Logo

Romances ambientados na Sicília

Viajar através da leitura: 7 romances ambientados na Sicília

Por

Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someonePrint this page

“A leitura constrói sonhos e nos empurra à realização dos mesmos”. Li esta frase em uma lista de 10 benefícios que os livros podem trazer para a nossa vida e, inspirada pelo Dia Nacional do Livro – 29 de Outubro – pensei em alguns livros ambientados na Sicília e que a descrevem magnificamente. Quando viajamos com nossa imaginação e depois a tão sonhada viagem se concretiza, tudo parece ainda mais especial, não é?

Há um número infinito de livros ambientados na Sicília, mas decidi escolher entre aqueles traduzidos em português e publicados no Brasil, afinal de contas nem todo mundo fala italiano. Para a minha surpresa, os meus preferidos e que me fizeram reviver cada pedacinho da Sicília que conheci, foram sim lançados no Brasil.


libroOs Malavoglia

Certamente a tradução para o português de Os Malavoglia deve ter perdido um pouco do fascínio da história, afinal o livro mistura frases em dialeto siciliano que só quem o conhece pode entender a fundo o significado. Os Malavoglia (em italiano, I Malavoglia), de Giovanni Verga é uma obra-prima da literatura italiana publicado em 1881. Mais de um século depois, ainda encontramos características da sociedade siciliana atual.

O livro é ambientado na pequena Aci Trezza, uma vila de pescadores nos arredores de Catânia, onde todo mundo sabe o que acontece na vida dos outros. Tudo em Os Malavoglia é narrado em modo natural e com um toque de ironia, o que acaba fazendo dele uma leitura bem fluida. A família de pescadores – os Malavoglia –, conhecida e respeitada por todos da cidade, era uma família que podia se orgulhar do que tinha e da vida tranquila que levava, até que um dia uma tempestade… Paro por aqui, porque o belo deste livro são as surpresas!

“Os Malavoglia”, Giovanni Verga, Editora Abril (coleção Clássicos)


libroExcursão a Tíndari

Poderia ter incluído todos os romances policiais de Andrea Camilleri, porque ninguém mais que ele descreve melhor as belezas daquela parte da Sicília conhecida no mundo inteiro pela arquitetura barroca: Ragusa, Scicli, Modica. Ler as aventuras do Comissário Montalbano é viajar por ruazinhas estreitas, imaginando aromas e sabores, como o do arancino ou da pasta com mexilhões tão amados pelo detetive.

No caso de Excursão a Tíndari (em italiano, Gita a Tindari), o cenário é outro: nos deslocamos do sul para o norte, no Santuário da Madonna di Tindari, localizado naquela parte da Sicília banhada pelo Mar Tirreno.

Excursão a Tíndari”, Andrea Camilleri,  Editora Record (coleção Negra)


libroO Gattopardo

O Gattopardo, de Giuseppe Tomasi di Lampedusa, é um dos maiores clássicos da literatura italiana. Publicado somente após a morte do autor, este romance político é um retrato da Sicília e dos sicilianos. A história do Príncipe de Salina e do fim de uma Sicília monárquica servem como plano de fundo para um mundo que estava mudando, e não só em termos de geografia política (a Unificação da Itália). Este clássico se tornou uma obra-prima também no cinema, graças ao filme de Luchino Visconti.

“O Gattopardo”, Giuseppe Tomasi di Lampedusa, Edições BestBolso 


libroConversa na Sicília

Conversa na Sicília (em italiano, Conversazione in Sicilia) é um romance que coincide com uma viagem em busca das próprias raízes. O protagonista – Silvestro – sente a necessidade de se distanciar da cidade grande, das indústrias e da vida corriqueira de uma metrópole, para voltar a sentir o gosto do interior da Sicília, marcado por mitos e crenças. A viagem inicia em Milão, cruza a Itália até atravessar de ferry da Calábria a Messina. Na Sicília, o protagonista vai viajando de trem por uma série de cidadezinhas pitorescas. Elio Vittorini consegue manter a atenção do leitor, criando uma trama mística e diálogos rápidos. É uma leitura bastante complexa, mas, para quem ama a Sicília, é um clássico moderno imperdível.

