Dicas de Trapani

Dicas de Trapani: história e atrações da cidade do sal

Atualizado em

Trapani, localizada no noroeste da Sicília, é uma cidade costeira com um grande patrimônio ambiental. É também uma excelente cidade-base para conhecer aquela parte da Sicília, pois se encontra a poucos quilômetros de Erice, Marsala, San Vito Lo Capo, Scopello e Segesta, além de ter um porto de onde saem as embarcações para as Ilhas Égadi (Favignana, Marettimo e Levanzo) e para a ilha de Pantelleria.

A cidade foi fundada pelos Elímios, antes da queda de Tróia mas, segundo a mitologia, a deusa Deméter teria deixado cair uma foice, que teria se transformado em uma faixa de terra, originando por sua vez uma cidade chamada Drépanon (em grego, foice). Esta faixa de terra é onde se desenvolveu a cidade de Trapani.

Uma das maiores atrações de Trapani são suas salinas (daí o nome ‘cidade do sal’). A conformação geográfica da cidade e seu clima particular sempre fizeram de Trapani uma fábrica de sal, sendo desde a antiguidade a fonte de riqueza da cidade. Hoje em dia a produção de sal não é tão grande, mas a visita às salinas é imperdível.

20140420_185930
Panorama das salinas com ao fundo a Torre de Nubia, costruída no século XVI por ordem do governo espanhol para a defesa da costa siciliana

As salinas fazem parte da Reserva Natural Salinas de Trapani e Paceco, protegida pela WWF. Por ser uma das últimas zonas úmidas na rota das aves migratórias, é um ponto de parada de flamingos, garças e aves raras. O melhor período para observar as aves é entre os meses de março e maio e de agosto a setembro. Eu tive tanto azar e não vi nenhum flamingo sequer, mesmo tendo ido no final do mês de abril.

As salinas, sem flamingo algum para me fazer feliz, mas mesmo assim lindas.
As salinas, sem flamingo algum para me fazer feliz, mas mesmo assim lindas.

Mesmo sendo administrada pelo WWF, grande parte da reserva é propriedade de muitas empresas que atuam na extração do sal. Há até mesmo um hotel, um restaurante e o Museu do Sal, uma construção antiga que foi reestruturada e transformada em museu com objetos e ferramentas antigos utilizados na extração do sal. O museu estava fechado em pleno feriado, por isso não pude visitá-lo.

Montes de sal
Montes de sal cobertos por telhas durante a secagem
Dicas de Trapani
Museu do sal com seu moinho de vento

No centro histórico de Trapani é possível notar a mistura das diferentes culturas que dominaram aquela parte da Sicília. Não tem como não perceber a influência, principalmente da cultura árabe, nos edifícios e monumentos.

Dicas de Trapani
Igreja de Santo Agostinho – Contruída no século XIV, esta igreja no período dos Templários era dedicada a São João Batista, mas em um período sucessivo foi confiada à Ordem dos Agostinianos, que ali fundou um convento.

Dicas de Trapani

As principais ruas do Centro Histórico são fechadas para o trânsito. É possível passear tranquilamente e parar para tomar uma taça de vinho nas várias enotecas e barzinhos charmosos da área.  Como não sou de ferro, entrei na loja de uma famosa vinícola da região, a Adragna, para degustar uma taça de vinho, mas acabei saindo de lá com duas garrafas. Os vinhos são armazenados em barris e é possível comprá-los por litro.

 

Outras dicas de Trapani

– Um museu interessante a ser visitado é o Museu Pepoli, um dos poucos no mundo a possuir uma vasta coleção de jóias e objetos feitos de corais. Nos séculos passados, os artesão que trabalhavam o coral produziram peças raríssimas para as famílias reais. O coral, assim como o sal, também foi uma imensa fonte de riqueza para Trapani;

– O couscous de peixe (cuscuz marroquino) é uma especialidade da região. Não deixe de saborear este prato, que pode ser encontrado em praticamente todos os restaurantes.

