ficar “no meio do caminho” entre a cidade e as praias do litoral sudeste pode ser uma boa opçao.

            Um abraço,

            Patricia

  20. Thelma Arrais

    Estou planejando ir a Sicilua maio 2017, terri poucos dias, uns oito talvez. Quero fazer uma viagem de sonho, com bons hoteis, restaurantes e passeios. Minha duvida principal é se devemos alugar carro e qual melhor percurso, quero chegar por uma cidade e sair por outra e pretendo fazer esse teajeto aereo. Podes me ajudar?

    • Patricia Kalil

      Olá Thelma,

      Não existe um “melhor percurso”, mas você o cria de acordo com as suas preferências. Na Sicília há atrações para todos os gostos, você só precisa estudar cada uma delas e definir o que mais lhe interessa. As cidades citadas no roteiro acima são as principais, você pode partir desse modelo para criar o seu itinerário, cortar alguns lugares, inserir outros, mas esse é, digamos, um roteiro-base para quem quer ver os principais lugares da Sicília.

      Quanto a alugar um carro, é a melhor opção, mas não é essencial. Vai depender das cidades que você colocar no seu roteiro, se são bem servidas por transporte público. A minha sugestão é que primeiro defina um roteiro e então veja se será necessário ou não alugar um carro.

      Um abraço,

      Patricia

  21. Excelente texto, sem firulas, direto ao ponto. Facil de entender. Muito bom

  22. Izabella Barros

    Olá Patrícia e viajantes!
    Parabéns pelas ótimas dicas!!!
    Estou planejando uma viagem de férias com marido e filha (10 anos) e gostaria muito de conhecer a Sicília, especialmente Taormina. Ocorre que só podemos viajar entre 5 e 25 de outubro e, pelo que andei pesquisando, é uma época que chove muito nessa região. Será que vale a pena ir ou melhor deixar para uma outra oportunidade em outra época do ano? Não conhecemos nada da Itália. Partiremos de São Paulo e gostaríamos muito de ajuda para planejar uma viajem de mais ou menos 12 dias. Agradeço antecipadamente!
    Izabella

    • Patricia Kalil

      Oi Izabella,

      Esse período de início de outubro é ótimo para vir para a Sicília, porque as temperaturas são super agradáveis, preços mais baixos e, muitas vezes, ainda dá para curtir um pouco as praias. Costuma chover mais para o final do mês, mesmo assim é uma chuvinha ou outra, que não dura muito tempo. Não desista não!

      Um abraço,

      Patricia

  23. Erika Garcia

    Que delícia achar esse blog… Parabéns, lendo seus posts eu me transporto imediatamente para a Sicilia, apesar de não conhecê-la… rsrs
    Estou com intenção de ir com minha mãe para a Sicilia na segunda quinzena de maio e apesar de ainda ser breve a minha pesquisa, gostaria de pedir uma ajuda… Pode ser?
    Infelizmente não tenho tempo suficiente para conhecer toda as belezas e peculiaridades da ilha, mas pensei em traçar meu roteiro mais ou menos assim:
    Palermo – Cefalù – Taormina – Siracusa.
    Tenho no máximo 9 dias para fazer todas essas cidades.
    Como dividir?

    Muito obrigada e mais uma vez, parabéns!

    • Patricia Kalil

      Olá Erika,

      Que bom que gostou do blog!
      Em nove dias você consegue ver com calma todas as cidades que citou. Eu sugiro dividir assim: 4 dias em Palermo com um bate e volta a Cefalù, 3 dias em Taormina e 2 em Siracusa. Palermo é a cidade maior e, portanto, onde há mais coisas para ver, mas se você gostar mais de cidades menores, pode tirar um dia de Palermo e adicioná-lo a Siracusa. Neste caso, você poderia aproveitar sua estadia lá e fazer um bate e volta a Noto.
      Enfim, o que eu sugiro é que você defina as suas prioridades, o que gostaria de ver em cada uma dessas cidades, e a partir daí dividir o tempo.

      Se tiver mais dúvidas, pode perguntar!