“Conversa na Sicília”, Elio Vittorini, Editora Cosac Naify


libroO Belo Antonio

Catânia, mas especificamente a Via Etnea e suas travessas é onde se passa esse romance. É uma leitura leve e interessante, tanto sob o perfil histórico quanto o da sociedade siciliana. Antonio é lindo e sua beleza enlouquece todas as mulheres ao seu redor, mas um “probleminha” acaba fazendo com que sua vida se torne um pesadelo, atormentado por fofocas e comentários difamatórios.

O autor, Vitaliano Brancati, cita os nomes reais das ruas e praças de Catânia. Para quem conhece a cidade, como eu, é uma delícia imaginar os lugares e palácios barrocos que enriquecem ainda mais a narração.

“O Belo Antonio”, Vitaliano Brancati, Editora Berlendis & Vertecchia


libroCandido, ou uma história sonhada na sicília

Um divertidíssimo romance de Leonardo Sciascia, inspirado no famoso Candido de Voltaire. A obra narra as aventuras de Candido Munafò, que nasceu na Sicília durante bombardeios da segunda guerra mundial e foi abandonado pela mãe, que fugiu com um soldado americano. Candido, ou uma história sonhada na Sicília (em italiano, Candido un sogno fatto in Sicilia) é uma sátira não só da Sicília, mas da Itália contemporânea, cheia de hipócritas, conformistas, sabichões, e falsos revolucionários. Atenção! Qualquer semelhança com nosso Brasil é mera coincidência! 🙂

“Candido, ou uma história sonhada na Sicília”, Leonardo Sciascia, Editora Berlendis & Vertecchia (coleção Letras Italianas)


libro Os velhos e os moços

Girgenti, a atual Agrigento, é a cidade onde nasceu Luigi Pirandello. E é a cidade que o escritor descreve em Os Velhos e os Moços (em italiano, I Vecchi e i Giovani). As estradas estreitas como um labirinto, as zonas burguesas e aquelas mais pobres, o Vale dos Templos. É um romance histórico que representa bem o clima na Itália no final do século XIX e que dá ênfase à crise e as desilusões políticas durante aquele período.

“Os Velhos e os Moços”, Luigi Pirandello, Editora Progresso Editorial


E aí? Já leu alguns dos livros acima? Tem outras sugestões de bons livros ambientados na Sicília? Escreva nos comentários!

 

 

Reserve já seu hotel na Sicília!*

* Se você acessa o site do Booking através da caixa acima e faz uma reserva, além de ter utilizado um dos sites mais confiáveis do mundo, ainda ajuda o blog com uma pequena comissão. E o mais importante: nenhum encargo é repassado para você!

 

Curta o blog no Facebook!

Assine nossa newsletter mensal e receba dicas da Sicília no seu e-mail!

5 Comentários

  1. Parabens pela matéria. Tenho uma dúvida, 29/10 é dia nacional do livro só na Itália ou também o é no Brasil? Obrigado

    • Oi Paulo, na verdade é só no Brasil! Foi criada em homenagem à fundação da Biblioteca Nacional em 1810.

      Um abraço!

      Patricia

  2. Ia falar do “Um certo verão na Sicília” q li bem antes de ir praí. Gostei das novas opções pra matar saudade no imaginário.

  3. Parabens pelo blog! Meu sonho é conhecer a Sicilia, terra de “mio bisnono” [Leonforte, Enna], e seu blog me ajuda a desvendar os misterios dessa terra magica!
    Há algum tempo atrás, li “Um certo verào na Sicilia”, de Marlena de Biasi. Gostei muito, pois se passa na regiao de meus bisavos http://www.objetiva.com.br/livro_ficha.php?id=120

    Abracos!

    • Olá Maria!
      Também li “Um certo verão na Sicília”, mas não o coloquei na lista porque tinha decidido optar pelos clássicos. Espero em breve poder fazer uma série de posts sobre a região de Enna e o magnífico interior da Sicília.
      Um grande abraço,
      Patricia

Comente!

Veja mais