Castelo de Donnafugata

Castelo de Donnafugata, um nome famoso nas obras literárias

Por

Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someonePrint this page

O Leopardo (em italiano, Il Gattopardo), obra-prima de Tomasi di Lampedusa imortalizada no cinema por Luchino Visconti, narra a história de uma família aristocrática siciliana do século XIX,  que se refugia no feudo de Donnafugata.  Por causa da homonimia com o castelo mencionado na obra de Lampedusa, são inúmeros os turistas desavisados que visitam o Castelo de Donnafugata com a ilusão de que se trata daquele de O Leopardo, sem saber que não são a mesma coisa.

Situado a cerca de 15km da cidade de Ragusa, no sul da Sicília, o Castelo de Donnafugata na verdade é um palácio, erradamente chamado de castelo, construído no século XVII. Tem quem diga que o castelo foi chamado assim por causa da fuga da rainha Branca I de Navarra (donnafugata, mulher em fuga), presa no castelo pelo conde Bernardo Cabrera, que queria se casar com ela e consequentemente se tornar rei e tem quem diga que o nome deriva da expressão árabe Ayn as Jafat (Fonte da Saúde), que em dialeto siciliano virou “Ronnafuata”, e então Donnafugata”, versão mais aceita dos fatos, visto que o episódio da fuga da rainha ocorreu antes da construção do palácio.

Castelo de Donnafugata

O castelo de Donnafugata encontra-se em uma zona rural é está rodeado por campos bem verdinhos e pastos. É um ambiente tão bucólico que foi comprado por um barão em 1648 para fazer dele sua casa de campo. Ao longo das gerações, o palácio recebeu inúmeras reformas, a mais importante no final do século XIX que deu a ele a forma que possui hoje, com a fachada em estilo neogótico veneziano.

Castelo de Donnafugata

O palácio possui 120 cômodos, mas somente 20 deles podem ser visitados. Os ambientes são decorados com os móveis originais da época, tudo de um luxo incrível. É proibido fotografar o interior do palácio, por isso só pude fazer fotos externas, mas clicando aqui você poderá fazer o tour virtual dos principais cômodos, como o fantástico salão dos espelhos, a sala de bilhar, a sala da música e a pinacoteca.

Ao redor do castelo há um enorme parque de oito hectares, o qual possui algumas estruturas que serviam de diversão para os hóspedes do palácio, como grutas artificiais, uma capela, uma sala de café e até mesmo um labirinto! 

Um labirinto de verdade, de onde sair não foi nada fácil!

Um labirinto de verdade, de onde sair não foi nada fácil!

Enfim, mesmo não sendo o palácio onde foi filmado O Leopardo, vale a pena visitar o Castelo de Donnafugata se você se encontra em Ragusa ou nas cidades vizinhas.

Uma tal “Villa Donnafugata” também é citada no romance Um Certo Verão na Sicília, de Marlena de Blasi. Certamente a escritora se inspirou no nome do castelo para criar o lugar fictício onde é ambientada a história.
 
Informações úteis:

– O ingresso para o castelo+parque custa 8 euros (somente castelo € 6 e somente parque € 3). Maiores de 65 anos e menores de 18 pagam meia-entrada. Crianças até 6 anos não pagam;

– Horário de abertura: No período de 27/10 até 31/03, às quartas, sextas e sábados, das 9 às 13h, às terças, quintas e domingos, das 9 às 13h e das 14h45 às 16h30. No período de 01/04 a 26/10, às quartas, sextas e sábados, das 9 às 13h, às terças, quintas e domingos, das 9 às 13h e das 14h45 às 17h30;

– Na frente do castelo há lanchonetes e restaurantes. Em um deles comi muito bem (deliciosos pratos típicos de Ragusa) e paguei bem pouco. Na frente de cada um tem os cardápios que você pode ler e escolher qual mais o atrai.

 

Como chegar ao Castelo de Donnafugata

Atualmente o único modo de ir ao castelo é de carro. Mesmo existindo uma estação próximo ao castelo, não há trens ou linhas de ônibus que passam lá.

 

Reserve já seu hotel em Ragusa!*

* Se você acessa o site do Booking através da caixa acima e faz uma reserva, além de ter utilizado um dos sites mais confiáveis do mundo, ainda ajuda o blog com uma pequena comissão. E o mais importante: nenhum encargo é repassado para você!

 

Curta o blog no Facebook!

Assine nossa newsletter mensal e receba dicas da Sicília no seu e-mail!

Comente!

Veja mais