As Estradas do Vinho da Sicília

Atualizado em

Um modo bem diferente de conhecer a Sicília é através das rotas do vinho, principalmente se você for um entendedor, ou mesmo somente um apreciador, do néctar dos deuses. Atualmente na Sicília há 12 estradas do vinho que a cortam de norte a sul, de leste a oeste. São elas: a Estrada do Vinho Marsala, do Val di Mazara, do Erice Doc, do Alcamo Doc, do Monreale Doc, a do Percurso da Targa Florio, a Estrada do Vinho da Província de Messina, do Vinho do Etna, do Cerasuolo di Vittoria, do Val di Noto, a Estrada do Vinho e dos Sabores Castelli Nisseni e a das Terre Sicane. Enfim, são vinhos para todos os gostos.

 

A Estrada do Vinho de Marsala

Terras do Ocidente, como também é chamada, diz respeito justamente à parte da Sicília onde está situada esta rota. O Marsala, um vinho fortificado, é um ícone da enologia italiana. A rota do Marsala atravessa os pontos mais importantes, tanto da sua história quanto da sua produção atual. De um lado o mar, do outro os antigos estabelecimentos, como o do inglês John Woodhouse, criador do Marsala, e a vinícola Florio, passando por vinhedos e adegas, onde é possível degustar e comprar vinhos e produtos típicos da região. É possível visitar as seguintes vinícolas: Florio, Rallo, Lombardo, Donnafugata, Baglio Fici, Pellegrino, Allagna. Em algumas delas é necessário reservar, clique nos links para obter mais informações, inclusive o horário das visitas.

 

Estrada do Vinho Val di Mazara

Localizada no extremo oeste da Sicília, esta rota vai das colinas da cidadezinha de Salemi, até o mar, passando por cenários ricos de belezas naturais e também  marcados pela colonização de fenícios, gregos, árabes e normandos. Os vinhos produzidos no Val di Mazara são os seguintes: Delia Nivolelli, Marsala, Grillo, Cataratto, Damaschino, Inzolia, Grecanico, Nero d’Avola e Pignatello.

Saiba como foi minha experiência na vinícola Gorghi Tondi em Mazara del Vallo!

 

Estrada do Vinho Erice D.O.C

Esta rota inclui Erice (um dos burgos mais bonitos da Itália), passando por Trapani, com suas salinas, pelo sítio arqueológico de Segesta e as praias paradisíacas de Scopello, Castellamare del Golfo e San Vito Lo Capo. Fazem parte da Estrada do Vinho Erice Doc as vinícolas Fazio, Adragna, Ericina, Primavera e Barone di Serramarrocco.

 

Alcamo D.O.C

Alcamo fica a 65km de Palermo e junto com outros municípios vizinhos, compõe a Estrada do Vinho Alcamo D.O.C. No castelo de Conti di Modica, em Alcamo, se encontram o Museu do Vinho e a Enoteca Regional da Sicília Ocidental. Entre os principais vinhos, estão o Alcamo Bianco, o Bianco Spumante e Vendemmia Tardiva.

 

Monreale D.O.C.

Abrange a Província de Palermo, incluindo, entre outras as cidades, Piana degli Albanesi (famosa pelos cannoli), Corleone e, obviamente, Monreale, conhecida por sua catedral. Entre os vinhos da região, estão o Contea di Sclafani, o Contessa Entellina e o Monreale Doc.




Estrada do Vinho da Província de Messina

Esta rota abrange um território vasto, incluindo  também as Ilhas Eólias, e se subdivide em três percursos: o Faro, que abrange a cidade de Messina e as colinas ao seu redor; o Mamertino (também chamado vinho do imperador, pois era o preferido do imperador romano Júlio César), do qual faz parte a cidadezinha litorânea de Milazzo e as cidades vizinhas banhadas pelo Mar Tirreno, na parte norte da Sicília; e o Malvasia delle Lipari, que está localizado no Arquipélago das  Eólias e inclui as ilhas de Lipari, Salina e Filicudi.

 

Estrada do Vinho do Etna

Como o nome já diz, esta rota circunda o vulcão Etna e abrange as cidadezinhas situadas nas suas encostas, como Piedimonte Etneo, onde há um museu do vinho, Bronte, a cidade do pistache, e Nicolosi, conhecida como a Porta do Etna, por se localizar exatamente na metade do caminho entre o vulcão e mar. Entre uma cidade e outra existem várias vinícolas, grandes e pequenas, até mesmo de fundo de quintal, onde é possível degustar os tintos Nerello Mascalese e Nerello Cappuccio ou brancos, como o Caricante, o Cataratto e o Minnella.

