Logo

Ilha de Panarea, Sicília

Ilha de Panarea: beleza, glamour e natureza

Por

Compartilhe!Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someonePrint this page

A primeira palavra que usaria para definir Panarea é: vip. É a mais exclusiva das Ilhas Eólias, meta de quem tem muito dindim para gastar, de celebridades, de quem viaja em iates de luxo, mas também de nós, meros mortais, que temos a possibilidade de fazer nem que seja um minicruzeiro, saindo de Lipari, Milazzo ou mesmo Taormina.

Visitei a ilha de Panarea na baixa estação, quando a badalação já tinha dado lugar à tranquilidade e ao clima bucólico de um vilarejo de pescadores. Depois de cerca de 1 hora e meia de viagem, o  barco – que tinha saído de Lipari – atracou no pequeno cais de Panarea. As casinhas brancas, quase amontoadas uma sobre as outras, são a primeira coisa que chamam a nossa atenção. Elas são a marca registrada de Panarea e nos fazem lembrar daquelas ilhas gregas que povoam nossos sonhos.

Chegada à Ilha de Panarea, Sicília

 

Panarea é a menor das Ilhas Eólias e, apesar do pouco tempo que tivemos à disposição para passear pela ilha, deu para ver bastante coisa, principalmente graças a uma carona em um daqueles carrinhos elétricos, que juntamente com os scooters, são o principal meio de transporte para percorrer a ilha.

Ilha de Panarea

A vida anda devagar em Panarea. Imaginem que a ilha não tem nem 300 habitantes!

Ilha de Panarea

As ruas estreitas de Panarea.

 

O que tem para ver e fazer em Panarea

Panarea não é só ostentação, é uma ilha também para relaxar (de dia, enquanto aqueles que passaram a noite nas discotecas dormem) e curtir a natureza. Para ir uma ponta à outra, se percorre um pouco menos de três quilômetros, portanto dá para conhecê-la toda a pé ou, se preferir, é só pegar um dos “táxis” elétricos e fazer o “giro dell’isola”. Além disso, em Panarea fica uma das piscinas naturais mais bonitas da Itália, a prainha de Cala Junco.

 

Mergulhar em Cala Junco

Cala Junco (pronuncia-se “Iunco”) é uma grande piscina natural em tons que vão do verde-esmeralda ao azul. Para chegar lá é necessário caminhar cerca de meia hora (há placas indicando o percurso), mas também muitos passeios – como foi no meu caso – incluem uma parada para banho.

Caja Junco, ilha de Panarea

Infelizmente as nuvens não exaltaram a beleza da cor da água, mas posso garantir que o verdão/azulão é magnífico!

Cala Junco, Panarea, Sicília

Essa rocha que emerge do mar se chama “Scoglio Bastimento”. É possível chegar até lá nadando, como fez o casal que está deitado, tomando sol.

 

Passear pelo “centro”

O “centro” de Panarea se resume à parte nas imediações do cais. Ali ficam as boutiques que vendem desde moda praia até artigos de luxo, lojas de artesanato local, mercadinhos, restaurantes e inúmeros stands que vendem passeios ao redor da ilha.

Ilha de Panarea

Esse é o “centro” de Panarea

 

Dar a volta em Panarea de barco

Como falei anteriormente, na ilha há vários stands propondo passeios ao redor de Panarea e excursões para Stromboli. Também é possível alugar um barco próprio ou contratar um passeio privativo. Não importa o modo, dar a volta na ilha de Panarea vale muito a pena, uma vez que há lugares inacessíveis a pé e que são um verdadeiro paraíso.

Um dos pontos fortes dos passeios é a parada nos arredores dos rochedos próximos a Panarea. São basicamente três, Basiluzzo, Dattilo e Lisca Bianca, e vocês podem vê-los na foto abaixo.

Panarea

Três rochedos de Panarea: da esquerda para a direita, Basiluzzo, Dattilo e Lisca Bianca.

A poucos metros do rochedo Basiluzzo, podemos admirar um incrível fenômeno no mar: a água parece ferver, pois sobem até a superfície bolhas de gases vulcânicos. Vale lembrar que Panarea também se formou a partir de um vulcão extinto.

Panarea, Sicília

Bolhas de gases vulcânicos no mar de Panarea.

 

Fazer um happy hour no Hotel Raya

O Hotel Raya é “O hotel”. A diária para uma suíte passa dos 700 euros na alta estação e já foram seus hóspedes Mike Tyson, Catherine Zeta-Jones, Naomi Campbell e mais uma lista interminável de celebridades. Nos fins de tarde, o terraço do hotel se torna um lugar perfeito para um aperitivo com uma incrível vista para o vulcão Stromboli (veja a foto de abertura do post). À noite, o bar vira uma discoteca onde se dança sob a luz das estrelas.

Hotel Raya, Panarea

 

Como chegar a Panarea

De barco, por conta própria: É possível ir para Panarea a partir dos portos de Milazzo ou Lipari com as companhias de navegação Ustica Lines e Siremar. Clique AQUI para fazer uma cotação.

De barco, fazendo um minicruzeiro saindo de Lipari com a Aliante (eu fiz e recomendo muito!).

Com um passeio da Viator: Outra opção interessante é fazer uma excursão de um dia saindo de Taormina. Um dos passeios que a Viator oferece é um minicruzeiro de um dia em Panarea e Stromboli. Clique AQUI para saber mais.

De helicóptero: É claro que em uma ilha vip como Panarea, não poderia faltar uma pista de pouso. A Air Panarea realiza translados de helicóptero a partir de todos os aeroportos da Sicília.

 

Reserve já seu hotel em Panarea!*

* Se você acessa o site do Booking através da caixa acima e faz uma reserva, além de ter utilizado um dos sites mais confiáveis do mundo, ainda ajuda o blog com uma pequena comissão. E o mais importante: nenhum encargo é repassado para você!

 

Curta o blog no Facebook!

 

Viator

Comente!