Logo

Hotel 4 estrelas em Favignana

Hotel 4 estrelas em Favignana: Cave Bianche, um hotel em uma antiga pedreira

Por

Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someonePrint this page

Na minha última viagem a Favignana, reservei propositalmente dois hotéis diferentes: primeiro um três estrelas, deixando por último o quatro estrelas, para fechar o passeio com chave de ouro. Foi assim que me hospedei no Cave Bianche, um hotel 4 estrelas em Favignana muito peculiar.

Tendo deixado para reservar tudo de última hora (minhas viagens pela Sicília são sempre assim!), acabei não tendo muitas opções. E olha que ainda era final de junho, não exatamente pico da alta temporada. Mas sabemos que Favignana é uma meta muito procurada pelos turistas, principalmente de uns anos para cá, desde que sua praia mais famosa, a Cala Rossa, tem entrado nos rankings de praias mais bonitas, não só da Itália, como da Europa.

 

Um hotel em uma antiga pedreira

A particularidade do Cave Bianche é que ele se encontra exatamente dentro de uma ex-pedreira de calcarenito branco. Como você pode ver pelas fotos, os restos da antiga pedreira e as paredes de calcarenito estão por todas as partes. Imagino o minucioso estudo de arquitetos e engenheiros para adaptar a estrutura moderna ao ambiente que a circunda. A pedra em Favignana é o depositário de restos fósseis antigos que dão testemunho de uma vida marinha incrivelmente rica.

Hotel 4 estrelas em Favignana

As paredes da antiga pedreira

Entre as paredes cortadas de pedra e as cavernas escavadas por séculos de trabalho, com vistas amplas e geométricas, o Cave Bianche é  uma eco-estrutura oferece aos seus hóspedes uma experiência inigualável. Tudo se adapta perfeitamente ao ambiente.



Booking.com

A chegada e a localização

Algo que pode ser desfavorável em relação a este hotel é a sua localização. É que ele não fica no centro de Favignana – que é uma ilha bem grandinha –, mas sim a 4km de lá. Isso pode fazer dele um hotel não adequado para quem quer fazer tudo a pé. Por outro lado, o lugar é um oásis de paz e silêncio, ideal para quem está procurando um hotel tranquilo onde descansar. Esse era o meu caso.

Para fazer com que a distância do centro não seja um grande problema para quem está sem carro (é permitida a entrada de veículos em Favignana), o hotel disponibiliza transfers de/para o porto, o centro e para as praias. Basta avisá-los e reservar. A partir do momento em que eu soube o horário em que eu chegaria a Favignana, os avisei e, na minha chegada ao porto, o transfer estava lá.

Depois que fizemos o check in, uma funcionária nos acompanhou até o quarto, explicando no caminho como era feita a estrutura do hotel, o qual, como vocês podem ver nas fotos, é dividido em vários núcleos, adaptando-se às paredes da antiga pedreira.

O Quarto

Assim como o restante do hotel, a decoração do quarto é totalmente minimalista (até demais, eu diria). Os 32 quartos do hotel foram concebidos para serem tranquilos e ecológicos, seguindo o conceito de bem-estar e regeneração, com as paredes e pisos de pedra natural e mobiliário de madeira tratada com tintas atóxicas.

O nosso era um quarto duplo standard, mas há várias categorias diferentes e os quartos mais caros dispõem de banheira com hidromassagem e janela panorâmica.

Nosso quarto também tinha acesso para o jardim. Este não era privativo, mas na direção de cada suíte havia duas espreguiçadeiras.

A limpeza do quarto também era impecável. Aliás, ainda lembro de sentir aquele cheirinho de madeira nova. O hotel é relativamente recente, se não me engano só tem dois anos de inaugurado, então dava para perceber que era mesmo tudo novinho.

O restaurante, o bar e o café da manhã

O Cave Bianche dispõe de um ótimo bar lounge. O barman nos preparou uma ótima caipirinha (eu sei que vocês, caros leitores brasileiros, não irão pedir caipirinha, mas eu sinto falta dela!). Aliás, devo dizer que era muito bem feita, coisa rara de se encontrar por aqui.

Caipirinha no pote

Há também um restaurante, que oferece um menu de pratos sicilianos em versão moderna e até mesmo outra versão de menu com pratos tunisinos. Eu não jantei no restaurante, porque optei pelos besliquetes e drinks do bar.

No mesmo lugar é servido o café da manhã, bem gostoso e variado, com muitas opções de doces e também salgados. Mas estamos na Sicília, e os doces são os protagonistas. Estavam todos deliciosos!

Este é o restaurante e sala de café da manhã. É a estrutura com cobertura branca vista das fotos do alto.

 

O Custo x Benefício

Como falei no início do texto, reservei em cima da hora, então paguei 210 euros por uma diária (era início do verão). Mas reservando com antecedência, você encontra tarifas ótimas, pagando menos da metade que eu paguei.

Para ver as tarifas, disponibilidade ou reservar este hotel, clique AQUI.

 

Outras informações

  • É possível alugar no hotel bicicletas, scooters, carros e até barcos;
  • Eles também oferecem mini cursos de mergulho e snorkeling
  • O hotel não dispõe de spa, mas tem duas piscinas de hidromassagem e é possível reservar sessões de massagem.

 

O Veredito

Dormir no Cave Bianche foi uma experiência bem diferente. Sem dúvida a atmosfera do hotel é perfeita para quem quer descansar e estar em meio à natureza. Ele é perfeito para lua de mel e viagens de casal, principalmente casais maduros. Enfim, aprovei e voltaria sem dúvida.

Clique na caixinha abaixo para ler as avaliações de outros hóspedes, verificar a disponibilidade e as tarifas!


Booking.com

Comente!