É possível visitar várias vinícolas do Etna, por exemplo a Barone di Villagrande, localizada em Milo, a Gambino em Linguaglossa, a Benanti em Viagrande.

 

Estrada do Vinho Cerasuolo di Vittoria

Aqui estamos entre o sul e o centro da Sicília. Esta rota abrange principalmente o território banhado pelo mar Mediterrâneo, e cidades como Ragusa, Caltagirone, famosa por suas cerâmicas e as zonas mais internas e rurais da Sicília. Na cidade de Vittoria, que fica a 25km de Ragusa, encontra-se o castelo Collona-Henriquez, que desde 2010 abriga a sede da Associação Estrada do Vinho Cerasuolo di Vittoria e onde é possível visitar a enoteca e o wine bar.

 

Estrada do Vinho do Val di Noto

Declarada Patrimônio da Humanidade pela Unesco, a área do Val di Noto é famosa pela sua arquitetura em estilo Barroco, tanto que a cidade de Noto também é conhecida como a capital do barroco siciliano. Localizada no sudeste da Sicília, esta rota vai de Siracusa até a ponta mais a sul da região, Portopalo di Capo Passero, passando por Avola, famosa por suas amêndoas. É um percurso que abrange um dos litorais mais bonitos da Itália e os vinhos desta área são o Moscato de Siracusa, o Moscato de Noto, o Eloro D.O.C e o Noto D.O.C, que inclui o Nero D’Avola, a casta mais cultivada na Sicília.

 

Estrada do Vinho e dos Sabores Castelli Nisseni

Esta rota se encontra no coração da Sicília, longe do mar e do turismo de massa, por isso é um mergulho nas tradições sicilianas. Conhecer o interior da Sicília, com suas paisagens rurais é quase como fazer uma viagem ao passado. Localidades como Piazza Armerina, com a sua Villa Romana, o castelo de Sperlinga e o sítio arqueológico de Morgantina fazem parte da Estrada do Vinho e dos Sabores Castelli Nisseni. Os vinhos característicos desta rota são o Contea di Sclafani, o Riesi e o Cerasuolo di Vittoria.

 

Estrada do Vinho Terre Sicane

Localizada no sudoeste da Sicília, esta rota abrange um dos territórios mais interessantes no que diz respeito à vitivinicultura, onde são produzidos vinhos de alta qualidade por vinícolas conhecidas no mundo inteiro, como a Planeta, que possui uma adega na cidade de Sambuca di Sicilia, a Settesoli e a Donnafugata, além de outros produtores renomados como a Feudo Arancio. Enfim, ao todo fazem parte da Estrada do Vinho Terre Sicane 18 vinícolas. Entre os vinhos produzidos na região, destacam-se os brancos Inzolia, Grecanico, Chardonnay e Cataratto, e os tintos Nero d’Avola, Cabernet Sauvignon, Merlot Syrah e Nerello Mascalese. Na cidade de Menfi, localiza-se a Enoteca Strada del Vino Terre Sicane.

 

ASICILIA5

Veja Também

corrado assenza caffé sicilia noto

Caffè Sicilia em Noto: a confeitaria do mestre Corrado Assenza

Atualizado em 29/11/2018O mestre confeiteiro Corrado Assenza é uma verdadeira instituição na Itália e seu …

29 comentários

  1. Patrícia, esses agriturismos que você indicou produzem vinhos e oferecem degustação?
    Obrigada mais uma vez.

    • Patricia Kalil

      Oi Tatá,

      Que eu saiba esses agriturismos não produzem vinhos e nem oferecem degustações. Se você quer fazer uma boa degustação de vinhos, minha sugestão é que você escolha uma vinícola (em italiano, cantina) para isso. Nos agriturismos você pode ir almoçar, mas eles não oferecem degustações como acontece nas vinícolas.

  2. Obrigada mais uma vez Patrícia.
    Você tem um email particular para me passar para assuntos extra blog?
    Beijos

  3. Oi Patricia, pode ser próximo a Palermo, Agrigento, Noto, Siracusa ou Taormina. Obrigada.

  4. Obrigada Patrícia. Vou dar uma olhada no seu post.
    Você sabe indicar algum hotel de Agriturismo na Sicília?
    Obrigada novamente, beijos.

