Noto

Noto, o jardim de pedra dourada

Atualizado em

Declarada Patrimônio Mundial da Humanidade pela Unesco e definida capital do Barroco Siciliano, a cidade de Noto oferece motivos bem concretos para visitá-la, principalmente para quem ama arquitetura. É aquele tipo de cidade para ver sem pressa, pois a vida ali possui um ritmo doce e lento, bem diferente do caos das grandes cidades da Sicília.

Noto está situada a cerca de 30km ao sul de Siracusa e, visto que se trata de uma cidade pequena, dá perfeitamente para fazer um passeio bate e volta de poucas horas, como um fim de tarde, por exemplo, período do dia que dá ainda mais charme à cidade, quando o sol vai se pondo e a cor dos edifícios adquire um tom dourado, motivo pelo qual Noto é conhecida como o jardim de pedra dourada.

Olha o efeito que dá a luz do fim de tarde na fachada dos edifícios de Noto!
Olha o efeito que dá a luz do fim de tarde na fachada dos edifícios de Noto! Isso graças ao calcário com o qual foram construídos grandes palácios da cidade.

O terremoto de 1693, de magnitude 7.4, aquele que arrasou grande parte do leste da Sicília e que é o terremoto mais forte que aconteceu na Itália até hoje, matou cerca de 1000 pessoas em Noto e destruiu a cidade inteira. Naquele período Noto era uma cidade de grande esplendor e riqueza e, por isso, logo após a catástrofe, o Duque Giuseppe Lanza foi nomeado como responsável pelo novo planejamento urbano da cidade. Durante todo o século XVIII e graças a uma equipe de arquitetos, mestres de obras e escultores, Noto foi reconstruída em estilo barroco siciliano.

Leia: Dicas de Noto: o que mais ver além do básico

Noto hoje dispõe de quase 50 igrejas e 15 palácios aristocráticos, todos considerados flores do jardim de pedra. É na rua principal da cidade, a Via Vittorio Emanuele, que estão localizados os edifícios mais importantes, como a Catedral, o Palácio Ducezio, o mosteiro e a igreja do Santíssimo Salvador, além do teatro e da Porta Reale.

Palácio Ducezio, hoje sede da Prefeitura de Noto
Palácio Ducezio, hoje sede da Prefeitura de Noto
Mosteiro do Santíssimo Salvador (S.S. Salvatore), que no século XVIII pertencia às freiras da alta burguesia siciliana. O edifício é obra do arquiteto Rosario Gagliardi, um dos líderes da reconstrução de Noto.
Mosteiro do Santíssimo Salvador (S.S. Salvatore), que no século XVIII pertencia às freiras da alta burguesia siciliana. O edifício é obra do arquiteto Rosario Gagliardi, um dos líderes da reconstrução de Noto.

Outra rua imperdível da cidade é a Via Nicolaci, uma ladeira perpendicular à Via Vittorio Emanuele e repleta de magníficas sacadas. Não tem como passar despercebido por esta rua, facilmente identificável por estar cheia de turistas olhando para cima. 🙂

Como não se encantar com estas varandas cheias de seres mitológicos esculpidos nos mínimos detalhes?
Como não se encantar com estas varandas cheias de seres mitológicos esculpidos nos mínimos detalhes?

Todos os anos no mês de Maio a Via Nicolaci é coberta por pétalas de flores, no principal evento de Noto, a Infiorata. A rua é tomada por uma multidão que, em fila, sobe e desce a ladeira admirando os desenhos feitos com as flores, verdadeiras obras de arte. Se quiser saber mais sobre este evento, eu já falei sobre ele no post “Infiorata, o tapete de flores da cidade de Noto“.

Via Nicolaci em dias normais
Via Nicolaci em dias normais…
E nos dias da Infiorata
… e nos dias da Infiorata

A Catedral de Noto, dedicada a San Nicolò (em português, São Nicolau I), é o símbolo da cidade. Ela fica bem no centro da Via Vittorio Emanuele, em frente ao Palácio Ducezio. Infelizmente a parte interna da catedral não tem a mesma imponência da fachada, já que em 1996 a cúpula e parte da nave central desabaram por causa de um defeito de construção que nunca tinha sido notado. A Catedral de San Nicolò ficou fechada por 11 anos e só foi reaberta ao público em 2007.

