Logo

Palazzolo Acreide

A cidade barroca de Palazzolo Acreide

Por

Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someonePrint this page

A Sicília não é só praias, não me canso de repetir isso. Há uma série de cidades pequenas, pitorescas e nem um pouco turísticas que poderiam ser melhor exploradas e que raramente entram nos roteiros de quem passa por aqui. Uma dessas cidades é Palazzolo Acreide, localizada a cerca de 45km de Siracusa.

Palazzolo Acreide, situada ao longo das encostas rochosas dos montes Iblei, é uma cidadezinha encantadora que combina uma opulenta arquitetura barroca, várias ruínas arqueológicas e um sofisticado cenário gastronômico, algo que sinceramente não se espera de uma cidade pequena do interior. Ainda mais incrível é que Palazzolo é praticamente desconhecida no exterior, tornando-se o local perfeito para quem estiver à procura de uma experiência autêntica na Sicília.

A propósito de arquitetura barroca, Palazzolo Acreide é uma das chamadas “cidades do barroco tardio do Val de Noto”, Patrimônio da Humanidade da Unesco. Desta lista também fazem parte Caltagirone, Militello in Val di Catania, Catania, Modica, Noto, Ragusa e Scicli, ou seja, oito cidades do sudeste da Sicília que foram destruídas durante o terremoto de 1693 e então reconstruídas com muito sucesso e com um considerável empenho coletivo, reconstrução essa que deu origem a maravilhas da arquitetura barroca que hoje podemos apreciar aqui na Sicília.

Palazzolo Acreide

 

Um pouco da história de Palazzolo Acreide

Onde hoje fica Palazzolo Acreide, surgia a antiga Akrai, uma sub-colônia grega fundada pelos siracusanos entre os anos 664 e 663 a.C. no alto de uma colina que separa dois vales: o vale do rio Anapo e o do Tellaro. Devido à sua localização estratégica Akrai servia também foi vigia das fronteiras meridionais da zona de Siracusa. A cidade teve um desenvolvimento contínuo ao longo dos séculos, mas depois de quase 1.600 anos de vida ininterrupta foi destruída para sempre em 827 d.C., pelos bizantinos.

As ruínas foram rapidamente cobertas por terra e de Akrai foram perdidas todas as lembranças. O novo centro medieval (Palatiolum) foi construído perto da antiga Akrai e ali se estabeleceram os normandos, que construíram um castelo em um lado da colina que era inacessível. Nos séculos XIII e XIV, houve uma enorme expansão da cidade e ao longo dos anos e séculos a seguir foram vários os senhores que que sucederam no comando. Isso tudo até que o terrível terremoto de 1693 mudou para sempre a história da cidade. Segundo os dados da época, morreram cerca de 700 pessoas e os danos foram enormes. Grande parte da cidade foi destruída, as igrejas caíram e desapareceu muito da história e cultura. Também foi destruído o castelo.

O século XVIII foi o século de reconstrução, quando a população tentou retornar à vida normal com o desenvolvimento sócio-econômico da cidade. O desenvolvimento cultural continuou e até floresceu um marcado interesse em letras, ciências e a arte, e a prova disso são as muitas obras-primas daquela época. Foi neste período também que aconteceram as maiores descobertas arqueológicas relacionadas à antiga Akrai, destacando-se aquelas efetuadas pelo barão Gabriele Judica que, por exemplo, trouxe à luz em 1824 o Teatro Grego de Akrai, que hoje pode ser visitado.

 

Um passeio em Palazzolo Acreide

Palazzolo é uma cidade pequena e suas atrações consistem, em sua maior parte, em igrejas e palácios barrocos, além do sítio arqueológico. É um lugar onde se pode passear pelo centrinho sem pressa, olhando sempre para o alto para admirar as lindas varandas. Aqui vão algumas dicas do que fazer na cidade.

 

Passear pelas ruas do centro histórico

Passear pelo centro de Palazzolo Acreide me fez pensar aos recentes acontecimentos trágicos na Itália, quando terremotos destruíram cidades históricas. Imaginar que Palazzolo também foi devastada por um fortíssimo terremoto, ma pacientemente reconstruída ao longos de décadas, nos faz refletir como será a reconstrução das outras cidades do centro da Itália.

As inúmeras igrejas, edifícios públicos, ruas e praças dizem muito da força de vontade da cidade de reconstruir e reencontrar aquela beleza destruída. Tendo deixado o carro na Piazza Aldo Moro, iniciei meu passeio pela Piazza Umberto, onde fica a linda igreja de São Paulo.

