Logo

ilha de Pantelleria

Ilha de Pantelleria: dicas práticas para planejar a sua viagem

Por

Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someonePrint this page

Lá no meio do Mediterrâneo, entre a Sicília e a Tunísia, fica uma ilha negra, linda, selvagem, a ilha de Pantelleria. Quase um pedaço de África que fala italiano.

 

Isso mesmo, Pantelleria dista apenas 70km de Kelibia, na Tunísia, menos do que a distância da ilha para a Sicília, que são 110km. E a proximidade geográfica com a África se nota em cada canto de Pantelleria. Zighidì, Bugeber, Mueggen, Buccuram, Gadir, esses são os nomes de alguns bairros de Pantelleria, nomes claramente árabes, que depois que começamos as percorrer as estradas da ilha, nos vão se tornando sempre mais familiares.

 
Dica: Leia o lindo texto de Deyse sobre Pantelleria no Itália para Brasileiros!

Quando ir à ilha de Pantelleria

Sendo tão perto da África, Pantelleria tem temporadas de sol e relativo calor muito longas (do fim de abril a outubro, às vezes novembro). Em Agosto, pico da alta temporada, os preços de hospedagem e passeios são quase o dobro dos valores normais.

 

Assim, o melhor período para conhecer Pantelleria é de maio até a primeira semana de julho e os meses de setembro a outubro. Eu a visitei em Agosto porque não tive outra saída, mas estava consciente que era altíssima temporada. A ilha não estava lotada, como acontece em Lampedusa ou Favignana, mas fazia muito calor e tudo era mais caro.

 

Também é possível visitar Pantelleria no inverno porque a ilha é habitada o ano inteiro, mas nem todos os hotéis ficam abertos e, claro, estará frio. O proprietário do dammuso onde fiquei me contou que há pessoas que viajam para lá no inverno e inclusive aproveitam as piscinas naturais de águas mornas. Quando eu tiver uma experiência dessas, de visitar Pantelleria no inverno, contro para vocês.

Onde ficar em Pantelleria

Ao procurar hospedagem em Pantelleria, você vai notar que muitas delas intitulam-se "Dammuso" ou "Dammusi". O dammuso é a habitação típica de Pantelleria, casas de origem árabe que se tornaram o emblema da ilha, com paredes bem grossas feitas de pedra lávica escura, pintadas de branco e com uma cúpula no teto. Esta cúpula tinha uma função fundamental: direcionar a água da chuva através de calhas que levavam até uma cisterna subterrânea. Em uma ilha onde chovia tão pouco, não se podia desperdiçar nem uma gota!

Meu dammuso em Pantelleria

Dito isso, a minha dica é que você deixe para lá os hotéis tradicionais e se hospede em um dammuso ou em um hotel que tenha sido obtido a partir das construções típicas! A maior parte dos dammusos viraram apartamentos de temporada. Eu me hospedei no Dammusi Villa Giò e adorei. Trata-se de uma propriedade onde há 3 dammusos, dois grandes e um pequenininho. Além do lugar ser lindo, eu gostei particularmente da localização: perto do centro, das praias mais bonitas e do aeroporto.

Dammusi Villa Gió

A propósito de localização, preste sempre atenção na hora de reservar hospedagem em Pantelleria. A ilha é grande e é dividida em várias "localidades", como se fossem bairros, algumas delas são: Niká, Campobello, Scauri, Gadir, Mursía, Bukkuram, Kaddiuggia.

 

Eu fiquei na localidade Campobello, entre o centro de Pantelleria e o Lago di Venere e achei perfeita, com a tranquilidade do campo, perto do mar, mas ao mesmo tempo destacada da confusão do centro da ilha. Ressalto que é no centro que ficam os dois únicos postos de gasolina da ilha, os supermercados, o banco, a maior parte dos bares, restaurantes, etc. No entanto, mesmo concentrando todos os serviços, o centro de Pantelleria não é muito bonito, eu não ficaria em um hotel situado lá se estivesse buscando uma estadia tranquila.

Como chegar a Pantelleria

O melhor modo de chegar a Pantelleria é de avião, embora os vôos que partem da Sicília não sejam assim tão baratos. O aeroporto da ilha é servido também por alguns aeroportos italianos, mas os voos mais freqüentes são dos aeroportos de Palermo e de Trapani, com a companhia Mistral Air, que é a única companhia aérea que oferece serviço durante todo o ano para Pantelleria. As tarifas para o voo de 45 minutos são normalmente de 140 € ida e volta, independentemente do período.

O avião da Mistral no aeroporto de Pantelleria.

Para quem pretende visitar Pantelleria a partir de outras cidades da Itália, há voos durante o verão a partir de Veneza, Turim e Bérgamo com a Volotea e a partir de Roma e Milão com a Alitalia.

 

Você também pode chegar a Pantelleria pelo mar a partir do porto de Trapani.  Há ferries da Siremar de Trapani para a ilha durante todo o ano (embarca veículos) e a viagem leva de 6 a 7 horas. De junho a setembro há também os barcos rápidos (aliscafo) da Liberty Lines e a viagem dura cerca de 2h10min.

Transfers privativos

para o aeroporto de Palermo, porto e aeroporto de Trapani

Como se locomover em Pantelleria

Alugar um scooter ou um carro é essencial para a Pantelleria. Devido às estradas íngremes e ásperas, para não mencionar a exposição constante ao sol e aos ventos e a falta de iluminação nas estradas à noite, alugar um carro ou um scooter é uma ideia melhor do que alugar uma bicicleta (houve trechos em que o scooter de 50cc já fez um esforço enorme para subir, imagina então você de bicicleta. Vai por mim!). Além disso, a ilha é grande e algumas distâncias são consideráveis, impossíveis de se fazer a pé.