– A WWF oferece um serviço gratuito de visita guiada às salinas. Os guias da própria organização explicam as características da fauna e da flora das salinas, e como é efetuada a extração do sal. Para participar das visitas é preciso reservar antecipadamente no site http://www.wwfsalineditrapani.it/visite.htm. As visitas duram cerca de duas horas e acontecem às quartas, sextas e sábados.

Clique AQUI para ver preços e horários ou reservar o ferry de Trapani para Favignana!

 

Como chegar a Trapani

781px-Lokatie_van_Trapani_op_Sicilië

  • De carro: Trapani dista cerca de 100km de Palermo. De lá é só pegar a autoestrada A29 e seguir as indicações para Trapani.
  • De ônibus: Há linhas de ônibus tanto do aeroporto de Palermo quanto do centro para Trapani. A empresa é a Segesta Autolinee. Há ônibus também provenientes de Marsala, Agrigento, San Vito Lo Capo, etc. Saiba mais AQUI.
  • Com um transfer particular: Veja AQUI as opções de translado privativo do aeroporto de Palermo para Trapani.

Em Trapani também há um aeroporto, o Vincenzo Florio (Trapani-Birgi), que é atendido principalmente pela companhia low-cost Ryanair, a qual possui vôos de e para Roma, Pisa, Verona, Bolonha, Turim, Dublin, Frankfurt, Londres, Malta, Madri, etc.

 

Reserve já seu hotel em Trapani!*

* Se você acessa o site do Booking através da caixa acima e faz uma reserva, além de ter utilizado um dos sites mais confiáveis do mundo, ainda ajuda o blog com uma pequena comissão. E o mais importante: nenhum encargo é repassado para você!

ASICILIA5

Veja Também

Vinícola em Mazara del Vallo: Tenuta Gorghi Tondi

Atualizado em 19/10/2019Sempre que viajo pela Sicília procuro experimentar os vinhos locais. Sim, porque onde …

33 comentários

  1. Oi Patrícia, tudo bem?

    Estou indo agora em Setembro para Sicilia e estou super na dúvida se devo fica em Trapani ou Marsala como base para conhecer ao redor. Eu começo em Siracusa fico (2 dias), 1 dia em Agrigento, 2 dias em Trapani ou Marsala, 3 dias em Favignana depois faço base em Palermo ou San Vito de uns 4 dias para conhecer: Riserva Naturale dello Zingaro, Modello, Cefalu, etc, finalizo em Taormina com mais 3 dias. Você acha que está bom esse roteiro? Deveria incluir a ilha de Eolias? Fico em Trapani ou Marsala? Qual é mais interessante? Estamos fazendo um viagem para curtir praia e um pouco de centro histórico.

  2. Ola Patricia,

    Primeiramente gostaria de agradecer pelo seu carinho e atencao para com todos nos, viajadores de primeira viagem. Suas dicas sao muito valiosas. Obrigada de coracao. .
    Estive na Sicilia com meu filho a semana passada e retornarei no final do mes de agosto com meu pai..
    Meu filho e eu ficamos na regiao de Ragusa e, infelizmente, nao tivemos uma boa experiencia. Um calor que nao nos permitia se quer sair do carro. Na verdade, nao aconselharia ninguem a ir durante essa epoca de verao, pois segundo a minha opiniao, aproveitar um passeio significa tambem se sentir bem fisicamente. A Sicilia me pareceu um deserto com temperaturas muito elevadas. Eh sempre assim?

    Como ja tinha programado a viagem com meu pai para o final deste mes de agosto, nao poderei mudar a data.
    Desta vez, estava pensando em ficar na regiao de Taormina, o qual me pareceu mais bonita.
    Sera que voce poderia nos ajudar a montar um roteiro de 3 dias?
    Simples, bonito e tranquilo para o meu pai de 74 anos.
    Estarei com o carro e isso pode facilitar bastante, certo?
    Meu pai gosta de ver paisagens bonitas e o mar.
    Talvez entrar no lindo mar da Sicilia? Voce poderia nos sugerir uma praia legal, mais tranquila, onde podemos alugar as cadeiras?