Catedral de Noto

Dicas e informações úteis:

– A Via Vittorio Emanuele é fechada para o trânsito, então dá para passear tranquilamente pela rua, que é repleta de bares e confeitarias;

– A poucos minutos de carro de Noto há lindíssimas praias de águas cristalinas, como a Lido di Noto, Eloro e San Lorenzo;

– Também fora da cidade está situada a Villa del Tellaro, um palácio da época romana no mesmo estilo da Villa del Casale, só que muito menor;

– Mesmo quem não tem entende nada de arquitetura, como eu, não consegue não ficar deslumbrado com tanta beleza!

 

Como chegar a Noto

De avião: O aeroporto mais próximo de Noto é o de Catânia, do qual dista 88km;

De ônibus: A partir de Catânia e Siracusa, com as empresas AST ou Interbus;

De carro: Para quem vem de Catânia, pela autoestrada A18 Catania-Siracusa e em seguida pela estrada Siracusa-Gela, saída Noto.

De transfer: Você pode ir a Noto utilizando um serviço de transfer privativo. Peça um orçamento AQUI.

 

 

ASICILIA5

Veja Também

Foto: Reprodução

Calendário de Representações Clássicas no Teatro Grego de Siracusa

Atualizado em 22/04/2019 Todos os anos, no Teatro Grego de Siracusa, acontece o ciclo de …

11 comentários

  1. Oi Patrícia! Gostei muito do seu blog. Vou passar uns poucos dias na Sicília, em julho Ficarei em Palermo do dia 22 ao dia 26. Estou numa grande dúvida. Não sei se vou de Palermo a Siracusa e fico do dia 26 ao dia 29, fazendo um bate e volta para Noto e no dia 29 vá para Taormina passe o resto do dia e no dia 30 volto de Catania para Malta. Ou se vou dia 26 direto de Palermo para Taormina e de lá faço um bate e volta para Noto,Deixo Siracusa de lado e dia 30 volto para Malta. Ajude-me, por favor. Obrigada
    Maria

    • Patricia Kalil

      Olá Maria,
      Na minha opinião a primeira opção é a melhor. Não tem sentido você fazer um bate e volta a Noto e não visitar Siracusa. Siracusa é muito mais interessante, bonita e com muitas coisas para ver!

      Um abraço,

      Patricia

  2. Oi Patrícia!

    Estou fechando o roteiro da Sicilia com meu namorado e queria tirar algumas dúvidas com você. Seu blog é maravilhoso e muito útil! Chegamos ao aeroporto de Catânia vindo de Roma dia 8 de abril e a nossa viagem na Sicília terá duração de 9 dias. Estávamos pensando em ir direto pra Taormina, ficar de 3 a 4 dias, depois descer para Siracusa (não sabemos quantos dias ficar) e voltar para Catânia para conhecer a cidade e pegar o vôo de volta. O problema é que não vamos alugar carro e pelo que vi para ir de Taormina para Siracusa teríamos que passar por Catânia novamente de ônibus, é isso? E eu quero muito conhecer uma cidade do barroco siciliano, de preferência Noto. Dá pra fazer bate e volta de Siracusa pra lá ou é mais aconselhável dormirmos um dia na cidade? Mais algum lugar que não está na nossa lista e que você aconselhe? Muito obrigada 🙂

    • Patricia Kalil

      Olá Paula!
      Bom saber que o blog está sendo útil no planejamento da sua viagem! 🙂
      Realmente não tem ônibus direto de Taormina para Siracusa e, como há poucas linhas disponíveis, inclusive de trem, seria complicado fazer um bate e volta. Na minha opinião, você deveria dormir pelo menos uma noite em Siracusa, e visto que você quer conhecer Noto, para que o passeio não fique muito corrido, o ideal seria passar até mesmo duas noites. Deste modo, você pode dedicar um dia inteiro a Siracusa e o outro dia a Noto (dá para fazer o bate e volta numa boa).

      Outro lugar que eu sugiro é Agrigento e o Vale dos Templos. Não dá para fazer bate e volta de transporte público, vocês teriam que ir de excursão ou dormir um dia em Agrigento. Quatro dias só para Taormina são muitos, então não deixem de fazer muitas excursões!