 

Eu reservei pela internet com a Policardo, que era quem tinha a maior frota e ótimos preços (havia contatado outras agências antes, mas não tinham mais veículos disponíveis. Era agosto!). Pagamos pouco mais de 20 euros pela diária, um valor ótimo considerando que vi agências pedindo até 50 euros pela diária de um scooter. Pesquise bem antes! Retiramos e entregamos o scooter no aeroporto, mas a Policardo também tem um escritório no centro, perto do porto.

Também é muito comum encontrar para alugar esses "bugues", o antigo Méhari da Citroen.

A ilha também tem um serviço de ônibus limitado e pouco confiável, com todas as linhas que partem da Piazza Cavour no centro de Pantelleria. Em teoria, os ônibus atendem a maior parte da ilha, mas eu não gostaria de depender de transporte público em Pantelleria para o meu passeio. Imaginem só ter que ficar sob o sol escaldante do verão, esperando um ônibus que você não sabe quando vai passar!

 

Algo que eu achei muito bacana é que a maior parte dos hotéis e dammusos buscam e levam os hóspedes gratuitamente no aeroporto ou no porto. Quando reservamos a hospedagem , o proprietário da casa ou um funcionário do hotel entra em contato para saber o horário de chegada do voo ou do navio.

Onde e o que comer em Pantelleria

Um mar deslumbrante, belas paisagens, para tudo ficar ainda melhor só faltava boa comida e vinhos maravilhosos. E isso Pantelleria também tem!

 

Estaria contando uma grande mentira se dissesse que decidi ir a Pantelleria por causa das praias... :). O motivo principal da minha viagem era ele, o único, o maravilhoso Passito de Pantelleria.

 

Para quem ainda não conhece o Passito de Pantelleria, tem um texto ótimo sobre ele no Itália para Brasileiros. Veja AQUI.

Pois bem, por ser uma ilha, Pantelleria poderia ter uma culinária baseada essencialmente em peixes e frutos do mar, mas, mais uma vez, a "Filha do Vento" (o apelido que os árabes deram à ilha) nos surpreende. A agricultura e a viticultura são as atividades mais populares e entre os vegetais cultivados, sem dúvida são as alcaparras, óregano e azeitonas aqueles que mais se destacam. As alcaparras de Pantelleria talvez sejam as melhores do mundo, são apreciadas em toda a Itália e estão presentes na maior parte dos pratos.  O pesto típico de Pantelleria, por exemplo, é feito principalmente de alcaparras, com um punhado de orégano local.

Uma planta de alcaparras e a belíssima flor dela. Há pés de alcaparras por todos os lados em Pantelleria!

Enfim, o que quer que cresça na ilha, mais cedo ou mais tarde, você encontrará na sua frente nos pratos servidos nos restaurantes, então por que não viver Pantelleria também através de sua comida? Estes são alguns pratos que você não pode deixar de experimentar:

 

  1. Insalata Pantesca: Uma salada deliciosa servida tanto como entrada quanto como acompanhamento. Há várias versões, mas a receita original usa poucos ingredientes: batatas cozidas, tomates, azeitonas verdes, alcaparras, orégano e uma cebola que os locais chamam de cavuli. Alguns adicionam tomates seco ou queijo fresco. É um prato perfeito para comer no verão.
  2. Pesto Pantesco: O pesto típico de Pantelleria não tem nada a ver com aquele à base de manjericão que a gente conehce. Este é feito com tomates picados frescos, alcaparras, amêndoas, um pouco de manjericão e salsinha, alho, orégano e azeite. Também é fácil encontrá-lo nas delicatessens e por isso dá para levar para casa.
  3. Couscous Pantesco: Não vá embora de Pantelleria sem provar o cuscuz de semolina típico da ilha. Mais uma vez, é diferente daqueles encontrados em outros lugares da Sicília e é preparado com peixe, caldo de peixe e vegetais fritos.
  4. Ravioli alla Pantesca: Um prato típico que você vai encontrar praticamente em todos os restaurantes. Recheado como ricota e hortelã, os raviolis são servidos com um pouco de molho de tomate. Há também uma versão com sálvia e manteiga.
  5. Bacio Pantesco: Enfim, um doce! O bacio pantesco ficará marcado para sempre na minha memória, tamanha a gostosura. Trata-se de uma massa frita bem crocante e leve, recheada com ricota e pedacinhos de chocolate. Comi bacio pantesco todos os dias em que estive em Pantelleria, não conseguia resistir!

O bacio pantesco. A forma da massa lembra uma flor.

 

Onde comer em Pantelleria

Todas essas delícias que citei acima, e muitas outras, podem ser saboreadas nos diversos restaurantes de Pantelleria. Os lugares que eu mais gostei foram:

  • Emporio del Gusto: Uma enoteca, delicatessem e um ótimo lugar para tomar um aperitivo. Lá é fácil encontrar praticamente todos os vinhos produzidos em Pantelleria e eles servem uma tábua de queijos locais divina.
  • Le Cale: Meu restaurante preferido em Pantelleria. Tem uma vista linda para o mar, ambiente descontraído durante o dia e romântico à noite. Perfeito para um jantar romântico.

 

 

Pantelleria é diferente de todas as outras ilhas da Sicília, é dramática, suave, às vezes inquietante, mas docíssima como as uvas que produz. Você realmente deveria considerar colocá-la no seu roteiro!

Comente!