    Um abraco
    Andrea

    • Patricia Kalil

      Olá Andrea,

      Infelizmente você escolheu os piores meses para visitar a Sicília – julho e agosto – obviamente se a sua ideia principal era fazer passeios pelas cidades e não ficar nas praias. O sul da Sicilia então… mais quente ainda! Agora imagine você, esse verão nem foi assim tão quente como outros que passei por aqui. Realmente são meses complicados para quem odeia o calor, como eu.
      No final de agosto também é quente, um pouco menos que em julho, mas as temperaturas ficam sempre por volta dos 30/32 graus. Te aconselho a escolher uma cidade de praia, como Taormina ou Cefalù, porque venta mais, amenizando o calor. Mas o problema todo é que “praia tranquila” é quase impossível encontrar em agosto! É um mês de altíssima temporada, férias dos italianos, então você pode imaginar…
      Cefalù seria menos cheia que Taormina, e também é praia de areia, talvez seria melhor para seu pai.

      Um abraço,

      Patricia

  3. Paulo César Machado

    Patrícia, estou adorando seu site. Planejo fazer uma viagem de um mês pela Sicília em julho/2019 e suas informações são primorosas. Muito obrigado. Penso em alugar um carro e dar uma volta pela ilha (irei em família: esposa e dois filhos (13 e 7 anos, em 2019)). Imagino ir de Alitália num vôo SP – Roma – Palermo. Uma pergunta: você acharia melhor fazer a volta na ilha, a partir de Palermo, no sentido horário (Palermo – Messina – Siracusa – Agrigento – Trapani – Palermo) ou no sentido anti-horário (Palermo – Trapani – Agrigento – Siracusa – Messina – Palermo)?
    Abração.
    Paulo Machado

    • Patricia Kalil

      Olá Paulo,

      O sentido é indiferente! Não muda nada. A única coisa que eu mudaria aí no seu roteiro é Messina, trocando-a por Taormina!

      Um abraço,

      Patricia

      • Obrigado, Patrícia. O roteiro está assim porque usei o critério das províncias. Na verdade, em termo de cidades, o roteiro será assim: Palermo-Cefalù-Lipari-Taormina-Siracusa-Noto-Agrigento-Trapani-Favignana–Palermo (roteiro montado com a preciosa ajuda do seu site). Abraço.

  4. Patrícia, deixa eu te perguntar uma coisa. Você saberia me dizer como é a estrada de Taormina para Agrigento? E depois de Agrigento para Trapani? Pensando em como ir de Taormina para Favignana com algum ” ponto alto” pelo caminho, já que meu voo da volta para o Brasil é saindo por Palermo e já ficarei dois dias lá. Pensei em parar em Agrigento, mas não sei se é o melhor a ser feito nesse deslocamento.
    Muito obrigada
    Carolina

    • Patricia Kalil

      Olá Carolina!

      A estrada para Agrigento (de Taormina ou de Palermo para Agrigento) só tem algumas complicações, porque está em obras já há algum tempo. Então você encontrará alguns desvios, mas eles são bem sinalizados.

      Não acho que valha a pena você fazer um desvio assim grande para ir a Agrigento, tornaria a sua viagem muito longa! No meio do caminho, exatamente no meio mesmo (rsrs) tem um outlet, se você quiser fazer compras. O Sicília outlet: Compras na Sicília: conheça o Sicilia Outlet Village

      Ainda, você vai passar praticamente dentro de Palermo. Pode dar um pulinho em Monreale ou em Mondello.

      Um abraço,

      Patricia

  5. Olá Patricia,
    é tranquilo ir do aeroporto de trapani para o centro da cidade? penso em fica um dia ai e pegar um trem ou onibus para palermo.Iria numa sexta feira e para palermo no sabado fim de tarde. Obrigada

  6. Sarah galvao

    ola!
    Sairei de Favignana no domingo pra ir para Taormina!
    Havia pensado em alugar um carro no porto e seguir para Taormina mas descobri que domingo avis e hertz estão fechadas na cidade. Sabe se há outra companhia que desse pra alugar no domingo no centro/porto?
    Para ir de Trapani pra Taormina de ônibus é muito complicado, certo?
    Não sei o que fazer!!!!