      Um abraço,

      Patricia

  24. Olá Patrícia, boa tarde.
    Quero parabeniza-la pelo blog. Ao mesmo tempo desejo saber se nos carros para alugar na Sicília existem GPS e se eles funcionam mesmo. Obrigado.

    • Patricia Kalil

      Olá Paulo,
      Como em qualquer lugar, quando você aluga um carro tem que solicitar o gps e sim, eles funcionam (por que não deveriam funcionar? rsrs).
      Um abraço,
      Patricia

  25. Bruna Rodrigues

    Olá! Estou amando o blog de vocês!
    Vou fazer um mochilão de 5 dias à Itália e passarei 4 dias na Sicília… sei que é pouco, mas o que é imperdível na ilha que caiba nesse período? Amo praias, porém também História e Arqueologia… por esse motivo está muito difícil escolher! Já incluí Taormina no roteiro. O que mais posso aproveitar?
    Obrigada e um beijo!

    • Patricia Kalil

      Oi Bruna, que bom que gostou do blog!

      Quatro dias são mesmo muuuito poucos, mas você consegue sim ver um pouco de praia e arqueologia. Já que Taormina já está no roteiro, te aconselho a escolher uma única cidade como base (que pode ser ela ou Catania). Um dia vc dedica a Taormina e suas praias, um dia ao Etna e um dia a Siracusa. Pronto, nesse pouco tempo vai ver muita história e belezas naturais!
      Um abraço,
      Patricia

  26. Amei o post de vocês, estou de viagem marcada para Itália em agosto e pretendo visitar desta vez a Sicilia, programei 9 dias (17 a 26/08), e suas dicas serão bem uteis.

  27. Excelente!! Ficarei quase esse tempo na Sicília e eles passaram pelos lugares que eu quero, só com foco diferente (eles, mais visitar monumentos e curtir casal; eu, curtição de praia e festas, mas podendo ver o q houver de historico de repente 😉 ). Mas esse relato me tranquilizou de q realmente é possível ir sem precisar alugar um carro. Essa era minha ideia, mas com essa alta do dólar, fiquei bem desanimada. Agora to até mais empolgada!!!

    • Walther Nogueira

      Olá Ludmila, eu prefiro, sempre que possível, utilizar o transporte público, porque é menos cansativo, dá para curtir a paisagem, dormir e, se eu tiver feito uma boa refeição e bebido um bom vinho, aí não dá para dirigir mesmo. Abraço.

  28. Maria Clauderes Salla Paulilo

    Excelente o texto.Vai me ajudar muito, é praticamente o roteiro que pretendo fazer. Vou imprimir e levar como guia.
    Também descobri como ir de Nápoles para Palermo. Viva.

    • Patricia Kalil

      Olá Maria,

      Ótimo, você encontrou aqui as respostas às suas perguntas do comentário anterior :). Sim, depois do avião, o melhor modo para ir de Nápoles para Palermo é de navio (as viagens de trem e de carro são mais longas e cansativas). Se tiver mais dúvidas, não hesite em perguntar!
      Um abraço,
      Patricia

    • Walther Nogueira

      Olá Maria. Se você for mesmo de Nápoles a Palermo de navio, procure chegar com uma certa antecedência, pois eles costumam ser bem pontuais. Outra coisa, após embarcar, fique atenta, porque o jantar é servido logo em seguida e depois o restaurante fecha. Eles anunciam pelos auto-falantes em qual restaurante será o jantar. Boa viagem!

  29. Amei ver meus amigos compartilhando experiências de viagens!! Adorei a ideia!

    • Patricia Kalil

      Viu que texto maravilhoso, Mariana? Descreveram em modo excepcional a viagem!

    • Walther Nogueira

      Querida Mariana, quem sabe quando voltarmos à Sicília, você, o André e a princesinha Amanda não vão junto? Não vai demorar, faltou muita coisa para ver.

  30. Deu até vontade de contar o meu roteiro e relembrar os momentos na Sicília, que com certeza eu preciso voltar para conhecer mais e mais! Como faço, Patrícia?

  31. Excelente! A experiência de outros viajantes faz com que deixemos de cometer muitos erros no planejamento de uma viagem.

Comente!