  5. Olá Patrícia, tudo bem?
    Você sabe me dizer com quanta antecedência preciso agendar a visita a uma vinícola?Alguma delas oferece opção de almoço e degustação de vinhos ?
    Sobre as vinícolas da Região do Etna, qual você recomenda?
    Obrigada.

    • Patricia Kalil

      Oi Tatá, o agendamento das visitas depende muito da vinícola, mas acredito que a maior parte delas exija pelo menos 1 ou dois dias antes.

      Eu recentemente visitei a vinícola Gambino no Etna e simplesmente amei. Gostei tanto que escrevi um post sobre ela, veja: Visitando uma vinícola no Etna: Gambino

      Um abraço,

      Patricia

  6. Cristiane Arruda

    oi Patricia!
    fiquei com vontade de conhecer a Estrada do vinho Val di Noto e parar em algumas vinícolas … Você sabe se tem agência que faz esse tipo de passeio?
    Obrigada!
    Cris

    • Patricia Kalil

      Oi Cristiane!

      Infelizmente não conheço nenhuma agência que faça esse tipo de passeio e o pior é que as vinícolas daquela área não são de fácil acesso, mesmo de carro. É preciso ter um bom navegador!
      Se você quiser um passeio em vinícolas aqui na Sicília, te aconselho a fazer um tour ao Etna que inclua parada para degustação de vinhos. Neste caso, há várias opções!

      Um abraço,

      Patricia

  7. Oi, Patrícia!
    É possível ir por conta própria de carro para o Etna? E chegando lá comprar os tickets pro teleférico?
    Obrigada

    • Patricia Kalil

      Oi Claudia!
      Sim, claro que é possível ir de carro ao Etna. Dirija até a localidade chamada Rifugio Sapienza, na cidade de Nicolosi. A poucos metros do estacionamento se encontra o teleférico.
      Um abraço,
      Patricia

  8. Ana Cristina

    Oi Patrícia!
    Estou de volta com milhas perguntas! Rs
    Para começar, desisti das ilhas Eólias! Tem razão, elas merecem mais do que um dia corrido!
    Ficaremos 6 noite no Villa Carlotta e acho q ficaremos de carro. Um dia será para Agrigento, um Etna e talvez um para Siracusa…. Dois e 1/2 para Taormina. Acho q ficou melhor!

    Minha duvida ainda em relação ao Etna. Fiz contato com a Etna express, mas eles só saem de Catânia. Vc tem alguma empresa para indicar?
    Outra coisa, vale a pena subir a 3000mts? A maioria diz q não faz esse trecho, que tem que contratar um especialista. Fiquei até com medo!
    A única que vai, que tenha encontrado, é a Viator. Vi que tem link para eles.
    Pedi também orçamento para Scicily4you, mas não responderam! Vou tentar novamente. Queria associar a rota dos vinhos.
    Há diferença entre a subida norte e sul? Tem uma melhor?

    Mais uma vez obrigada!

    Abraços, Ana

    • Patricia Kalil

      Oi Ana!

      Sim, seu roteiro está bem melhor assim!
      Justamente ontem um meu leitor me indicou a EtnaTribe. Ele fez a excursão com a família até 3000m e adorou. Olhei no site deles e vi que saem também de Taormina (veja aqui). Na minha opinião vale a pena sim ir até 3000m, mas nem todo mundo tem essa curiosidade e se acontenta muito bem dos 2500. Além dessa empresa, a minha indicação seria a Viator, como você mesma citou.

      Você mandou uma mensagem para a Sicily4You através do formulário aqui do blog? Porque quando os leitores escrevem para eles através do blog, chega uma cópia para mim e eu não recebi nenhum email seu. Tente novamente, mas já te digo que eles provavelmente só vão até o Rifugio Sapienza (2000m).

      A diferença entre a subida norte e sul é que, se não me engano, a norte prevê um extenso percurso de trekking. A sul é aquela com teleférico e, portanto, a melhor e mais usada.