    • Patricia Kalil

      Olá Sarah,

      Quando se planeja um roteiro aqui na Sicília não estando de carro, é preciso antes de tudo verificar se as cidades são interligadas por transporte público. Trapani e Taormina não são! Ficam muito distantes, nas extremidades opostas da Sicília. Para ir de transporte público, você teria que primeiramente ir de Trapani a Palermo de ônibus (1h30 de viagem), depois pegaria um trem de Palermo a Taormina (4h mais ou menos). Este trem não é direto, tem que trocar em Catania. Então dá para perceber que é um deslocamento que levaria um dia inteiro.

      Realmente sendo domingo, que eu saiba ficam abertas somente as locadoras do Aeroporto. Mas o aeroporto de Trapani não fica muito distante do porto, você pode pegar um táxi para ir buscar seu carro lá. É a melhor solução na minha opinião. Te aconselho a reservar o carro antes, não deixar para o dia, porque ainda é alta temporada. Você pode ver os veículos disponíveis aqui: https://www.rentalcars.com

      Um abraço,

      Patricia

  7. Oi Patricia!quais ps lugares mais interessantes pra conhecer em Trapani?

    • Patricia Kalil

      Oi Simone,

      Em Trapani, o centro histórico e as salinas, como escrevi no texto. Mas as melhores coisas estão mesmo em seus arredores: Erice, Marsala, além da ilha de Favignana (se você vier no verão). Essas dicas você encontra aqui: Viajar para Trapani – Todas as dicas

      Um abraço,

      Patricia

  8. Paula nicolli

    Ola Patricia, vou com a familia para a Sicilia em Julho e chego por Catania, estou pensando em seguir direto para Trapani e fazer uma base lá para conhecer Favignana , e San Vito Lo Capo, mas só tenho um dia para cada , pois volto para fazer outra base em Ortigia para conhecer Taormina e a praia de San Lourenzo. Nossa intenção é curtir natureza e belas paisagens. O que vc acha ? Vai ficar muito puxado? Vamos alugar um carro e pensamos em deixá-lo nos parkeggios nos hotéis onde não houver estacionamento. Seria complicado ? Aproveito para dizer que seu blog virou uma referência em Sicília . Adoramos ! Abraços . Paula

    • Patricia Kalil

      Oi Paula,

      Eu acho que sim, que fica um pouco puxado. Imagino que você já esteja com os voos comprados, senão poderia chegar pelo aeroporto de Palermo, ou mesmo pelo de Trapani (dependendo de onde você vem, é um aeroporto pequeno e tem poucos voos), para poder otimizar o tempo. Considere que de Catania a Trapani são cerca de 4h de viagem de carro, então espero que você pelo menos tenha um dia dedicado a cada lugar sem contar o dia de deslocamento. É assim? Porque se for incluir o deslocamento, eu diria que não vale a pena.
      Visto o pouco tempo que você fica na Sicília, poderia sugerir de, ao invés de você cruzar a ilha para ir a Favignana, poderia aproveitar para explorar melhor a costa leste, não só as praias de San Lorenzo e Taormina, mas também outros lugares legais daqui, como o Etna e até outras praias da costa sul de Siracusa. Se você se hospedasse em Taormina, poderia até incluir um passeio de barco para as ilhas Eólias, que são magníficas!

      Enfim, ponha na ponta do lápis e veja se realmente vale a pena passar tanto tempo na estrada para aproveitar pouco Favignana e San Vito Lo Capo.

      Um abraço,

      Patricia

  9. pedro armandie

    Olá Patrizia,

    peço sua dica importante para alugar casa de temporada em Castelvetrano e/ou Triscina (Trapani), referente a documentos, depósito, despesas extras de água, luz, gás, etc., inclusas ou não no contrato de aluguel.

    o que é canone de televisione?