Palazzolo Acreide

Piazza Umberto e a igreja de São Paulo

Esta praça fica entre os bairros medievais da cidade, caracterizados por um emaranhado de vielas e casas um pouco decadentes.  Era ali que ficava o centro político, religioso e judicial de Palazzolo Acreide durante a Idade Média. Hoje em dia a área, que é um grande quadrado, é caracterizada por construções de estilos opostos, como o barroco, o neoclássico e o Art Noveau.

As magníficas igrejas barrocas de Palazzolo Acreide têm um grande destaque na cidade. A elegante Igreja de São Paulo, cujo edifício original foi completamente destruído pelo terremoto de 1693, foi reconstruída muito rapidamente. Graças às muitas ofertas de devotos, as obras foram concluídas em cerca de trinta anos, resultando em uma das mais belas igrejas no sul da Sicília. A fachada, em três ordens diferentes, apresenta inúmeras e luxuosas decorações. No interior, a sua estrutura é dividida em três naves e bem 11 altares.

igreja de São Paulo - Palazzolo Acreide

A igreja de São Paulo

Daí fui seguindo pela Via Garibaldi, uma das ruas mais importantes da cidade, passando pelas travessas que me levariam até a Piazza del Popolo, meu objetivo, o coração de Palazzolo Acreide. Não precisa seguir uma ordem precisa no mapa, o interessante mesmo é se perder pelas ruazinhas e passear sem pressa.

A praça é dominada pela igreja de San Sebastiano, a outra igreja imperdível e também a minha preferida, que fica no alto de uma suntuosa escadaria. Ela também foi destruída no terremoto, mas reconstruída ao longo do século XVIII. São Sebastião é o santo “protetor” de Palazzolo Acreide e em homenagem do qual é realizada uma grande festa, que contarei mais adiante.

igreja de São Sebastião - Palazzolo Acreide

A igreja de São Sebastião e sua escadaria. Esta igreja apareceu em filmes italianos importantes, como Cavalleria Rusticana, de Franco Zeffirelli e Gente de Respeito, de Luigi Zampa.

A ala central da igreja é caracterizada pelo teto inteiramente afrescado. Os afrescos retratam episódios da vida de São Sebastião”, desde o seu primeiro martírio. No altar maior há um nicho com uma estátua de São Sebastião que é aberto somente duas vezes por ano: no dia 20 de janeiro e no dia 9 de agosto, datas em que acontecem festas em louvor do santo.

Da Piazza del Popolo é só prosseguir pelo Corso Vittorio Emanuele, a rua onde a população costuma passear aos domingos. Ela é certamente a rua mais bonita da cidade, formada por uma série de belos edifícios do século XVIII e XIX, cafés e restaurantes.

Palazzolo Acreide

Piazza del Popolo e Corso Vittorio Emanuele

Pórtico do Palácio Municipal de Palazzolo

Outra igreja interessante é aquela da Annunziata, com sua fachada barroca incompleta e suas quatro colunas retorcidas. Ela é a única igreja de Palazzolo Acreide a não ter sofrido reformas ao longo dos séculos e era lá que ficava uma das obras-prima de Antonello da Messina, uma Annunciazione que hoje se encontra na Galeria Bellomo em Siracusa.

Aproveitar a gastronomia local

É impossível não notar a enorme quantidade de restaurantes de Palazzolo Acreide, principalmente se consideramos que a cidade tem somente 9000 habitantes e não exatamente um pólo turístico. Para tirar suas dúvidas, abra o Google Mapas, localize a cidade de Palazzolo Acreide e veja a quantidade de ícones de garfo e faca que aparece… incrível!

Pois é, Palazzolo Acreide inclusive ganhou um prêmio regional como a cidade com melhor oferta gastronômica, tamanha a qualidade de seus restaurantes. Não é possível visitar Palazzolo e não experimentar seus produtos típicos: ricota fresca, legumes, cogumelos, trufas e carnes, principalmente a de porco, são os principais ingredientes de uma cozinha marcadamente tradicional e muito apreciada na região.

Um dos restaurantes mais interessantes e renomados de Palazzolo Acreide é o Lo Scrigno dei Sapori, um restaurante muito pequeno, de gestão familiar, que propõe pratos típicos da culinária local com um toque moderno. Ótimo também é o restaurante Quel Che C’è, também muito pequeno mas com pratos deliciosos. Enfim, é muito difícil comer mal em Palazzolo Acreide!