      Um abraço,

      Patricia

  9. Ana Cristina

    Olá Patrícia,
    Já fiz um contato antes, ao qual me respondeu prontamente, por isso resolvi abusar um pouco!
    Fechamos as datas, e optamos por ficar apenas em Taormina já que teremos 6 noites e não queria fazer uma viagem muito corrida. A ideia é deixar Palermo para outra viagem! Iremos em Setembro e estaremos vindo da Costa Amalfitana. Entramos e saímos da Scicilia pelo aeroporto de Catânia.
    Teremos 5 1/2 dias (7-13/9/15) o roteiro inicialmente seria: 1 1/2 dia em Taormina, fora todas as noites, 1 dia para as ilhas Eolias (em excursão), 1 dia ao Etna, 1 dia rota de vinho (por isso acabei postando aqui!) e 1 dia Catânia / Siracusa.
    Mas já estou achando muito!
    Dúvidas:
    1. Que rota de vinho escolher? Estaremos de carro neste dia.
    2. Queria muito ir a Agrigento, de carro, é viável? Aí trocaríamos por algum passeio.
    3. Para ir ao Etna, carro ou excursão? Podemos pegar uma excursão lá próximo para fazer a cratera? Ou melhor já sair do hotel? Pq tinha pensado em fazer as vilas do Etna.
    4. A divisão de dias está boa?

    Aceito mudanças no roteiro!
    Desde já obrigada pelas ajudas!

    Bjs Ana

    • Patricia Kalil

      Olá Ana!

      Que bom saber que já tá com a viagem programada! Achei seu roteiro bem tranquilo, minha única dúvida é sobre a excursão às Eólias, pois visto que você vem na metade de setembro, tenho algumas dúvidas se ainda saem excursões de Taormina naquele período. Provavelmente sim, só não tenho como te dar certeza absoluta.

      Em relação à rota do vinho, visto que você ficará em Taormina, a única viável é aquela dos vinhos do Etna. Minha dica é que vocês unam a excursão ao Etna à visita a uma vinícola de lá. Muitas agências já vendem esse tipo de pacote, mas se você quiser ir por conta própria também é tranquilo. No entanto, você teria que agendar a visita com alguma vinícola antes. Se você subir ao Etna por conta própria, lá mesmo poderá contratar um guia. Por questão de comodidade, eu te sugiro já sair do hotel com a excursão (Crateras + vinícola).

      Caso você faça como eu falei, unindo o passeio ao Etna à visita à vinícola, sobraria um dia para ir a Agrigento. Dá para fazer o passeio, porém tenha em mente que a viagem de Taormina para lá dura cerca de 2h30/3h (depende da velocidade de quem dirige), então você teria que sair cedo para conseguir aproveitar bem. São necessárias no mínimo outras 3 horas para visitar o Vale dos Templos. É um passeio cansativo, mas vale super a pena.

      Espero ter ajudado e se tiver mais dúvidas, pode perguntar!

      Um abraço,

      Patricia

      • Ana Cristina

        Oi Patricia,

        Obrigada pelo retorno! Você, como sempre, me ajuda muito!

        Já decidimos, vamos encarar a jornada a Agrigento!
        Se tiver alguma indicação de cidade ou local no caminho que valha a parada para conhecer e/ou almoçar agradeço! Assim pode ser que fique menos cansativo, pensei em ir a praia por lá depois da visita e sair por volta de 16h para Taormina, o que acha?
        Depois volto para contar como foi!
        Só mais uma coisa, se não tiver o passeio as Eólias saindo de Taormina, posso me dirigir direto ao porto e contratar algum passeio por lá? Ou vc acha melhor deixar para a próxima? Sabe de alguma empresa que faça o passeio?

        Muito Obrigada!
        Parabéns pelo seu blog, realmente fantástico!

        Abraços, Ana

        • Patricia Kalil

          Oi Ana!

          Meu conselho é que, no dia do passeio a Agrigento, vocês saiam cedo de Taormina (no máximo às 7h) e não parem em lugar nenhum! A parte cansativa não é a estrada, mas a combinação Vale dos Templos + praia. A propósito de praia, já ouviram falar em Scala dei Turchi? https://descobrindoasicilia.com/2014/07/scala-dei-turchi-falesias-brancas-e-um-infinito-mar-azul/
          Voltando de Agrigento para Taormina, aí sim vocês podem até parar em algum lugar. No caminho, vocês passarão pelo Sicilia Outlet, se quiserem parar lá para fazer umas comprinhas… Parar em uma cidade não aconselho, até porque não é que haja uma cidade na beira da estrada, vocês teriam que fazer um bom desvio.