    Obrigado.
    Pedro.

    • Patricia Kalil

      Olá Pedro,

      O “canone di televisione” é a taxa anual de 100 euros que cada núcleo familiar tem que pagar pela posse de aparelhos de tv. A partir deste ano de 2016, esta taxa vem incluída nas contas de luz (que aqui na Itália são bimestrais), dividida em parcelas.

      Olha, eu não tenho nenhuma experiência com contratos de aluguel, visto que, felizmente, nunca tive que me ocupar pessoalmente disso, mas eu ajudo no que estiver dentro dos limites do meu conhecimento.

      Um abraço,

      Patricia

  10. Patrícia, parabéns pelo site!!

    Gostaria de saber se tem alguma recomendação de B&B em Trapani.
    Vamos fazer a cidade de base para visitar Erice, Marsala e outras cidades nos arredores. O que acha?

    Muito Obrigada!

    Larissa.

  11. Patrícia, obrigada pela atenção, mas me assustei com os preços de Taormina, a cidade que queria ficar mais tempo. Como estou viajando sozinha, para ficar bem instalada e com vista bacana, o custo seria muito grande. E para explora toda a ilha percebi que o carro seria ideal. Vou adiar a Sicilia para a próxima e, quem sabe, arranjar companhia.

    • Patricia Kalil

      Olá Jussara,

      Taormina é mesmo muito cara, principalmente nos meses de verão, mas há opções de B&B mais em conta, se não lá, na cidade vizinha Giardini Naxos. Outra opção é ficar em Catania, que custa bem menos. Mas de qualquer maneira eu te convido a dar uma lida nas dicas de roteiros aqui do blog, especificamente esse aqui (Viajando sozinha pela Sicília: o roteiro de Sílvia). É possível viajar sozinha e só com transporte público (desde que não encaixe no seu roteiro cidades do interior!).

      Um abraço,

      Patricia

  12. Pois é Patrícia, me sinto meio bicho do mato pq, apesar de dirigir bastante na minha cidade, não tenho coragem de alugar carro em país estranho e sozinha. Isso dificulta bastante a locomoção.
    Pensei em ficar primeiro em Palermo pq chego em Milão de um voo longo a partir do Brasil às 14:55. O voo direto para Trapani é cheio de conexões e bem mais caro que para Palermo. O voo sai de Palermo em torno de 19 horas e ainda me deslocar para Trapani fica muito cansativo.
    Existe voo direto para Catânia. Você acha que é melhor eu somente explorar o lado leste nessa viagem e deixar o oeste para outra vez? Muito deslocamento acaba tornando a viagem uma maratona. ´[E que as fotos de S.vito e Castellammare me conquistaram.
    Mais uma pergunta: É interessante ficar uns dias em Catânia ou Taormina tem transporte para os mesmos lugares?
    Estou querendo montar o roteiro para poder reservar os hotéis a preços melhores, assim como voos e trens.
    Muito obrigada pela sua atenção e boa vontade.

  13. Obrigada pela resposta Patrícia.Você diz no texto que Trapani é uma boa base. Seria boa idéia usá-la em vez de Palermo? Pelo que li no seu blog e em outras fontes, gostaria de visitar Castellammare, San Vito lo Capo e Favignana, apesar de outubro não ser época ideal para praia.
    Já vi passagem aérea para Palermo e é super barata, pensei em ficar uns dois dias e depois ficar em Trapani. De lá ir para Taormina e Catânia. Em Taormina queria ficar mais pq achei mais a minha cara e de lá fazer alguns passeios com a Viator.(os que tiverem saída em outubro).
    Posso abusar de você durante o preparo do roteiro? È a primeira vez na Itália e viajo sozinha, então vou usar todas as suas dicas.

