Logo

Dia de São Martinho, quando o mosto se torna vinho

Por

Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someonePrint this page

No dia 11 de Novembro é comemorado o Dia de São Martinho. Diz a lenda que no gélido outono do ano 337, Martinho de Tours, um membro do exército romano, encontrou um mendigo em condições críticas, sem nada para se cobrir. Para protegê-lo do frio, Martinho rasgou seu manto no meio, dando a outra metade ao pobre homem. Ao ver tal gesto, Deus fez com que as nuvens fossem embora e o sol pudesse irradiar um calor tão intenso quanto aquele feito no verão. Por este motivo, o dia 11 de Novembro é conhecido como o “verão de São Martinho” (em italiano, estate di San Martino) e espera-se que neste período as temperaturas aumentem um pouco.

Antigamente, a festa de São Martinho era considerada pelos sicilianos uma festa muito importante porque coincidia com o final de várias colheitas, como a do pistache e da uva. Além disso, era o dia em que recomeçava as atividades nos tribunais, que venciam os aluguéis e acontecia a volta às aulas. Uma ocasião perfeita para festejar aquele santo tão bondoso, saboreando o produto típico do período: o vinho.

Após esperar o mosto fermentando por vários dias nos barris, as famílias se reuniam no dia 11 de Novembro e preparavam pratos típicos da culinária siciliana, tudo acompanhado pelo vinho novo. Foi daí que nasceu o provérbio siciliano que inspirou o título do post: “No dia de São Martinho, todo mosto se torna vinho” (A San Martino ogni mosto diventa vino).

Na Itália, assim como em outros países da Europa, por exemplo França e Portugal, o dia de São Martinho é marcado por uma farra com castanhas assadas regada a vinho. Na Sicília, além das castanhas, são também comidas típicas a “zepola” (uma mistura de farinha de trigo e água frita, recheada com ricota ou nutella), ensopado de carne de porco, e os biscoitinhos de São Martinho, uns biscoitos duríssimos com gosto de erva-doce que devem ser comidos depois de serem banhados no vinho moscatel de Pantelleria.

No dia 11 de Novembro é comemorado o Dia de São Martinho.

A versão dos biscoitos recheada com creme de ricota. Típico de Palermo. Foto – Divulgação.

Neste período, é comum encontrar nas principais praças das cidades da Sicília, pequenas ou grandes, barraquinhas que vendem castanhas assadas acompanhadas por um copo de vinho.

Uma curiosidade um pouco bizarra: Em Palermo, São Martinho foi definido “Padroeiro dos Bêbados”, os quais adoravam parar nas tavernas da cidade para, além de beber como se não houvesse um amanhã, também se empanturrar de comida (carne de porco, linguiça, ovo cozido, etc).

 

Reserve já seu hotel na Sicília!*

* Se você acessa o site do Booking através da caixa acima e faz uma reserva, além de ter utilizado um dos sites mais confiáveis do mundo, ainda ajuda o blog com uma pequena comissão. E o mais importante: nenhum encargo é repassado para você!

 

Curta o blog no Facebook!

Assine nossa newsletter mensal e receba dicas da Sicília no seu e-mail!

3 Comentários

  1. morri…

    • Ressuscita aí, Aninha!! :*

  2. Interessante! ! Nao conhecia essa lenda…;)

Comente!

Veja mais