      Se tiver mais dúvidas, pode perguntar!

      Um abraço,

      Patricia

      • E Catânia? Vale a pena dormir uma noite lá para conhecer melhor a cidade? E como faríamos para ir de ônibus para Agrigento? Melhor sair de Taormina ou Messina?
        Abraço

        • Patricia Kalil

          Eu adoro Catânia e acho que vale a pena dormir pelo menos a última noite lá (assim vocês ficam mais perto do aeroporto). É a cidade mais animada da Sicília!
          O ônibus para Agrigento sai de Catania e a viagem dura cerca de 3h30, por isso não dá para fazer o bate e volta.

  3. Olá Patrícia! Estive em Noto, seguindo suas dicas, e achei a cidade muito bonita! Realmente vale a pena visitar. O que me deixou intrigado, não apenas em Noto, mas em multas cidades turísticas da Sicília, é que o comércio fecha para o almoço e muitas lojas (incluindo restaurantes e cafés) só voltam a funcionar a partir das 16h. Em Agrigento, por exemplo, não consegui comer no restaurante que você sugeriu no blog, pois cheguei por volta das 15h e estava fechado. Só voltaria a abrir às 16h30. Como eu estava morrendo de fome e quase não tinha opção de restaurante aberto na rua principal, fiz um lanche num único café aberto heheheheh o panini estava muito bom 🙂 enfim, quero dizer que quem quiser lojas e restaurantes, evite visitar entre 14h e 16h. É a hora a siesta na Sicília.

    Mais uma vez parabéns pelo blog é obrigado pelas dicas que tornaram minha visita à Sicília bem mais agradável e prática!

    • Patricia Kalil

      Oi Herbert!

      Adorei seu comentário :). Olha só, essa coisa da “siesta” acontece na Itália toda, ou melhor, quase toda. Obviamente em Milão, Roma, Florença, Veneza, nada fecha. Mas nos outros lugares, principalmente os menos turísticos, tudo fecha mesmo! Eu mesma demorei para me acostumar com isso rsrs.
      Vi que você tem um blog e gostei muito dele. Vou te fazer uma proposta: você gostaria de contar seu roteiro na Sicília aqui no blog? Se tiver vontade, me contata através do email descobrindoasicilia[@]gmail.com!
      Um abraço,
      Patricia

  4. Christiano Cocuzza

    Oi Patricia,

    Terminando o planejamento da minha viagem para a Sicilia e lendo seus posts pensei em visitar Fontane Bianche de Syracusa pela manha e terminar o dia em Noto.Olhando os mapas imaginei q pegar a SS115 ate Fontane e o melhor caminho porem de Fontane ate Noto qual seria a melhor opcao?Pela mesma SS115 ou pela A18?Talvez pela SS115 a paisagem seja mais bonita….Outra duvida seria com relacao ao fim de tarde em Noto….que horas anoitece em setembro?
    Mais uma vez agradeco por suas dicas inestimaveis

    Christiano Cocuzza

    • Oi Christiano,

      Desaconselho a combinação Fontane Bianche + Noto, por dois motivos: o litoral de Noto (praias de Vendicari, Calamosche, San Lorenzo, Lido di Noto e Eloro) é qualitativamente superior; estive em Fontane Bianche esses dias e a praia estava bastante suja, com pilhas de algas na areia.

      Das praias que citei acima, San Lorenzo possui as mesmas características de Fontane Bianche, água tipo piscina, serviços (Lido) e fica a 15 min. de Noto. Vendicari e Calamosche são ainda mais bonitas, porém ficam dentro de reservas naturais, portanto não há serviços de bar, lido, banheiros, nada.

      Em relação a SS115, esta seria a melhor opção de FB a Noto, mas não pense que a paisagem é mais bonita. Não dá para ver o mar! De um lado e de outro você verá somente plantações de azeitonas (a maioria), limões e tomates.

      Em setembro já anoitece mais cedo, entre 19h e 19h30.

      Não deu tempo de escrever posts sobre as praias de Noto (só escrevi sobre Calamosche), porém na minha opinião, aquelas praias são umas das mais bonitas da Sicília. Noto se gaba muito por ter o litoral mais limpo da Sicília, e é verdade.

      Um abraço,

      Patricia

Comente!