O “cannolo scomposto”, sobremesa deliciosa que comi em outro bom restaurante de Palazzolo Acreide, o Taverna di Bacco. A ricota é um ponto forte da gastronomia de Palazzolo.

 

Visitar o sítio arqueológico de Akrai

Os restos da antiga colônia grega de Akrai ainda podem ser vistos. Infelizmente o sítio arqueológico só é acessível de carro e tem um horário de abertura relativamente limitado, mas quem tiver interesse pode programar uma visita ao Teatro Grego e às outras ruínas.

Teatro Grego de Palazzolo Acreide

O teatro grego remonta provavelmente ao século III a.C., mas foi reformado durante o período do Império Romano. Ele foi projetado para receber apenas 600 espectadores, portanto é um teatro muito menor do que aquele de Siracusa. Atrás do teatro encontra-se o complexo da Intagliata e da Intagliatella, pedreiras adaptadas ao longo dos séculos e transformadas em necrópoles gregas, sepulcros romanos, túmulos paleocristãos e habitações bizantinas. Acima das pedreiras ficam os restos da base do templo de Afrodite, onde se chega a partir da zona arqueológica.

Seguindo uma trilha dentro da zona arqueológica, chega-se também aos chamados Santoni, 12 grandes quadros esculpidos nas rochas que formam um complexo único no mundo. É um santuário rupestre que data do século III a.C., único no mundo em termos de grandeza e completude.

Magna Mater

O santuário era dedicado ao culto da Magna Mater e é considerado o principal centro de culto da deusa Cibele na Sicília. Colocado em uma parede que se estende por cerca de 30 metros, os Santoni são bem rudimentares, mas eles têm um elevado valor histórico e religioso. Nas representações aparece a deusa Cibele sentada num trono com uma longa túnica. Nos lados do trono ou na cena são sempre representados um ou dois leões, animais sagrados para a deusa. Os pequenos personagens do lado de Cibele são divindades menores ou coricanti, sacerdotes da deusa. Apesar de estar bem arruinada e bastante desgastadas, as figuras mantêm um encanto particular, talvez ligada à sugestão do lugar e ao mistério que envolve o culto da deusa na antiga Akrai.

O único inconveniente aqui é que só é possível visitar os Santoni duas vezes por dia, porque a visita só é feita com um guia do sítio arqueológico e acontece somente às 10h30 e às 16h30. O visitante que quer conhecer os Santoni deve apresentar-se na bilheteria do Teatro Grego um pouco antes destes horários.

A área arqueológica de Akrai abre de segunda a sábado, das 9 às 19h (até 16h30 durante o inverno). Não abre aos domingos e nem nos feriados. O bilhete inteiro custa 4 euros e inclui a visita aos Santoni.

Eventos interessantes em Palazzolo Acreide

Se a sua visita a Palazzolo coincide com um dia de festa, você encontrará a cidade, que normalmente é muito tranquila, transformada por fogos de artifício, desfiles e sons de fanfarra. As principais festas são religiosas, uma em louvor de São Paulo (29 de junho), e a outra de São Sebastião (10 de agosto).

Outro período em que a cidade se transforma é durante o Carnaval, pois o de Palazzolo Acreide é um dos mais antigos da Sicília. Falei dele aqui neste post.

 

Como chegar a Palazzolo Acreide

De carro: Palazzolo Acreide dista cerca de 40km de Siracusa e 30km de Noto, pode ser um bate e volta a partir destas duas cidades, e chega-se facilmente pela rodovia SP14. Onde estacionar: Nós deixamos o carro na Piazza Aldo Moro, nas imediações da igreja de São Paulo, pois ali havia diversos espaços para estacionamento na rua.

De ônibus: Também para ir a Palazzolo de ônibus a partir de Siracusa. A empresa que faz esse trajeto é a AST e a viagem dura 1h15min. Não há ônibus nem nos domingos e nem nos feriados

De transfer: Você pode ir a Palazzolo Acreide utilizando um serviço de transfer privativo. Por exemplo, um tour saindo de Siracusa e que inclui Noto e Palazzolo custa a partir de 200 euros. Peça um orçamento AQUI.

Assine nossa newsletter mensal e receba dicas da Sicília no seu e-mail!

Comente!