    • Patricia Kalil

      Olá Jussara,

      Trapani é uma boa base para visitar S. Vito, Castellammare del Golfo e Favignana, além de Marsala! (Você pode ver aqui as tabelas com as empresas de ônibus: https://descobrindoasicilia.com/2014/06/sicilia-de-onibus-principais-linhas-interurbanas/)

      Vou só te alertar que para ir de Trapani a Taormina, você terá obrigatoriamente que ir a Palermo, então veja a possibilidade de inverter as cidades, indo do aeroporto de Palermo direto para Trapani. Para você ter uma ideia, para ir de Trapani a Taormina, você teria que: 1) Ir de Trapani a Palermo de ônibus; 2) Ir de Palermo a Catania de trem ou ônibus; 3) Seguir para Taormina de trem ou de ônibus. Como você pode ver, a viagem é longa.

      Pode perguntar tudo o que quiser na preparação do seu roteiro!

      Um abraço,

      Patricia

  14. Olá Patrícia!
    Terei 15 dias final de setembro/inicio de outubro e após muito pesquisar escolhi conhecer a Sicília (muito graças a seu blog).
    Só consegui milhas chegando e saindo por Milão. Daí preciso montar um roteiro para explorar as pequenas cidades que são o motivo da minha ida. Como base principal escolhi Taormina, mas quero também conhecer o outro lado da Ilha. Estarei sem carro e dependente do transporte público. Por isso não quero estabelecer mais que 3 bases. Gostaria de chegar por Palermo e voltar por Catania, mas li que Palermo é meio caótica e eu adoro pequenas cidades. De qualquer forma, chegarei à noite em Palermo, o que a torna uma base ideal. O que acha?

    • Patricia Kalil

      Olá Jussara,

      Mesmo chegando e saindo por Milão, comprando com antecedência você consegue voos com bons preços tanto para Catania quanto para Palermo.

      Palermo é uma das maiores cidades da Itália e não é “meio” caótica. É extremamente caótica! rsrs. No entanto, se você irá depender de transporte público, meu conselho é que prefira fazer base nas cidades maiores e principais, fazendo passeios de um dia para as menores. Digo isso porque o transporte público na Sicília não é o máximo e não há muitas opções de/para as cidades pequenas. Inclusive há alguns vilarejos onde só dá para ir de carro, mesmo sendo lindos e atraindo turistas.

      Assim, na hora de montar seu roteiro, verifique que as cidades que você vai querer visitar são bem servidas por transporte público.

      Um abraço,

      Patricia

  15. FELIPE ZERVELIS

    Olá, boa tarde
    estou indo para a região da Sicilia em agosto….. mas olha que complicação fui arrumar….
    comecei a pesquisar e descobri que a ilha é grande demais…. e os 6 dias que eu coloquei não dá pra muita coisa…
    vamos lá….
    chego dia 20 de agosto a noite…. gostaria de chegar por Palermo para ir a Trapani de carro na própria noite…
    21 – ir para Favignana (olha… esse lugar para ser o MELHOR da ilha.. é super contramão mas eu quero muito… a não ser que me provem o contrário).
    22 – ir para Taormina (sei que tem estrada e que eu chegaria lá depois do almoço mas a ideia seria essa)
    23 – ir para Siracusa depois do almoço
    24 – Siracusa
    25 – Ir para Catania
    26 – Catania e voo a noite para Malta !!!

    então.. o meu foco seria NATUREZA. lugares LINDOS. não sou de sair a noite e curto também visitar centros históricos mas entre uma coisa e outra, sem dúvida prefiro lugares paradisíacos ….
    Me dá uma luz. a única coisa q eu tenho comprada é o voo que sai de catania para malta no dia 26

    desde já agradeço

    • Patricia Kalil

      Oi Felipe!

