Logo

Um dia na bela Ragusa Ibla

Por

Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someonePrint this page

Ragusa tem duas faces, duas histórias. Uma delas é uma cidade como outra qualquer, sem nada que chame particularmente a atenção, a moderna Ragusa Nuova. A outra face, pelo contrário, parece que parou no tempo e se chama Ragusa Ibla.

É em Ibla que estão localizadas as principais atrações de Ragusa. É a cidade antiga, aquela que foi construída após o terremoto de 1693, que arrasou com o leste da Sicília, mas que fez nascer os maiores tesouros do barroco siciliano. Após a catástrofe, foi construída a nova cidade, porém as famílias nobres da época se recusaram a transferir suas residências para outras partes da cidade e reconstruíram a velha Ibla e seus palácios, mais bonitos e suntuosos do que antes.

 Para não confundir: Ragusa Nuova (Superiore) e Ragusa Ibla  fazem parte da mesma cidade – Ragusa –  porém são duas zonas diferentes.

Passar um dia em Ragusa, ou melhor, em Ragusa Ibla, requer muita disposição para caminhar e subir e descer muitas escadas. Muitas mesmo. O lugar é um labirinto de escadarias e ladeiras. O ideal é se deixar levar pela beleza de suas vielas, sem ter que seguir um mapa ou um itinerário preciso. O meu passeio iniciou descendo os 242 degraus da Igreja de Santa Maria delle Scale, numa descida que a cada passo revelava uma paisagem diferente.

 

Igreja de Santa Maria delle Scale ou... Santa Maria das Escadas!

Igreja de Santa Maria delle Scale ou… Santa Maria das Escadas!

Andar pelas ruazinhas de Ibla é um prazer inexplicável. É aquele tipo de lugar por onde eu poderia passear todos os dias e sei que cada vez que o fizesse, encontraria um detalhe ou um ponto de vista diferente. Definitivamente tenho inveja de quem mora em Ragusa!

ragusa ibla

Mais escadas.

Nesse entra e sai de vielas e becos, muitos dos quais sem saída, vou seguindo na direção da cúpula da Catedral de San Giorgio, que pode ser avistada praticamente de toda Ragusa Ibla. A construção do Duomo iniciou em 1738, capitaneada pelo arquiteto Rosario Gagliardi, o mesmo responsável pelos principais monumentos barrocos do Val di Noto.

Catedral de San Giorgio (São Jorge), principal igreja de Ragusa e bem Patrimônio Mundial da Humanidade Unesco

Catedral de San Giorgio (São Jorge), principal igreja de Ragusa. Faz parte da lista de Bens Patrimônio Mundial da Humanidade da Unesco

Ao lado da Catedral há uma escadaria que nos leva a uma das partes mais altas de Ragusa Ibla. Decidi ir subindo para ver onde iria terminar. Apesar dos inúmeros degraus, não é uma subida cansativa porque é fácil se distrair e não se dar conta do esforço. E mesmo que não fosse fácil subir todos aqueles degraus, toda fadiga valeria a pena quando a visão que se tem lá de cima é essa!

vista de Ragusa Ibla

Cúpula da Catedral de San Giorgio e a vista dos arredores no fim de tarde.

Voltando à Piazza Duomo, é lá que se encontra um dos mais charmosos lugares para um bom cappuccino ou uma taça da vinho. Além disso, há também uma sorveteria famosa pelos sabores mais esquisitos, como o sorvete de azeite de oliva! (quem já experimentou me avisa, porque eu não tive coragem).

ragusa ibla piazza duomo

Da Piazza Duomo sai este trenzinho que percorre as ruas de Ragusa Ibla. Se você estiver com pressa, ou mesmo preferir curtir a cidade com um pouco mais de conforto, essa é a solução.

Programei meu passeio por Ragusa Ibla para que coincidisse com o fim de tarde. Essa é a minha dica especial. Assim como as outras cidades do barroco siciliano, é nesse período do dia que o lugar adquire um charme a mais. A luz baixa do sol irradia o tom ocre dos edifícios, doando-lhes um aspecto quase dourado. Quando as luzes de Ragusa Ibla se acendem, tudo fica ainda mais bonito!

ragusa ibla

Não falei que fica mais bonito?

A partir da Piazza Duomo vou seguindo as indicações para o Giardino Ibleo, o jardim público de Ragusa Ibla. Mas antes de entrar nele, à sua direita, fica o portal de San Giorgio, o qual pertencia à antiga Igreja de San Giorgio Vecchio. No portal, em estilo gótico-catalão, há uma imagem esculpida de São Jorge que mata o dragão.

portal de sao jorge

O portal é do século XIV e os dois losangos na parte superior abrigam as águias que simbolizam o Reino de Aragão, família que reinou na Sicília durante o domínio espanhol.

O Giardino Ibleo é o  orgulho da cidade. É muito bem cuidado e é o ponto de encontro dos moradores da região. À noite é tomado por grupos de adolescentes, famílias e casais. É o lugar ideal para um descanso e para ver diferentes gerações de sicilianos passeando de mão dadas.

IMG_0709

 

São muitos os encantos que encontramos pelas vielas de Ragusa Ibla. Desde as varandas elaboradamente esculpidas às cenas da vida comum dos habitantes da cidade. Ragusa é um destino ótimo em qualquer estação do ano, é um daqueles lugares que sempre vai estar cheio de gente.

Ragusa Ibla

Ragusa Ibla num fim de tarde de outono

IMG_0683

Ragusa também é famosa por seus queijos, especialmente o pecorino e o caciocavallo. Você encontrará pelo caminho várias lojas especializadas em queijos e linguiças. Se não puder levá-los para casa, não deixe de prová-los, quem sabe acompanhado por uma boa taça de Cerasuolo di Vittoria, vinho tinto típico da região.

