Logo

Castiglione di Sicilia

Castiglione di Sicilia, um vilarejo com vista para o Etna

Por

Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someonePrint this page

Castiglione di Sicilia é uma das cidadezinhas das encostas do Etna mais interessantes, daquelas com aspecto medieval, ruas estreitas e um castelo no topo. É um daqueles lugares para quem quer respirar o ar puro das montanhas e ama a paz dos vilarejos.

Eu mencionei acima “ar puro” e “paz” porque Castiglione di Sicilia é uma cidade muito pacata, de apenas três mil habitantes, mas com uma particularidade: ela é considerada um dos vilarejos mais bonitos da Itália e faz parte da associação Borghi più Belli d’Italia, que tem o objetivo de preservar e revitalizar essas aldeias históricas, a maior delas parte fora dos centros turísticos.

Aqui na Sicília são 19 os vilarejos membros, alguns realmente conhecidos, como Cefalù, Savoca, Castelmola, Gangi, Palazzolo Acreide e Milazzo, outos bem menos, como Castiglione di Sicilia, Salemi, Ferla, Novara da Sicília, Sperlinga, Sutera, Castroreale, Petralia Soprana, etc.

Castiglione di Sicilia

A placa na entrada da cidade indicando que Castiglione é “um dos burgos mais bonitos da Itália”.

Castiglione di Sicilia, é habitada desde o tempo dos gregos, ou seja 404 a.C, e está localizada na província de Catania, entre a beleza natural da Vale do rio Alcantara e o Parque do Etna. Além de paisagens e vistas oferecidas pela natureza, Castiglione di Sicilia é também terra de vinhos, pois nos seus arredores ficam algumas das principais vinícolas que produzem os vinhos do Etna.

Castiglione di Sicilia

Incluindo Castiglione di Sicilia em um roteiro

Um dos passeios que fiz a Castiglione di Sicilia foi justamente antes de ir almoçar em uma vinícola. A cidade dista apenas 15km da vinícola Gambino, por isso decidi fazer um passeio antes da degustação que eu havia reservado. É este o roteiro que eu recomendo, inclusive porque não tem muito sentido ir a Castiglione e não aproveitar as delícias enogastronômicas que a cidade oferece.

Já sabendo que Castiglione di Sicilia era minúscula, calculei meu horário de chegada na cidade, mais uma duas horas de passeio, mais almoço na vinícola, de modo que tudo combinasse perfeitamente. Castiglione é mesmo pequena, e você não vai precisar de muito tempo para conhecê-la.

Castiglione di Sicilia

Castiglione e sua vista constante para o Etna.

Foi pelo Castelo de Lauria que comecei o meu passeio. Do castelo, também conhecido como castrum leonis, do qual deriva o nome da cidade (castrum leonis / Castiglione) é visível a parte superior do vale do rio Alcântara até Randazzo, além do lado norte do Etna.

Infelizmente do castelo restam apenas ruínas, mas que podem ser visitadas gratuitamente. E foi justamente por lá que comecei o meu passeio.

Castiglione di Sicilia

O Vale do Alcantara visto do castelo

Não se sabe ao certo quando foi construído o castelo, mas acredita-se que ele seja de época bizantina, tendo no século XII, durante o domínio dos normandos, atingido seu máximo esplendor. O castelo era uma verdadeira fortaleza escavada na rocha, uma fortificação que controlava e defendia a única via de acesso ao interior da Sicília.

Castiglione di Sicilia

O castelo visto por dentro

O castelo era subdividido em vários setores, cada um com funções diferentes: a parte mais nobre era reservada ao governador do castelo, o chamado “castellano” e incluía também os estábulos, celeiros e a parte residencial. Em outro setor ficavam as prisões, dentro das quais, em celas de apenas 1m de altura e dois de largura eram encarcerados os desordeiros, opositores políticos e os criminosos. Enfim, em outro local, ficavam as cisternas para armazenar água da chuva, ou para esconder, durante as tentativas de invasões, as provisões e os objetos preciosos.

Castiglione di Sicilia

Um dos poços do castelo

Castiglione di Sicilia

Uma das janelas ogivais de uma das salas abertas do castelo.

Do castelo, uma estradinha leva até a Basílica da Madonna della Catena, construída sobre antigas ruínas bizantinas que ocupavam a rocha. Não consegui entrar, porque estava fechada, mas dentro da igreja há uma estátua da Madonna della Catena, em mármore branco, pesando cerca de sete toneladas, impressionante. Justamente em louvor de Nossa Senhora das Correntes, acontece todos os anos, no primeiro domingo de maio, uma grande festa.

Castiglione di Sicilia

Como acontece em qualquer cidadezinha, o coração de Castiglione di Sicilia é a sua praça principal, a Piazza Lauria. Nesta bela praça central, pavimentada com pedra lávica (por isso os paralelepípedos são escuros), ficam o Palácio Municipal e a igreja de Santo Antonio.

Cartiglione di Sicilia

A piazza Lauria com a igreja de Santo Antonio

Para apreciar as belezas de Castiglione di Sicilia, o ideal é vagar por suas ruas estreitas. Você não pode ajudar, mas se surpreender, encontrando, em cada canto, em um edifício, uma varanda, uma igreja que conta a história das pessoas que passaram por lá.

Castiglione di Sicilia

 

Da Piazza Lauria é possível seguir pela via San Marco, “o bairro mais medieval”, onde fica uma igreja de mesmo nome, agora desconsagrada. Outra alternativa é pegar então a rua principal, Via Regina Margherita, que é uma verdadeira sucessão de curvas e oferece vistas pitorescas do Etna.

Castiglione di SiciliaAinda a poucos metros da Piazza Lauria, fica a igreja dos Santos Pedro e Paulo, que ainda preserva como elemento principal de sua construção a torre poderosa de blocos de lava e arenito local.

Outras dicas

  • No território de Castiglione di Sicilia, não na aldeia em si, mas nos arredores, estão localizados alguns dos hotéis mais luxuosos da região do Etna, como o resort Villa Neri e o Il Picciolo;
  • Lá também fica o lindo Hotel Vinícola Firriato Cavanera Resort & Wine;
  • Há algumas excursões ao Etna que incluem Castiglione di Sicilia, como esta AQUI, feita com quadriciclos.
  • Uma dica de passeio gastronômico a uma vinícola de Castiglione, com saída de Taormina, é este AQUI.

 

Como chegar a Castiglione di Sicilia

Se você quiser conhecer Castiglione di Sicilia e os arredores, ou ainda visitar uma vinícola ali perto, vai ter que estar de carro.

Há um ônibus de Taormina e Giardini Naxos, mas não tem como ir e voltar no mesmo dia. Em Castiglione di Sicilia não tem estação de trens.

Castiglione dista 57km de Catania e 38km de Taormina.

 

 

Reserve já seu hotel em Castiglione di Sicilia!*

* Se você acessa o site do Booking através da caixa acima e faz uma reserva, além de ter utilizado um dos sites mais confiáveis do mundo, ainda ajuda o blog com uma pequena comissão. E o mais importante: nenhum encargo é repassado para você!

Faça uma cotação e alugue um carro na Sicília

Assine nossa newsletter mensal e receba dicas da Sicília no seu e-mail!

Comente!