      Se a sua preferência é ver paisagens e centros históricos, os lugares que você escolheu são perfeitos. O GRANDE problema é a quantidade de dias! 1 dia em Favignana… é muito, muito pouco (imagina que tô indo agora no fim do mês passar 3 dias lá e tô achando pouco rsrs). Mas se não tem outra solução, paciência!
      A única dica que posso dar é, visto que para ir de Trapani a Favignana você terá que voltar para Palermo, você pode fazer uma excursão saindo de Palermo para as ilhas. Assim pelo menos dá para otimizar o tempo e ver o máximo de coisas no menor tempo possível. Uma das excursões de Palermo para Favignana é essa aqui: https://www.partner.viator.com/pt/16191/tours/Palermo/Egadi-Islands-Day-Trip-from-Palermo/d4815-8726P1
      Outra dica ainda: em Trapani tem um pequeno aeroporto, mas só tem voos com a companhia Ryanair. Veja se também é viável para você chegar diretamente por lá, mas aí dependeria de qual aeroporto da Itália você provém.

      Um abraço,

      Patricia

  16. Patrícia, depois de ler seu post sobre Cefalu, fiquei ainda mais indecisa. Como você sugere não se locomover com o carro em Palermo, pensei em ir direto (de Trapani ou San Vito) até Cefalu, dormir lá e no dia seguinte voltar para Palermo e já devolver o carro na locadora. Porém, se eu mantenho Trapani e Cefalu e ainda incluo San Vito, minha viagem não ficará muito corrida? Entre Cefalu e San Vito, o que você sugere? Desde já agradeço imensamente a atenção e volto a dizer que o seu blog é, sem dúvida, a melhor fonte de informação sobre a Sicilia que encontrei. Parabéns!

    • Patricia Kalil

      Vanessa,
      Eu já imaginava que você incluiria um passeio a Cefalù, e na minha mente ele estava incluído em um dos dia que você passará em Palermo.
      Então, dá para ir tranquilamente a Cefalù de trem, saindo de Palermo. A cada hora sai um trem da estação central e a viagem dura 1h. Você pode escolher um dos seus dias em Palermo e fazer esse passeio.
      Outra sugestão que posso dar é: você, fica mais um dia com o carro em Palermo, não o entrega logo ao chegar à cidade, porque para ir a alguns lugares será necessário o veículo. O que eu não recomendo é circular de carro no centro, por causa da dificuldade de encontrar estacionamento. Assim, vc organiza seu roteiro de modo que os passeios no centro da cidade fiquem por último. Resumindo: no seu primeiro dia em Palermo você aproveita para conhecer os lugares mais distantes, como Monreale, a praia de Mondello, etc. No segundo, você pode ir a Cefalù, fazendo um bate e volta (são cerca de 70km, rodovia com pedágio de € 0,90). Depois, se quiser, entrega o carro.
      Coloque tudo na ponta do lápis e veja o que fica melhor para vocês!

      Qualquer dúvida que tiver, pode perguntar. Eu respondo com o maior prazer.

      Um abraço,

      Patricia

  17. Olá Patrícia. Parabéns pelo blog! Estou montando minha viagem pela Sicília para maio de 2016 e já li seu blog inteirinho. Chegaremos pelo aeroporto de Catania, seguiremos para Taormina (5 noites), depois para Siracusa (3 noites), Ragusa (1 noite), Agrigento (3 noites), Trapani (2 noites) e Palermo (5 noites). Em Trapani pensei em ir a Erice e no outro dia pegar um ferry até Favignana e passar o dia lá. Porém também li coisas legais sobre Scopello e Reserva Naturale dello Zingaro. Você acha que eu deveria substituir Trapani por Scopello, Capo San Vito ou Castellammare del Golfo para ao invés de ir a Favignana visitar a reserva dello Zingaro? Nesse caso, talvez fosse interessante reduzir um dia em Palermo, o que você acha?

    • Patricia Kalil

      Olá Vanessa!

      Apesar de maio não ser exatamente um mês de verão, acho que vale sim a pena conhecer San Vito Lo Capo. No seu lugar eu não excluiria Trapani, mas sim reduziria uma dia em Palermo (4 noites em Palermo são bem mais que suficientes!).
      Favignana é fabulosa!

      Um abraço,

      Patricia

Comente!