 

Como chegar a Ragusa Ibla

– O aeroporto mais próximo é aquele de Comiso (um pequeno aeroporto recentemente aberto), seguido do de Catania, do qual dista 105km.

– Há ônibus desde Catânia (empresa Interbus), Siracusa, Modica, Scicli (empresa AST) para Ragusa. Microônibus locais ligam Ragusa Superiore a Ibla.

– Se você está de carro, coloque no navegador o seguinte endereço: Via Avvocato Giovanni Ottaviano. Ao chegar nessa rua, depois de cerca 400m, você encontrará um grande estacionamento, com área inclusive para motorhomes. É só deixar o carro lá e caminhar mais alguns metros que você já estará dentro de Ragusa Ibla.

 

Reserve já seu hotel em Ragusa!*

* Se você acessa o site do Booking através da caixa acima e faz uma reserva, além de ter utilizado um dos sites mais confiáveis do mundo, ainda ajuda o blog com uma pequena comissão. E o mais importante: nenhum encargo é repassado para você!

Assine nossa newsletter mensal e receba dicas da Sicília no seu e-mail!

12 Comentários

  1. Cara Patrícia! Acabo de chegar da Sicília, e minha viagem foi muito melhor e especial, graças a sua inestimável ajuda e dicas. Quando viajo, adoro me preparar: estudo, pesquiso e converso com quem já esteve nos lugares q vou visitar, mas a leitura do seu blog foi uma experiência maravilhosa! Pude entender a cultura siciliana, conhecer os lugares q não teria possibilidade de passar, aproveitar as suas dicas atualizadas…. Foi muito bom te-la como ” companheira” nesta viagem inesquecivel à nossa querida Sicilia. Aproveitei cada minuto, e quando estava nos locais, lembrava dos seus posts e chegava a achar q poderia encontra- lá para agradecer pessoalmente! Muito obrigada por dividir comigo e seus muitos leitores o seu amor por uma terra tão apaixonante como a Sicilia! Revivo minha viagem a cada nova postagem e quando voltar a Sicilia, tenho certeza, q terei um coração mais Siciliano do que nunca! Obrigada por tudo, um forte abraço, Silvana

    • Cara Silvana,

      Ler a sua mensagem mudou o meu dia! Obrigada por essas palavras tão carinhosas. Saber que estive “presente” durante a sua viagem é muito importante para mim e me dá ainda mais ânimo a seguir em frente com o meu trabalho.
      Quem sabe se não estávamos perto uma da outra num determinado momento! A vida às vezes nos faz umas surpresas assim rsrs.

      Espero que continue seguindo o blog mesmo depois da sua viagem! U

      Um abraço enorme,

      Patricia

  2. Padreterno! Essa dica do endereço no GPS é demais, Patricia! Como amo Montalbano de paixão Ragusa e Scicli já estão no meu roteiro. Grazie mille.

  3. Oi Patrícia,
    Muito obrigada por nos oferecer um site com dicas tão completas e de leitura tão gostosa! Em outubro, meu marido e eu estaremos visitando à Sicília e antes mesmo da viagem, eu já estou viajando através do seu blog!
    O meu roteiro baseia-se nas seus posts e os hotéis tenho reservado pelo site do booking.com através do seu blog.
    Parabéns! É uma delicia “viajar” pelo seu blog!
    Um forte abraço,
    Fernanda

    • Olá Fernanda!

      Agradeço o comentário tão gentil! São mensagens assim que me incentivam ainda mais a percorrer esta maravilhosa ilha e depois vir aqui contar tudo para vocês.
      Obrigada também por reservar os hotéis aqui pelo blog.
      Ah, depois vou querer saber como foi a sua viagem, ok? (sou curiosíssima! rsrs)
      Um abraço,
      Patricia

      • Oi Patrícia!
        Obrigada pelo carinho! Nós iremos na segunda quinzena de outubro. No retorno ao Brasil, será um prazer contar um pouquinho da viagem.
        Um forte abraço,
        Fernanda

  4. Obrigada, Patricia!!!

  5. Patricia, vc sabe dizer se é fácil estacionar lá? tem alguma rua de referencia? Obrigada

    • Oi Rafaela,

      É bem fácil! Logo na entrada de Ragusa Ibla você verá um estacionamento. A rua se chama “Via Avvocato Giovanni Ottaviano”. É só deixar o carro lá e caminhar uns 50 metros que você já estará dentro de Ragusa Ibla.

  6. Olá,Patrícia!Parabéns por um blog gostoso de ler e detalhado.
    Estarei na Sicília em junho,seremos três casais.Sairemos de Agrigento para dormir em Ortygia.Você acha que dá para passar em Villa del Casale,Caltagirone e Ragusa Ibla, e chegar em Ortygia no fim da tarde?É cansativo??
    Obrigada
    Maria Teresa

    • Olá Maria Teresa,

      Sinceramente não acho viável passar nesses três lugares antes de ir para Siracusa. Sabe por quê? Não ficam no caminho e muito menos um perto do outro! Você teria que desviar bastante da estrada aconselhada (de Agrigento até a autoestrada Palermo-Catania e de lá pela autoestrada Catania-Siracusa). Se você desejar mudar o percurso, pegando a estrada que passa perto de Ragusa, Piazza Armerina e Caltagirone, seria um caminho mais longo, passando por estradas quase rurais. Seria sim, extremamente cansativo, principalmente para quem dirige.

      Espero ter ajudado!

      Um abraço,

      Patricia

  7. […] Se você quer saber o que ver, fazer e como chegar a Ragusa Ibla, clique AQUI! […]

Comente!

Veja mais