          Em relação à excursão às Eólias, dei uma pesquisada rápida na Internet e vi que os barcos não saem do porto de Taormina, mas há um transfer que leva as pessoas até o porto de Milazzo (cidade de onde realmente saem todos as embarcações para as Ilhas Eòlias. Encontrei essa agência, por exemplo> http://www.sicilylegend.com/isole-eolie-excursion/, você pode escrever para eles e pedir mais informações. Caso prefira ir para o Porto de Milazzo por conta própria, encontrei essa que faz os passeios até setembro: http://www.minicrociereisoleeolie.com/. Caso obtenha respostas negativas por parte das agências, o melhor mesmo será deixar as ilhas para outra vez, até porque elas merecem bem mais do que um passeio rápido! 🙂

          Um abraço,

          Patricia

          • Ana Cristina

            Oi Patricia,
            Andei meio enrolada e demorei a responder! Mas não poderia deixar de passar aqui para agradecer a resposta!
            Muito obrigada mais uma vez!
            Agora é trabalhar no roteiro e se precisar chamo de novo!

            Abraços, Ana

  10. Oi! Terei o mês de maio para visitar a Sicilia e gostaria de fazer um giro pelo ilha, em sentido anti-horário. Poderia me ajudar a escolher as principais cidades e tempo em cada uma delas? Super obrigada! Abraço, Marta

    • Patricia Kalil

      Olá Marta!

      Pode deixar que ajudo sim!
      Meu conselho é que você chegue por Palermo, iniciando ali sua viagem. Palermo é uma boa base para visitar Cefalu e Castellammare del Golfo, por exemplo. Depois dali, seguindo na direção oeste, você pode escolher Trapani como segunda base (e de lá visitar Erice e San Vito Lo Capo, Marsala). A próxima base seria Agrigento, então Ragusa, Siracusa. Por fim, Taormina, base perfeita para visitar o nordeste da Sicilia. Sua viagem terminaria em Catania, de onde você poderia pegar o vôo de volta.
      Não sei quanto tempo você terá disponível, mas outros leitores que já deram a volta na Sicília passaram de 15 a 20 dias por aqui. A quantidade de dias influencia muito na quantidade de cidades-base que você terá que escolher.
      Espero ter ajudado, e se tiver mais dúvidas,, não hesite em perguntar!
      Um abraço,
      Patricia

      • Obrigada querida! Suas sugestões vieram ao encontro do que tinha imaginado. Por enquanto tenho três semanas, com a esperança de conseguir ficar quatro pela ilha. Sonho antigo merece ser vivido com calma, não é mesmo? Abraço e ótima semana! Marta

  11. Sandra Donato

    Olá Patricia! Pretendo passar 10 dias na Sicília em Maio e gostaria de uma sugestão sua. Qual a cidade mais indicada para ficar como “base ” e fazer viagens ? Estarei com carro.
    Obrigada,
    Sandra

    • Patricia Kalil

      Oi Sandra!

      Para indicar melhor, precisaria saber por qual parte da Sicília você quer viajar. Se você chegar e sair por Catânia, por exemplo, acho que você poderia escolher pelo menos uma três ou quatro cidades, como Siracusa, Taormina, Ragusa e Agrigento. Se, ao invés, desejar conhecer Palermo e noroeste da Sicília, aí as coisas mudam. A Sicília é muito grande e tem bastante coisa para ver. Dar uma indicação genérica assim fica um pouco complicado para mim :). Dá uma olhadinha aqui no blog e veja que cidades mais te atraem, que tipo de atrações prefere ver: praias? sítios arqueológicos? arquitetura?

      Um abraço,

      Patricia

  12. Patricia, essa Estrada do Vinho do Etna é um passeio fechado? Existe alguma empresa que voce indique?

    • Patricia Kalil

      Oi Milena,

      As estradas do vinho são zonas de produção de vinho, onde se encontram vinícolas. Se você quiser visitar uma vinícola do Etna, pode ir sim com um passeio. Para passeios particulares, indico a Sicily4You (que é nossa parceira e vc encontra o link no menu do blog ). Já passeios em grupo, tem várias agências que fazem. Uma delas, talvez a mais famosa, é essa: http://www.etnaexperience.com/excursions/Etna-Wine-Tour.html

  13. Adoro o Marsala!!! Ja bebi os da area do Etna e da ultima vez que fui na Sicilia, provei o Monreale DOC, mas o Marsala… humm… Passito de Pantelleria… humm…

Comente!